terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Resenha Quando o Amor Bater à Sua Porta de Samanta Holtz.


Título: Quando o Amor Bater à Sua Porta.
Autora: Samanta Holtz.
Editora: Arqueiro.
Número de páginas: 304.
Ano de lançamento: 2016.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu. Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso. Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade. O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja. Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer. A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.

Opinião:

Malu é uma escritora de romances super famosa, mas fica sem reação quando tem que responder a simples pergunta "O que é o amor para Malu Rocha?" ao ser indagada por uma repórter. 

A protagonista começa o livro meio chatinha, tem sua rotina bem definida: sair para pedalar, em dias determinados passar na Instituição de Longa Permanência (asilo) onde o avô encontra-se  e depois começar seu processo de escrita.

A única coisa que foge da Malu controlada é sua mania de guardar a coluna do Doutor Love que é publicada no jornal. Malu tem uma caixa onde esconde todas as colunas recortadas dos jornais.

O livro começa mostrando como Malu encara a referida pergunta da repórter, bem como o jeito do seu dia a dia. Também conhecemos Rebeca, a assessora atrapalhada de Malu, a qual somente foi contratada como um favor a um amigo. 

Nesse momento, Malu está passando por dificuldades na escrita de seu novo livro que tem como protagonista Ana Clara e Luiz Otávio, pois não sabe como fazer um final realista e ao mesmo tempo agradar seus leitores. 

Eis que um dia aparece um homem na sua porta dizendo se chamar Luiz Otávio e ter perdido a memória, tendo a procurado para ver se sabia quem era, visto que a única coisa que encontrou no seu bolso foi um papel com o nome de Malu e o dia de uma reunião. 

Malu não sabe quem é o homem e Rebeca, vivendo atrapalhada com as agendas, perdeu tudo quando seu computador deu pane e também não se lembra quem é o homem. 

Ocorre que algo desperta em Malu quando encontra Luiz e por mais que ela tente calar sua voz interna a medida que vão se reencontrando ela decide ajudá-lo a descobrir quem é.

Sim, no decorrer da história vão surgir fagulhas entre os dois, mas o legal é que a autora não faz eles ficarem rapidão. Os personagens tem consciência que não sabem quem Luiz é realmente e que ele pode ter uma família.

Ao mesmo tempo Malu vai mudando e voltando a ser o que era antigamente.  No decorrer da obra também descobrimos mais sobre a personagem e seu passado, o que a levou a se fechar para as pessoas.

O foco do livro não é o romance, mas sim os personagens se descobrindo. Malu tentando descobrir quem é e quem gostaria de ser e Luiz tentando descobrir seu passado.

O humor da história fica por conta de Rebeca que é uma tagarela e embora seja extremamente atrapalhada se esforça genuinamente no seu trabalho, visto que ela é super fã de Malu. 

Gostei da história. Admito que achei o início meio chatinho, mas ele é necessário para você ver as mudanças que vão acontecendo com Malu no decorrer do livro. Se vê logo de início que a autora mergulhou fundo na construção dos personagens e nenhum deles parece estar ali só por estar.

A capa tem tudo a ver com o nome do livro e as flores combinam com o decorrer dele. É simples e mesmo assim consegue ser bonita e chamar atenção. 



Balançou a cabeça para afastar os pensamentos tolos. Não havia nada de errado em sua rotina. E, afinal de contas, não era para sua vida que precisava encontrar um novo rumo, era para seu livro. Apenas para seu livro. 

Vovô estava certo, ela pensou. O melhor combate à insônia é, de fato, a consciência tranquila.

- Você defende esse nome como se fosse sua verdadeira identidade. Como se Malu fosse um escudo da Maria Luiza. A rosa que se esconde por trás da rocha...

Naquele dia, mais do que em qualquer outro, ela foi uma verdadeira escritora.

Clique na imagem para aumentá-la.

3 comentários:

  1. Cath!
    Bem, como sou fã da autora e seu que em seus livros sempre tiramos boas lições de vida, não tem como não querer fazer a leitura, mesmo com as ressalvas que fez em relação ao início do livro e por não ter muito romance.
    “Eu não procuro saber as respostas, procuro compreender as perguntas.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Que gracinha de resenha Cath´s!
    Eu já estou doida pra ler, vc pode imaginar agora né...Andam flando mto bem desse livro, preciso!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Cath eu já muito esse livro em livrarias, mas não sabia nem mesmo que era nacional. Pela sua resenha pude perceber que se trata de uma trama ótima e bastante intrigante, do tipo que a gente não consegue parar de ler até descobrir quem é realmente Luiz Otávio. Achei legal que a autora não investiu em uma paixão à primeira vista entre os personagens e deixou as coisas fluírem naturalmente ao longo da trama. Também fiquei muito curiosa para saber mais sobre o Doutor Love e se existe alguma relação entre ele e Luiz Otávio. Bjs!

    ResponderExcluir