sábado, 28 de janeiro de 2017

Cine FB: Uma Noite de Crime.


Título: Uma Noite de Crime.
Lançamento: 1 de novembro de 2013.
Duração: 1h 26min.

Sinopse:
Quando o governo norte-americano constata que suas prisões estão cheias demais para receberem novos detentos, uma nova lei é criada, permitindo todas as atividades ilegais durante 12 horas. Este período, chamado de Noite do Crime, é marcado por milhares de assassinatos, linchamentos e outros atos de violência por todo o país. O intuito, segundo o governo, é permitir que todos os cidadãos libertem seus impulsos violentos, garantindo a paz nos outros dias do ano. Neste contexto vive a família de James Sandin (Ethan Hawke), um vendedor de sistemas de segurança que prospera graças à Noite do Crime. Quando o evento ocorre, no entanto, o filho de James aceita abrigar um homem perseguido por psicopatas. Logo, toda a família está em perigo, seja dentro de sua própria casa, com a presença do desconhecido, seja pelas ameaças vindas dos psicopatas em frente ao imóvel, que prometem entrar e matar a todos.  

Opinião:

Um dia desses meu namorado chegou com essa sugestão de filme, que ele teria ouvido que era legal... Me viciei! Não parei quieta mentalmente até ver os três filmes e se tivesse mais eu os veria, haha.
 
O governo norte-americano aprovou 12 horas de crimes uma vez por ano, crimes cometidos nessas horas com armas brancas não seriam penalizados (vamos torcer para Trump não ter assistido esse filme). O foco obviamente é a estabilidade financeira do estado, quando menos pessoas melhor, ainda mais sendo que são as mais pobres, que terão menos recursos para se proteger, é que vão morrer, em maioria.

Algumas cenas parecem trash, mas da para entender no contexto do filme.
Nesse primeiro filme acompanhamos a família Sandin. James Sandin é vendedor de sistemas de seguranças e fatura uma grana em decorrência da Noite de Crime, sendo que seus vizinhos ricos são os que mais pagam para ele.

James tem uma esposa (Mary), um filho (Charlie) e uma filha (Zoey). A filha tem uma relação conturbada, pois James não aceita seu namorado e isso causa o primeiro BAM na história. O segundo é que seu filho, que não concorda com a Noite de Crime, resolve abrigar um negro (Dwayne) que estava sendo perseguidos por psicopatas.  

Os vizinhos para se vingarem do dinheiro gasto nos sistemas de seguranças informam aos psicopatas que o homem foi abrigado na casa de James. Assim, esses psicopatas tocam a campainha e estabelecem um prazo para que a família entregue Dwayne ou então eles vão arrombar a casa e matar todos.  Nesse momento, a família tem que decidir o que fazer.

Amei os filmes. Não que eu goste da premissa da noite de crime, mas justamente por isso é um bom momento de reflexão. Ainda, mais vivendo a situação atual em que a maioria acha que podem condenar outras pessoas a morte.

O filme te deixa em suspense até o final. Você nem vê o tempo passar, pois esta super compenetrado no enredo e em passar aquelas situações com os personagens.

Vale como diversão, mas também vale como reflexão. Convido vocês a assistirem e depois comentarem comigo.

3 comentários:

  1. Oi Cath!
    Minha irmã já me indicou e eu até hj não vi...Fiquei bastante curiosa agora pra ver, parece mto bom, vou ver esse fds com o maridão...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a dica Cath! Eu ainda não conhecia esse filme, mas, o enredo é bastante interessante e polêmico. Você tem razão, vamos torcer para que o Trump não tenha visto e também para que o Temer nunca veja! Hahahá!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Cath!
    Assisti o primeiro filme, quer dizer esse aqui, e achei bem aterrorizante, principalmente porque tudo acontece por um deslize, tudo acontece de terror na casa da família.
    Me uno na torcida para que o tal do Trump não tenha assistido e nem assista, caso contrário, terá mais ideias mirabolantes... e inadequadas.
    Desejo uma ótima semana!
    “A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos.” (Platão)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir