sexta-feira, 20 de maio de 2016

Cine FB: Amor e Inocência.

Olá, amendoins! Como vão?

Hoje vim falar de um filme muito muito muito legal. Não sei vocês, mas eu gosto muito de filmes de época, ainda mais quando fala de pessoas que a gente já ouviu falar. Sim sim, nesse filme temos ninguém mais ninguém menos que Jane Austen! Para quem não sabe, Jane Austen foi uma das melhores autoras de romances da Idade Média, tendo títulos como Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade, Abadia de Northanger, Emma, etc. Espero que gostem!

Título: Becoming Jane (Amor e Inocência).
Gênero: Biografia/Romance
Ano: 2008.
Direção: Julian Jarrold
País de Origem: UK/Irlanda.
Duração: 120 minutos.


Sinopse:

1795. Jane Austen (Anne Hathaway) tem 20 anos e começa a se destacar como uma escritora. Enquanto ela está mais interessada em desvendar o mundo, seus pais querem que ela logo se case com um homem rico, que possa assegurar seu status perante a sociedade. O principal candidato é o sr. Wisley (Laurence Fox), neto da aristocrata Lady Gresham (Maggie Smith), mas Jane se interessa é pelo malandro Tom Lefroy (James McAvoy), cuja inteligência e arrogância a provocam.


Opinião:

Particularmente, não sou muito fã de filmes de romance. Mas tenho que admitir, tem alguns que me conquistam e esse filme foi um desses. Não posso nem falar muito, porque eu sou super fã dos romances da Jane Austen (lembrando de que eu não sou fã de romances em geral), então foi amor à primeira vista. No filme, a Jane Austen (interpretada pela diva da Anne Hathaway) se apaixona pelo advogado Thomas Lefroy, que foi obrigado pelo seu tio a passar um dia com seus parentes. Nisso, ele conhece a Jane. No começo, ele começa implicando muito com ela. Jane é bem diferente, tem um jeito de pensar único e gosta muito de ler. Então ele fica zombando dos livros dela, mas depois começa a perceber a graça nas peculiaridades de Jane.


O filme é baseado em algumas cartas da própria Jane Austen em correspondência com a sua irmã e outras pessoas. Então você realmente se sente na pele da Jane e vê tudo o que ela passou. No começo ela não tinha nenhuma pretensão de se apaixonar pelo Lefroy, nem ele por ela, mas é algo tão devagarinho e inevitável que você falta morrer de amores. Nisso, eles resolvem finalmente se entregar ao romance e aí é que você morre de fofura. É como se tudo o que você sonhou (não sei vocês, mas eu tenho uns sonhos impossíveis assim) fosse vivido pela Jane e ele.


Mas, como todo mundo sabe, nem tudo são flores. Com o tempo, começam a aparecer problemas entre as famílias deles, empatando um pouco o romance. Nisso, você vê o crescimento da maturidade da Jane e o surgimento de sua carreira de escritora. É exatamente como o título sugere, ela vai se tornando a Jane que a gente conhece. É gracioso observar o quanto da vida dela ela conseguia colocar nos seus livros. Suas paixões, anseios e até um pouco do que ela estava vivendo, assim como o desenvolvimento de sua criatividade e sua forma suave de conquistar leitores - que perduram até hoje né.

O filme é lindo, super leve. Tem uma fotografia e um figurino dos mais impecáveis, definitivamente deslumbrantes. Incrível ver como a Jane transcendia as mulheres da geração dela. Lindo demais ver as semelhanças da vida de Jane e da Cassandra (irmã dela) com Elizabeth e Jane Bennet de Orgulho e Preconceito. Difícil ver como ela sofreu por se tornar um ícone da literatura, mas o quanto ela foi forte como mulher e como escritora. Ela queria apenas mostrar o que era escrever com o coração, mesmo o dela passando por tempos tão confusos.


Enfim, se eu me delongar muito vou contar o filme todo! Só quero dizer que esse é um dos filmes biográficos mais lindos que já vi na vida! Não tem como não se apaixonar pela Jane e tudo o que fez ela se tornar essa autora maravilhosa que influenciou e influencia gerações por séculos. E sou suspeita para falar, porque eu também sou super fã dos dois atores principais. E ainda de quebra temos as lindas da Maggie Smith e da Julie Walters. Filme maravilhoso.

Nota: 9,0.

Trailer:

"I'm yours, heart and soul..."

Isso não te lembra algo tipo:

"You have bewitched me body and soul... "

Hein, hein, hein?

Isso é tudo, pessoal!

E aí, ficou com vontade de assistir? Espero que sim! Se já tiverem assistido ou se assistirem e gostarem, me avisem, por favor! Se vocês quiserem comentar sobre o filme, falar sobre os filmes das dicas anteriores se vocês assistiram ou não (assistiram A Estranha Vida de Timothy Green e Frequencies? Quero muito saber a opinião de vocês, viu?), falar sobre novos filmes, dar dicas pros próximos posts ou falar sobre qualquer outra besteira, comenta aqui em baixo!

Beijinhos nas sobrancelhas.

6 comentários:

  1. Olá!
    Que lindo!
    Não vi ainda esse filme, fiquei mto curiosa pra ver, parece ser bem legal...
    Adoro a os filmes com a atriz Anne Hathaway!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Vi apenas a metade do filme pois estava tarde e fiquei com sono, mas ainda pretendo vê-lo inteiro. Parece ser ótimo e se baseia em Jane eu já fico feliz. A única coisa que eu achei triste, foi pelo fato deles não terem ficado juntos no final(na vida real, não no filme) pois Jane queria que ele tivesse uma vida melhor, mas mesmo com isso ele colocou o nome da filha de Jane, o que é lindoo.

    ResponderExcluir
  3. Oi. Ainda não vi esse filme, mas com certeza quero assistir. Também não sou muito chegada em romances, mas de época eu gosto e essa atriz é uma querida, tem uma maravilhosa interpretação nos filmes que atua. E além dela, percebe-se um elenco de primeira. Quero conferir! Obrigada. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Aiiiii que lindooooo, ameeei e já me emocionei com o trailer!!!!
    Eu também sou louca pelos livros da Jane Austen e to louca para assistir esse filme há muito tempo, mas sempre acabo postergando, porém, agora depois de ler seu post + ver o trailer fiquei morrendo de vontade de assistir!!!
    Que delícia, num dia friozinho, hein.
    Preciso pra ontem!
    Depois que eu assisti , conto aqui o que eu achei!!
    bjss

    ResponderExcluir
  5. Bom, como eu adoro filmes de romance, fiquei bem interessada por esse filme, lendo um pouco sobre a história, me pareceu ser muito bom.

    ResponderExcluir
  6. Simplesmente amooooo os livros da Jane, já li Oep, ReS, Emma e Persuasão. Nunca fiquei decepcionada com algum livro dela e quando soube que tinha um filme inspirado na mesma, fui correndo ver. Esse filme é tão lindo, quando uma pessoa realmente amava a outra naquela época, parecia ser mais intenso que o de hoje em dia.
    Meu sonho é ter um amor que nem Jane teve hahaha, porém que eu fique com ele até a morte, claro.

    ResponderExcluir