terça-feira, 7 de junho de 2016

Resenha Trama de Michael Jensen e David Powers King.


Título: Trama.
Autores: Michael Jensen e David Powers King.
Editora: Arqueiro.
Número de páginas: 304.
Ano de lançamento: 2016.
Cortesia da editora.

Sinopse:
O sonho de Nels era ser cavaleiro do reino de Avërand. Filho obediente, ajudava como podia os moradores de sua pequena e tranquila aldeia. Querido por todos e tratado como herói, acreditava que logo seria selecionado como escudeiro da cavalaria. Mas isso foi antes de ser assassinado por uma figura misteriosa. Nels virou um fantasma, e agora só uma pessoa consegue vê-lo: a princesa Tyra, herdeira do reino e sua única esperança de entender o motivo do crime. A princípio, a jovem mimada não dá a menor confiança para o rapaz, mas, à medida que o mistério da morte dele vai se desenrolando, os dois percebem que têm em comum um segredo e um inimigo terrível, que pode se disfarçar de qualquer pessoa. Nels e Tyra não têm escolha. Precisam fugir do castelo, desbravar um mundo oculto repleto de magia e espectros sombrios e encontrar uma agulha, a relíquia capaz de remendar o que foi descosturado na Grande Tapeçaria. E o tempo corre contra eles, pois o fio de Nels está prestes a desaparecer para sempre.
Opinião: 

Nels é um camponês que sonha em ser cavaleiro de Avërand. Ocorre que sua mãe nunca o permite ir se candidatar no festival que tem anualmente. Porém, quando sua mãe vai viajar e deixa-o com a incumbência de terminar uma lista enorme de tarefas (para que não sobre tempo de ir ao festival), Nels recebe uma visita inesperada de um idoso, Bosh, e aparentemente por mágica todas suas tarefas parecem concluídas.

No festival Nels termina sendo uma das atrações, lutando com o cavaleiro preferido de Avërand, chamado  Arek, sendo que o ganhador seria beijado pela Princesa Tyra. Contudo, mesmo Nels ganhando a luta a Princesa Tyra recusa-se a beijá-lo e assim ele passa vergonha publicamente.

Quando retorna para casa encontra sua mãe em pânico, pois agora eles descobriram onde ela e Nels estão. Então os dois resolvem fugir rapidamente... Porém, não são rápido o bastante e um homem misterioso mata Nels. 

Mas Nels não desaparece, ele vira um fantasma e descobre que somente Tyra pode vê-lo. Cabe a Nels convencer a princesa a ajudá-lo depois de descobrir que há muita magia no mundo e que seu destino está ligado a essa magia.

O universo está ligado a Grande Tapeçaria, na qual todos fios são tecidos. Cada pessoa tem um fio nessa tapeçaria, assim como cada item. Nels está como fantasma, pois seu fio embora destecido encontra-se ligado ao fio de Tyra (que nem imagina isso). Então os dois tem que encontrar a Agulha capaz de tecer qualquer coisa para poder salvar a vida de Nels. Para isso eles tem que enfrentar guardas, bruxas, fantasmas e o homem misterioso que assassinou Nels.

Estou tão acostumada com livros de fantasia com uma certa pomposidade na escrita e lotados de descrição que levei um susto quando comecei esse e notei que o linguajar é bem simples de ler. Embora os autores lhe apresentem um universo novo fazem isso de uma forma de fácil acesso, sendo simples imaginar o mundo e o funcionamento.

Tyra começa com uma personalidade chatinha, mas vai progredindo no decorrer do livro. Já Nels inicia o livro com uma personagem cativante, não se deteriorando no decorrer da obra. Achei todos os personagens bem escritos, mas também pensei que no final da obra podiam ter acrescentado mais sobre o rei, se ele evoluiu ou não.

O livro é muito bom, é uma fantasia ótima para quem quer iniciar nesse universo. Só achei que alguns pontos poderiam ter sido mais explorados, ficaria divertido ler algumas relações entre os personagens da obra.

A capa é linda e os fios distribuídos por ela combinam perfeitamente com o livro, bem como o anel. Mas esses são detalhes que só lendo para você entender direitinho o valor.


Mas Nels não era cavaleiro. Não podia abandonar sua mãe, que se amedrontava com qualquer coisa. Isso iria deixá-la em pânico. Se Nels sofria um arranhãozinho, ela sempre presumia o pior. Naquela noite a aldeia se preparava para o festival de verão, e ele estava preso em casa, trabalhando para a reserva de inverno - já que sua mão havia se esquecido outra vez de conseguir as sementes até que fosse tarde demais.

Nels correu atrás dela, amaldiçoando o fato de não poder fazer nada para ajudá-la. O cômodo era pequeno e úmido. O alfaiate ficou parado junto ao portal, segurando o machado, bloqueando a fuga de Tyra. A princesa se encolheu no canto oposto, olhou para Nels e apontou para o meio do cômodo com o braço tremendo. Numa cama improvisada com leóis brancos estava deitado um corpo enrolado em gaze.

Ela devolveu o olhar dele. Algo naqueles olhos verde-escuros a fazia se perguntar o que ele estava pensando - e o que ele achava dela. Olhou no fundo nos olhos de Nels. Bem fundo. Queria mesmo saber.

O rei ficou de pé junto de Arek, que não conseguia acreditar na própria sorte. Ninguém estava olhando, não havia ninguém por perto. Ninguém viu o sorriso de Arek enquanto ele sacava a faca.
Clique na imagem para aumentá-la.

5 comentários:

  1. Adoreeei a resenha!
    Tô sempre acompanhando resenhas sobre este livro e tenho em surpreendido mto com as opiniões de cada um ... Morrendo d curiosidade ainda mais pra ler!!!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Ouvi muitos elogios sobre esse livro mas essa é a primeira resenha que estou vendo. Achei meio parecido com Cidade dos Ossos(no qual abondonei o livro) a parte da mãe não querer que Clary saisse por causa de seus 'poderes' e deve ser por isso que acho que a mãe de Nels não queria deixar ele. Só não entendi muito esse negócio de magia, se tipo, ela faz ele voltar a "viver"?
    Também achei Tyra bem chatinha e meio metida, pelo que entendi do começo da resenha, é bom ver que ela muda um pouco porque não me contento muito com personagens que não gosto. Mas enfim, quero ler esse livro e espero não me decepcionar, mas se for tão bom quanto imagino sei que não irei.

    ResponderExcluir
  3. oi tudo bem..
    Infelizmente ainda nao li o livro mas tenho sempre lido bons comentarios sobre ele e sua resenha so complementou ,me fez querer ainda mais ler ,amei a capa ,agora e so comprar e se eu gostar me apaixonar..
    um abraço e muito sucesso.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro me chamou bastante atenção, pela capa e pela sinopse.
    Quero muito conhecer a história de Nels e Tyra, mesmo ela se recusando a beijá-lo, quero ver eles juntos em ação. Gostei desse negócio de fios, não entendia por que a capa tinha esses fiozinhos e agora fez sentido. Realmente Tyra não me cativou muito porém parece que ela evolui bastante com o livro, principalmente por causa de Nels, quero muito ver essa evolução.

    ResponderExcluir
  5. Gosto muitoooo de histórias fantásticas e esse é muito diferente e original.
    Principalmente pelo personagem que morre e vira fantasma! Amei a ideia! E ele ter que conquistar a Tyra, poxa, não deve ser fácil pra ela acreditar nele e tal kkkk
    bjss

    ResponderExcluir