sábado, 25 de junho de 2016

Lançamentos: Editora Belas Letras.

Oi.
A Editora Belas Letras vem com a continuação de O papai é pop e também com o livro A mamãe é rock. Bora olhas!?!

“O papai é pop” está de volta! Marcos Piangers vai colocar você no banco de trás do carro, ao lado das filhas Anita e Aurora, para contar novas histórias – algumas comoventes, algumas divertidas e outras talvez um pouco nojentas – sobre essa coisa absolutamente comum e extraordinária que é ter um filho. Um sentimento que não se pode explicar, não se pode entender. Só se pode viver. Porque você não vai ter um filho para obter vantagens, descontos, deduções do imposto de renda ou balões de graça sempre que for ao shopping. Um filho vai esgotar suas economias e minguar suas noites de sono. Vai sujar suas camisas novas e desenhar em suas paredes. Você vai ter um filho, na verdade, por um único motivo: para aprender a amar outra pessoa mais do que a você mesmo.

Este é um livro sobre a maternidade e todos os sentimentos loucos que as mães têm em relação a quem de alguma forma criam, seja um filho natural, adotivo, neto ou sobrinho. É sobre família e é sobre as mães também, esses seres que falam uma língua estranha e chata que só entende quem entra para o clube e se torna uma delas. Não se preocupe, não é um livro de lamentações. É o contrário: tem histórias engraçadas, singelas e verdadeiras. Aqueles que leram O papai é pop estão convidados a conhecer o lado mais in/tenso da experiência. “A mamãe é rock” é um recorte sem filtro dos divertidos e comoventes malabarismos que um casal moderno faz todos os dias para criar suas filhas.

3 comentários:

  1. Oii...
    Não conhecia os livros, me interessei mto... Parece ser bem informativo tbm...
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. AAAh, ameeeei as resenhas de Papai é pop 1 e agora quero o 2 e o da mamãe pra hoje!! Que fofura!!!
    bjooos

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia os livros mas as capas são lindaas, além de passar bastante informações, principalmente para quem será(ou quer ser) pai, além da maternidade, parece ser um livro de família, gostei.

    ResponderExcluir