sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Resenha As Vidas Impossíveis de Greta Wells de Andrew Sean Greer.



Título: As Vidas Impossíveis de Greta Wells.
Autor: Andrew Sean Greer.
Editora: Jangada.
Número de páginas: 256.
Ano de lançamento: 2016.
Cortesia da editora.


Sinopse: Durante um tratamento psiquiátrico após perder seu irmão e o rompimento de seu relacionamento, Greta Wells se vê transportada para vidas que poderia ter tido se tivesse nascido em épocas diferentes. Sua consciência se alterna entre seu próprio tempo e sua vida em 1918, em que trai o marido, e outra em 1941, em que é mãe e esposa devotada. As três vidas de Greta são repletas de tensões familiares e escolhas difíceis. Cada realidade tem suas perdas, recompensas e desafios. Será que são efeitos do tratamento ou ela realmente está vivendo essas vidas? E se Greta descobrir como permanecer em um dos outros mundos, em qual época ela vai querer ficar?

Opinião: 

No inicio da leitura do livro "As Vidas Impossíveis de Greta Wells" pensei: "Como assim três histórias?!? Isso não vai dar certo, o pessoal vai se confundir. Mas na realidade ficou muito gostoso de ler e de viver as três vidas junto com a Greta, sim, estou intima da personagem.

Pense em uma pessoa com problemas, multiplica por três e chegamos a esta personagem muito interessante, o que acontece com Greta é fora da realidade, mas nós amantes da leitura e com a imaginação um pouquinho mais fértil adoraríamos ter essa oportunidade.

A história começa em 1985, é o ano mais atual em que vamos conhecer Greta. Ela começa a fazer um tratamento de choque duas vezes por semana, quintas e sextas, após perder seu irmão e seu namorado. Greta sabia que teria efeitos colaterais, mas não que ela conseguiria viajar entre mundos paralelos e tempos diferentes.

Após a primeira sessão ela volta para sua casa e adormece, mas quando acorda novamente ela está em 1918. O mais legal é que ela não se apavora simplesmente aceita e começa a viver aquele dia como outro comum, Greta descobre que nesse mundo seu irmão continua vivo, ela está casada com seu amor, mas ele está na guerra e que no meio disso tudo ela tem um amante e que a Greta desse mundo também está fazendo o tratamento, pois descobriu que está sendo traída pelo marido que se encontra no exercito. Quando chega a noite e acontece a segunda sessão damos outro salto no tempo e mundo.

Ela acorda em 1941, nesse mundo ela descobre que é casada com o mesmo namorado, tem um filho, seu irmão está vivo, mas ela também faz o tratamento duas vezes na semana, pois sofreu um acidente de carro onde sua tia e melhor amiga (nos três mundos) morreu. 

E assim ela viaja, um dia num ano, uma semana em outro, e nesse meio tempo ela tenta resolver os problemas da vida das outras Gretas e enquanto isso essas outras mulheres também estão modificando a vida dela no seu tempo. E começam a surgir duvidas de em qual mundo elas gostariam de viver.

Me prolonguei, mas é que eu queria deixar um gostinho de curiosidade em vocês, porque essas três vidas viraram uma bagunça tão gostosa de ler.

Achei a capa meio curiosa, pois não tem muita referencia com a história. As páginas são boas para leitura assim como a fonte, encontrei alguns erros de digitação, mas estava tão curiosa pra saber se cada Greta iria continuar com sua própria vida que não fez diferença na minha leitura.

O autor teve uma ideia muito diferente de enredo, deixando os mesmos personagens, e mudando algumas atitudes dos mesmos, mas fazendo com que algumas situações se repetissem de uma maneira que nos deixa pensando na vida, que tem coisas que independem de nossa atitude, pois as pessoas são o que são na sua essência.



O impossível acontece pelo menos uma vez para cada um de nós. Para mim, foi perto do Halloween, em 1985, na minha casa em Patchin Place.
Que outro adjetivo podemos usar para qualificar um acontecimento desses além de belo, quando nos tornamos uma pessoa nova? Toquei meu rosto e fiquei imaginando: Que truque é esse? Como esta pode ser eu? (1918)
1941 - um mundo de outras escolhas, de outras chances! Com taxis antigos buzinando como gansos, e guardas com botões de latão no uniforme gritando na Sixth Avenue... - Aqui estava, a Manhattan de outra época, e neste mundo não apenas meu Nathan jamais tinha me abandonado, como tinha se casado comigo.
Clique na imagem para aumentá-la.

12 comentários:

  1. Posso dizer uma coisa? Amei! Se não me engano, acho que já li uma outra resenha desse livro por cima, e sabia dessa coisa de ser três histórias em uma. Realmente parece que vai ser uma confusão, mas ainda bem que não, hein? A capa não chama muito a atenção, mas a sinopse e o enredo compensam muito! Fiquei louca pra conhecer esse livro, espero que eu possa fazer isso em breve.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eita, achei um pouquinho confuso essa coisa de ir dormir em um ano e acordar em outros, viver três vidas ao mesmo tempo e tal, mas como costumo gostar de livros com viagem no tempo e a resenha fala bem do livro, vou anotar a dica ;)

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Pri!
    Realmente o livro parece bem diferente.
    Fiquei curiosa em saber como Greta viaja pelos mundos paralelos e consegue dar conta de 3 vidas ao mesmo tempo... É de confundir, né?
    “O amor é a única loucura de um sábio e a única sabedoria de um tolo.” (William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Quando li a sinopse pensei que iria encontrar mais um thriller psicológico. Mas me surpreendi que o tema e o enredo do livro sejam ne mais profundos.
    Esse lance de viajar entre vidas me lembrou bastante os filmes Efeito Borboleta.
    Estou bem curiosa com este livro e pretendo ler o mais breve possível.

    ResponderExcluir
  7. Ual! Não havia lido nd da obra ainda, é perfeita!
    Não imaginava um enredo tão bom assim!
    Já qrooo!!
    ;)

    ResponderExcluir
  8. Pela sinopse também ficava receosa de ler um livro confuso, mas pela resenha percebo que pela narrativa a história consegue ser bem organizada e compreendida, achei interessante o enredo de conhecermos as vidas passadas da personagem e também esse método de vencer a depressão.

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    A premissa do livro não me chama a atenção, achei um pouco confusa a história. Mas sua resenha, muito bem explicada, até me deixou um pouco curiosa a respeito do desenrolar desse enredo. Talvez venha a ler. Ótima resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Amei essa coisa de três vidas! Pelo que você disse, o autor soube desenvolver a história e fiquei curiosa pra saber e qual dessas vidas ela vai querer ficar!

    ResponderExcluir
  11. Achei tudo muito interessante!
    A personagem com três vidas diferentes, em épocas distintas e que vivendo situações difíceis e outras positivas.
    Mas como não li o livro ainda,não sei se é uma fantasia da personagem ou acontece de fato...
    Fiquei bem curiosa e com muita vontade de conferir.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir