terça-feira, 8 de novembro de 2016

Resenha 101 Profissões Fora do Comum para Pessoas Nada Normais de Anderson Couto e Emerson Couto.


Título: 101 Profissões Fora do Comum para Pessoas Nada Normais.
Autores: Anderson Couto e Emerson Couto.
Editora: Belas Letras.
Número de páginas: 208.
Ano de lançamento: 2016.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Este guia de profissões não deve ser levado muito a sério. E é justamente por isso que ele é diferente de tudo que você já leu sobre a escolha de uma carreira. Não é um guia todo certinho, cheio de bases científicas, pesquisas bibliográficas, faculdades estreladas e o escambau. Ele é uma mistura de informação real com ficção e humor. Este livro não é recomendado apenas a você, jovem à beira de um ataque de nervos porque o vestibular está chegando, porra, e você não tem ideia do que quer estudar. A propósito, nem todos os caminhos profissionais passam pela universidade. Este livro é igualmente dedicado a você, um cara mais experiente que, entre um rabisco e outro no guardanapo da mesa do bar, desenha outros rumos para si. Se nem casamento é mais para a vida toda, por que uma carreira seria? Chegou a hora de você se divorciar do seu trabalho sem graça. E descobrir o que te motiva de verdade.

Opinião:


É um guia com profissões nada comuns (o que pelo menos deveriam ser) que mistura humor e ficção para falar sobre elas. Os autores indicam não apenas para adolescentes que ainda estão pensando em que carreira seguir, mas para adultos também. O livro trás profissões como Artista Circense, Bruxa, Escritor de mensagem de amor, Político Honesto e Vendedor de Tekpix na TV.

Um livro que tinha tudo para ser excelente e um guia útil para estudantes, ou até mesmo para os curiosos dispostos a ler sobre profissões desconhecidas. Porém encontrei um cenário completamente diferente do que eu esperava e que havia sido o motivo de escolher o livro para leitura. Para começar, a maioria das profissões são profissões comuns como Advogado, Psicólogo, Médico e Nutricionista. A maioria das profissões que não são normais parecem ser invenção dos autores. O humor... Honestamente não achei graça alguma, muita das coisas escritas como "humor" vinham com um preconceito disfarçado. Li disparates como preconceito com favela e seus moradores, gordos, psicologia, quem precisa de um psicólogo, desrespeito a religiões (espírita, católica e evangélica), e muito mais. Ah, e claro foi muito desnecessário também utilizar do humor para falar mal de atores e cantores durante o livro. Sem contar os palavrões no meio do texto que nada acrescentaram e não tinham a menor graça. E claro, alguns textinhos de "humor" entre as profissões tentando fazer o estilo do Sensacionalista, mas não colou.

O livro teria sido de mais utilidade se ele fosse de fato informativo, trouxesse informações reais e realmente fora do comum, curiosidades sobre as profissões e colocasse um pouco de humor para o livro não ficar chato. Não recomendo a leitura, principalmente para jovens desesperados em época de vestibular que ainda não se decidiram com o que fazer com a vida. E adultos maduros, com certeza não irão gostar. A única parte que achei interessante, foi o teste no início para definir que tipo de profissional você é para depois ver quais "profissões" se aplicam a você.

A capa do livro é muito fofa e gostei da ilustração dos bonequinhos de profissões. A Belas Letras soube trazer uma diagramação muito boa e dinâmica como o livro pede. Como sempre, a editora não peca na qualidade.



A profissão exige paciência para lidar com moradores que resistem em abrir a porta da casa e, acima de tudo, boa relação com a bandidagem, se for trabalhar, por exemplo, em comunidades dominadas pelo tráfico de drogas.
Para ser um político honesto, a única exigência é ser honesto. Isso mesmo, simples assim. O que deveria ser condição básica passou a ser grande diferencial.
Na teoria, jamais faltará trabalho aos psicólogos, porque o mundo esta cheio de gente estranha e neurótica, e os consultórios teriam pacientes pelos próximos 300 anos.

5 comentários:

  1. Nossa Pamella!
    Já estava me animando com a sinopse, porque achei que seria um livro hilário, mas, pelo visto, ´foi algo feito para ser diferente, porém, deu errado.
    Que pena!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Poxa, que pena que o livro não era nada informativo. O título é bem chamativo, mas infelizmente o humor foi forçado e tudo foi comum demais. Vou acatar a dica de não lê-lo, a menos que eu ganhe de presente, né? hahaha
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Isso é que é um título enorme kkkk fiquei bem curiosa.
    Dei muita risada com a pequena lista de profissões que você citou. Tipo, bruxa? Nossa, essa foi ótima ! Kkkkkkk
    E no final, que baque! Poooxa, nao era isso que eu esperava. Que decepcao 😥 Fiquei triste até por você ter lido, pelo jeito não vale a pena.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Que bacana esse livro, eu gostei...Bem diferente...
    Mas não sei se leria viu...não neste momento...
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Não curti a premissa, e pela sua resenha deu pra ver que é bem ruim e mal escrito, até com más intenções.
    Afinal um livro com palavrões desnecessários e preconceitos, não creio que valha a pena ser lido.
    bjs

    ResponderExcluir