quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Resenha Três Coisas Sobre Você de Julie Buxbaun.


Título: Três Coisas Sobre Você.
Autora: Julie Buxbaun.
Editora: Arqueiro.
Número de páginas: 288.
Ano de lançamento: 2016.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

Opinião:

Jessie perdeu a mãe e ficou tendo que fazer a casa funcionar, pois seu pai estava ocupado demais trabalhando... Até que ele parece com uma novidade: se casou com outra mulher.

Além disso, a nova mulher mora na Califórnia. Portanto, Jessie e seu pai se mudam para lá.

Jessie se pega estudando em um colégio particular, onde a maioria das pessoas são exibidas e más, e morando em uma residência imensa que tem até cozinheira junto com seu novo irmão.

A adaptação de Jessie estava indo de mal a pior até ela receber um e-mail de Alguém Ninguém querendo se corresponder com ela, propondo dar dicas sobre o colégio desde que ele ficasse no anonimato.

Assim Jessie acaba aceitando umas sugestões dele e fazendo amizade com duas garotas do colégio, bem como conseguindo um trabalho em uma livraria. Ocorre que o filho da proprietária dessa livraria, Liam, é namorado da garota que mais implica com Jessie e as coisas pioram quando ele resolver gostar dela.

Por outro lado, Jessie está bem interessada no Ethan, colega que não fala com quase ninguém, mas é popular, e que esta fazendo um trabalho de literatura com ela.

No meio de tudo isso ainda tem a nova adaptação de Jessie a sua atual família e como ela lida com a perda.

Ao mesmo tempo Alguém Ninguém se torna seu amigo constante, mandando mensagem várias vezes ao dia e o nome do livro vem de uma mania que eles adquirem de todo dia contar três coisas sobre eles.

Não vou dizer que eu não suspeitava (quase certeza) quem era o Alguém Ninguém. Ao menos eu achei que a autora deixa isso nítido e que parte da graça de acompanhar Jessie em sua história é saber quem é enquanto ela se esforça para descobrir.

Achei positivo que não temos diálogos de besteirol adolescente. Tem autores que acham que queremos ver escrito adolescentes sem noção e isso estraga o livro. Jessie e seus amigos tem conteúdo e isso faz a leitura mais prazerosa. Claro que mesmo assim a autora tentou fazer referencias a coisas que jovens gostam.

Julie Burbaun trouxe vários temas no mesmo livro, a perda de alguém, a dificuldade de encarar a vida depois, a adaptação em um novo local, os conflitos de amizades e os romances adolescentes.

No fim do livro eu queria mais, queria mais de Jessie e o Alguém Ninguém depois que ela descobre quem ele é. Gostaria de acompanhar mais da história dos dois.

Jessie é uma adolescente normal e fiquei me vendo nas suas maneiras de encarar os problemas da adolescência. Ao mesmo tempo, um personagem que adorei é Ethan, ele não está tão preocupado com ser alguém bom para ser apreciado, muito pelo contrário até.

É uma obra prazerosa de ler. Vai te cativando aos poucos e no final você fica querendo continuação da história, pois já se acostumou com as pessoas e os ambientes.

Adorei a capa. É de uma simplicidade tremenda, mas bem bonita.




Os dias perfeitos são para pessoas com sonhos pequenos, possíveis de serem realizados. Ou talvez para todos nós eles só aconteçam em retrospecto: só são perfeitos agora porque contêm alguma coisa irrevogável e irrecuperavelmente perdida.
Você acha que um dia vamos ultrapassar a barreira do "é complicado"? 
Acho a foto no telefone. Nem preciso usar filtro porque, diferente de todo o resto, ela é perfeita do jeito que está. Envio.
Uma piada idiota, talvez, mas eu rio assim mesmo porque consigo. Isso eu consigo lhe dar. 
Clique na imagem para aumentá-la.

3 comentários:

  1. Já tinha ouvido fla mas não tinha lido resenhas... perfeito!
    Já qro!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Gostei de conhecer o livro, pelo que entendi da resenha o livro fala das dificuldades e adaptações que todo ser humano passa ao longo da vida. Gostei de saber que os diálogos são bem mais maduro apesar de se tratar de uma adolescente.

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito fã de livros com temáticas teen, mas gostei do mistério que envolve a trama, talvez leia algum dia.

    ResponderExcluir