terça-feira, 12 de julho de 2016

Resenha Outlander - Os Tambores do Outono - Parte II de Diana Gabaldon.


Título: Os Tambores do Outono - Parte II.
Autora: Diana Gabaldon.
Série: Outlander.
Resenha dos livros anteriores: Livro 1. - Livro 2. - Livro 3: Parte I. - Livro 3: Parte II.  - Livro 4: Parte I.
Editora: Arqueiro.
Número de páginas: 469.
Ano de lançamento: 2016.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Será possível alterar o passado? Depois de voltar no tempo à Escócia do século XVIII e reencontrar Jamie Fraser, o amor de sua vida, Claire Randall seguiu com ele para o Novo Mundo. Agora eles moram na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e Jamie, com o auxílio da misteriosa e autoritária Jocasta Cameron, conseguiu tornar-se uma pessoa influente. As coisas finalmente parecem estar entrando nos eixos. Duzentos anos à frente, a filha dos dois, Brianna, encontra um recorte de jornal antigo e descobre que Claire e Jamie morrerão em um incêndio. Isso, somado à sua curiosidade em relação ao pai biológico e à saudade que sente da mãe, faz com que deixe o namorado para trás e se lance através do círculo de pedras em uma aterrorizante jornada rumo ao desconhecido. Para salvar a vida daqueles que ama, ela tentará mudar o passado, mesmo que isso signifique colocar em risco o próprio futuro. Assim que fica sabendo o que a namorada fez, Roger Wakefield abandona seu emprego de professor e decide segui-la. Mais uma vez, a força do amor ultrapassa obstáculos, vencendo tempo e espaço, e dá início a uma nova e fantástica fase nesta saga antológica. Na segunda parte de Os Tambores do Outono, Diana Gabaldon conta as aventuras de uma jovem destemida no atribulado século XVIII. Unindo sentimentos atemporais como culpa, raiva e amor a uma cuidadosa pesquisa histórica, a autora constrói uma trama inesquecível, com reencontros de tirar o fôlego e um desfecho emocionante.

Opinião:

Sempre que venho escrever uma resenha de Outlander eu penso como irei resumir os livros anteriores (imensos) de maneira que possa fazer a resenha e vocês entenderem o que aconteceu antes deste livro. Então espero conseguir cumprir a missão. ;)

Outlander conta a história de Claire Randall que viajou no tempo para a Escócia de 1751, onde conheceu Jaime Fraser, com o qual se casou e teve uma filha, Brianna. Ocorre que devido a revolução jacobita, Claire teve que voltar ao seu tempo, pois achava que Jaime estava se encaminhando para a morte e precisava proteger Brianna.

Vinte anos se passam até Claire descobrir que Jaime sobreviveu a batalha de Culloden e que tem a chance de voltar para ele. Então deixa Brianna iniciando um namoro com Roger Wakefield (para o qual ela conta sua história junto com Brianna) e retorna no tempo.

Claire encontra Jaime e eles terminam morando na Carolina do Norte, que ainda está sendo civilizada. Ocorre que Brianna e Roger descobrem que Claire e Jaime vão morrer em um incêndio dali seis anos. Portanto, Brianna viaja no tempo para encontrar a mãe e impedir isso de acontecer. Logo depois, quando Roger descobre, vai atrás de Brianna.

Os Tambores do Outono - Parte II começa com essa volta de Brianna e Roger no tempo. Brianna tenta esconder de Roger que voltou então ela atravessa as pedras na Escócia e vai até Lallybroch, onde encontra seus tios e primos. Esse encontro na família termina sendo muito fofo, embora cheio de emoções.

Enquanto isso Roger espera a próxima data comemorativa para poder atravessar as pedras. Motivo pelo qual eles não se encontram na viagem.

Brianna vai de navio até o mais próximo da casa de seus pais junto com uma acompanhante que ela salva de ser comprada por um homem asqueroso. Roger atravessa de navio, servindo como marinheiro, e termina encontrando Brianna em uma pousada. Ocorre que quando Brianna descobre que Roger sabia que seus pais iriam morrer e não contou para ela, esta fica furiosa (o que é totalmente compreensivo) e os dois terminam se separando novamente. Brianna indo encontrar seu pai na cidade vizinha e Roger indo buscar pedras preciosas, que teoricamente ajudariam na travessia de volta pelas pedras.

