sábado, 14 de julho de 2018

Resenha Tesão de Tico Santa Cruz.


Título: Tesão.
Autor: Tico Santa Cruz.
Editora: Belas Letras.
Número de páginas: 128.
Ano de lançamento: 2013.
Cortesia da editora.

Sinopse:

Esqueça a ordem poética da sedução neste livro de Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas Roque Clube. Porque os contos e poemas eróticos de Tesão conduzem o leitor a um mundo sem limites, sem preconceitos. A uma atmosfera enigmática que instiga a imaginação e desperta o desejo por uma aventura que entorpece o corpo. Carne, sexo, violência e força – o encontro de dois animais num confronto vital pela continuação da existência. O primitivo, o condenável, o que os outros não têm coragem de levar adiante por medo do pecado e do julgamento divino. Um prazer que assassinou a culpa, depois cuspiu o sangue no chão.

Opinião: 

Oi!!! Vamos para mais uma leitura diferenciada, proporcionada pelo escritor Tico Santa Cruz. Estou totalmente perdida em como descrever o livro, então vou indo devagarinho para ver se vocês apreciam esse tipo de leitura. 

A obra é composta por 32 contos e pelo título do livro vocês já podem imaginar do que se trata. 

Para as mulheres que gostam de um romance picante, esqueçam, pois o livro está mais para um porno e dos bem baratos. Julguem-me, mas quem nunca ouviu uma zoação sobre algum filme porno onde está tudo normal e do nada começa a cena do "ato"? O livro é exatamente assim.

Enquanto o lia, comecei a me preocupar com os quotes, pois o palavreado utilizado é bem aberto e descritivo. Não sei vocês, mas sou bem criativa e lendo o livro é muito fácil de imaginar as cenas acontecendo, até porque a obra consegue passar a ideia de como são as relações entre homens e mulheres reais, sem a falsa ilusão do romance, apenas tesão, sexo, prazer, vontades... 

A capa do livro contém uma ilustração tudo a ver com o tema, e ela não é a única, ao longo do livro existem várias. Algumas retratando posições sexuas e outras silhuetas de mulheres. Nesse livro também foi utilizado o esquema de páginas amarelas para leitura e preta para destacar a troca dos contos.

Confesso que não é uma das minhas leituras preferidas, pois chega a um ponto que as coisas parecem que se tornam repetitivas. Acredito que se fossem menos contos não fariam falta e mesmo assim passariam a mesma mensagem proposta pelo autor. Mas para quem gosta... É um prato cheio, do tipo transbordando.




Quero que se sinta bem. Não te condeno mesmo que só por um momento UM POUCO DE MIM E QUASE ME ENVENENO. Bons sonhos.
Eu sonhei essa noite que estávamos eu, você e mais uma pessoa. Não lembro bem quem era, mas se divertia muito com a situação e a situação me divertia muito também. Você estava linda. Especialmente linda.
Em cores vivas, de um olhar suave e canto tranquilo. Como se fosse um sonho daqueles que se sonham à tardinha. É a paz que invade o conflito que antes explodia em terremotos dentro do peito. Mistura de ânsia, desejo, malícia e meditação.
Clique na imagem para aumentá-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário