quarta-feira, 16 de março de 2016

Resenha A Lista de Jennifer Tremblay.



Título: A Lista.
Autora: Jennifer Tremblay.
Editora: Autêntica.
Número de Páginas: 80.
Ano de Lançamento: 2014.
Cortesia da editora.

Sinopse:
'A Narradora se desespera; ‘O que você, Caroline, gosta no fato de ter filhos?’ , ‘Gosto da facilidade de se amar os filhos’. Gosto da facilidade de se compreender este texto. Gosto da tradução da Risa. Da poesia da Jennifer. Do ritmo alucinado de sua calma. Batidas à porta. Mais portas. Menos janelas. Mais saídas reais. Apareça lá em casa. Mesmo. Traga seu pijama. Eu acendo a lareira. Eu não tenho lareira. Mas acendo. Também trago no peito as marcas das minhas listas impossíveis. Também preciso parar. Abrir a porta. Pois trago no peito a memória de nossa humanidade possível. Apareça. Agora estou menos enlouquecida. Agora estou aqui, de verdade.
Caso deseje tem a opção de vídeo resenha desse livro: Link.

Opinião:


Em A Lista, nossa narradora (sem nome) inicia o livro se culpando pela morte de Caroline, sua única amiga na cidade em que mora e a única pessoa que ela pensa valer a pena naquele lugar. Aos poucos nos conta sobre seu dia a dia, sobre os filhos, sobre o marido e como resolveu ir para o campo buscando ser mais feliz e ter mais atenção do esposo e que não foi tão bom assim...

Apesar de Caroline ser a única amiga de nossa narradora, algumas vezes ela não atende Caroline, ela mesma confessa isso. Ela adora a companhia da amiga, porém critica muito os filhos bagunceiros e a bagunça da casa dela que a irritam muito. Mas não é para menos, pois nossa narradora parece ser muito organizada, já que faz listas para tudo.

Já com 4 filhos, Caroline conta que gostaria de ter mais um bebê. A narradora fica chocada e até pergunta a amiga o que ela gostava tanto em ter filhos. E ela fala sobre o amor dos filhos. E é o que acontece... Caroline fica grávida mais uma vez, e é a partir dai que nos encaminharem os para o desfecho da estória.

O que falar sobre esse livro que eu achava ser algo, quando chegou pensei ser outra e quando eu li descobri que era algo completamente diferente? Bom, eu imaginava que o livro contava uma história de forma "normal", mas quando coloquei minhas mãos nele me pareceu que ele era narrado em formato de poesia. Nesse momento eu me desanimei completamente, pois apesar de estar tentando mudar isso, não sou uma grande fã de poesia. Porém quando iniciei a leitura percebi que era como se o livro tivesse sido escrito em formato de lista. Em alguns momento realmente parecia que a personagem estava listando o que tinha que fazer ou o que havia feito, e em outra parecia estar contando uma história, porém nesse mesmo formato com frases curtas.

O livro me surpreendeu muito, pois achei, quando ele chegou, que eu iria odiá-lo e morrer de tédio, mas o que aconteceu foi bem diferente. A leitura foi fácil, rápida (li em menos de um dia) e fluída. A personagem consegue nos envolver bastante e passar todos os seus sentimentos, entretanto não me arrancou lágrimas. Apesar do livro não fazer meu estilo, é uma obra excelente.

Uma das grandes surpresas que tive ao receber o livro, foi que a capa é dura e linda. Amei esse fato! E é inegável que o livro é de grande qualidade. Possui fonte agradável para a leitura e as folhas são amarelas de papel pólen.

Achei que aqui ele não me veria apenas amadurecer.
Achei que aqui eu seria mais doce.
Mas sou uma fruta amarga.
Na cidade.
Ou no campo.
Continuo a ser uma fruta amarga.
Ficar tanto tempo sozinha me forçou a desaprender a estar com alguém.
Gosto da facilidade que as crianças têm de amar.
Gosto da facilidade que tenho de ar as crianças.
É fácil para mim amar meus filhos.
Meus filhos me amam e eu preciso desse amor.
Preciso de alguma coisa que seja fácil e o amor dos filhos facilita tudo.
Amo os meus filhos meus filhos me amam tudo isso é simples e fácil.
Clique na imagem para aumentá-la.

17 comentários:

  1. Oii! Que gracinha de livro! Ameeei! Já tinha ouvido falar da autora, agora mais q nunca qtonconferir o trabalho dla....adorei! Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, parece que ela é bem famosa por ai. Mas esse foi meu primeiro contato com ela. Que bom que gostou.
      Beijinhos!

      Excluir
  2. Olá!
    Que sinopse intrigante! Não deixa claro o conteúdo do livro. Ele é bem curtinho, mas parece ser profundo. Gostei bastante.
    Beijos!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Haha. Acaba que podemos interpretar de varias maneiras, por isso me surpreendido muito quando o livro chegou e também durante a leitura.

      Beijinhos!

      Excluir
  3. Realmente, pela premissa parece que o livro seria meio chatinho, me surpreendi com você ter gostado, rs. Também já tive surpresas assim com livros que ganhei de presente, de cara achei que seria super arrastado, e acabei adorando.
    Amo livros de capa dura, eles sempre enfeitam minha estante. <3

    Mago e Vidro
    | Sorteio DamnedGirls | NOVE livros pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, foram tantas emoções esse livro!
      Livros de capa dura são puro amor! Podiam ter mais desses por aqui no Brasil! <3

      Excluir
  4. Amei, parece ser um livro envolvente e de rápida leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, você senta por umas duas horas e da conta de ler tudo hahaha

      Excluir
  5. Pamela!
    Tão bom quando um livro nos surpreende para melhor, não é mesmo?
    O fato da diagramação e escrita serem diferentes, não quer dizer que o livro seja ruim, concorda?
    “A bondade deve estar ligada ao saber. A simples bondade pouco adianta; é o que tenho constatado.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. É maravilhoso quando um livros nos surpreende sim. Agora mais do que nunca concordo que o livro ser narrado de forma diferente não quer dizer que 3 ruim, aprendi minha lição hahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Quando vi a capa também pensei que seria um pouco chato, mas pela resenha parece ser divertido, além de ser pequeno e poder ler em um dia. Ia ser bom se tivesse colocado se tem um motivo(não o por quê, claro) da narradora não gostar de crianças.
    Sobre Caroline não faço idéia de como morreu, mas já imagino o que aconteceu com as crianças, espero que eu esteja certa haha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi oi Paola!
      O livro foi mesmo surpreendente. Não é que a narradora não goste de crianças,na verdade ela tem 3 filhos e se simpatiza bastante com uma das filhas de Caroline. Porém acho que ela não entende essa necessidade ter muitos filhos que a Caroline tem, acho que ela deve achar 5 um número muito grande.

      Excluir
  8. Se não fosse por sua resenha, não me interessaria no livro! Amo histórias fluídas e surpreendentes, esse parece corresponder com esses requisitos rsr. Ansioso para poder ler ! Abraços!
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que possa ler e se surpreender assim como eu me surpreendi.

      Abraços

      Excluir
  9. Oi!
    Achei interessante esse livro escrito em forma de lista, ainda não li nada nesse formato, mas mesmo a historia surpreendendo e sendo uma leitura que flui ela não me chamou atenção !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é realmente interessante e bem diferente *-*

      Excluir