O encontro de Jaime e Brianna é tudo aquilo que ousamos imaginar, emocionante e cheio de personalidade, sendo que os dois tem o orgulho e a cabeça dura de Fraser´s. Já Claire fica dividida, pela felicidade de ver a filha e o interesse em que ela volte logo para o seu tempo, onde é seu lugar. Porém, algo acontece e se torna mais difícil de Brianna voltar. Ao mesmo tempo Jaime confunde Roger com outra pessoa e entrega eles para os índios (porque Jaime nem é estourado, imagina).

Nunca vi uma família que está sempre metida em confusão que nem essa! Quando você acha que eles vão conseguir ter paz, eles vão lá e se metem em mais confusão. E eu adoro isso! Ao mesmo tempo que toda vida deles te passa a impressão de realidade, com problemas, romances e temperamentos, você encontra-se envolvida com diversas tramas.

Foi ótimo ver o encontro de Jaime e Brianna e como um lidou com o outro no decorrer do livro. Também foi bom ver Claire dividida entre o amor por cada um deles e ver Roger sendo posto a prova (várias vezes). Mas tivemos uma despedida difícil nesse livro que ainda não consegui superar, foi bem triste, bem como tivemos momentos de cortar o coração.

Diana continua sendo Diana, te enche o coração de alegria e depois vem com uma faca e começa a cortar todo ele, rsrs. Mas isso é fantástico, pois a vida é assim,  em um momento você vai estar feliz e em outro estará lidando com complicações, e o livro passa isso muito bem.

Continuo indicando Outlander. Sim, é uma série grande, mas que vale muito a pena a leitura, você vai se emocionar em todos os momentos.

Por fim, saliento que a capa é muito bonita e combina com o livro. 

Talvez, pensou. Se a habilidade de passar pelas pedras fosse genética - algo como a habilidade de enrolar a língua ou o daltonismo - então, por que não?Claire havia viajado, assim como Brianna. Brianna era filha de Claire. E ele era descendente da única outra viajante do tempo que ele conhecia: a bruxa Geillis.
 - Água, querida. Tente beber um pouco, um gole. - Brianna segurou o copo perto da boca de Lizzie, orientando-a. Foi tomada por uma estranha sensação de déjà vu e percebeu que sua voz era o eco da de sua mãe, tanto nas palavras quanto no tom. Perceber isso foi estranhamento tranquilizador, como se sua mãe estivesse atrás dela, falando por ela.
 - As estrelas são sóis, como o nosso. É só que elas estão tão longe que parecem minúsculas. Estão tão longe que pode levar anos e anos para a luz delas chegar a nós; na verdade, às vezes, uma estrela morre e ainda vemos sua luz.
 - Olhe, o que quero dizer é... se eu não digo, como você sabe que eu amo você?
(...)
- Sei por que você está aqui, Sassenach. E é o que você quer dizer, não? Que ele veio atrás dela... esse Roger. Então talvez ele a ame bastante.    

Clique na imagem para aumentá-la.

3 comentários:

  1. Olá,
    Gostei muito de sua resenha.
    Você conseguiu resumir direitinho.
    Confesso que não sou muito fã de Outlander a partir do quarto livro. Eu não gosto da Brianna, e o romance dela com o Roger é um pouco cansativo. Li todos os livros e digo que a partir do quarto às vezes eu sentir que a Dianna se perdia um pouco com os personagens secundários. Mas como sempre era perfeita quando a história era de Jamie e Claire.
    Parabéns pela resenha.
    Abrçs

    Blog: Autora Marcia Pimentel

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li a série, parabéns, você conseguiu resumir muito bem, gosto de livros sobre viagem no tempo, e tenho certeza que os desencontros dos protagonistas deixam o leitor preso no livro, assim como os encontros tocantes. Realmente é sempre assim, quando pensamos que tudo ficaria em paz e autor inventa várias reviravoltas que deixam o leitor novamente com adrenalina, quero ler a série, mas antes preciso colocar as leituras em dia, já que os livros não são tão curtos e pelo que pude perceber o leitor sempre fica querendo saber o que vai acontecer no próximo volume

    ResponderExcluir
  3. Eu vi esse livro em algum lugar mas nao lembro onde.. E me apaixonei pela capa assim que vi.. E muito linda! Muito mesmo..
    Nao li a série e lendo resenhas nao consigo me apegar na historia aquele "wou, preciso desse livro"
    Mesmo todo mundo só falando maravilhas sobre o livro. :(

    ResponderExcluir