segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Resenha A Garota Sem Passado de Michael Kardos.


Título: A garota sem passado.
Autor: Michael Kardos.
Editora: Arqueiro.
Número de páginas: 304.
Ano de lançamento: 2016.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Num domingo de setembro de 1991, Ramsey Miller deu uma festa em casa para os vizinhos. Depois, assassinou a esposa e a filha de 3 anos. Todo mundo na pacata cidade de Silver Bay conhece a história. Só que todos estão errados. A menina escapou. Sob o nome falso de Melanie Denison, ela passou os últimos quinze anos escondida com os tios numa cidadezinha remota. Nunca pôde viajar, ir a uma festa na escola ou ter internet em casa, porque Ramsey jamais foi encontrado e poderia ir atrás dela a qualquer momento. Mas, apesar das rígidas regras de segurança impostas pelos tios, Melanie se envolve com um jovem professor da escola local e engravida. Ela decide que seu filho não terá a mesma vida clandestina que ela e, para isso, volta a Silver Bay para fazer o que nem os investigadores locais, nem a polícia federal, nem o FBI conseguiram: encontrar seu pai antes que ele a encontre.
Caso deseje tem a opção de vídeo resenha desse livro: Link.

Opinião:

Imaginava algo totalmente diferente sobre o enredo desse livro. Pensei que seria no estilo  da obra "É melhor não saber", que eu adorei. Lendo a sinopse achei que teríamos a história de uma garota fugindo do seu pai, que assassinou sua mãe quando ela era criança, até que a garota resolve enfrentá-lo e tentar prendê-lo.

Ocorre que não foi bem assim. Ramsey Miller foi acusado de assassinar a mulher e a filha em 22 de setembro de 1991, porém o que ninguém sabe é que Meg Miller sobreviveu e passou a se chamar Mellanie Denison e viver com seus tios em Fredonia, uma cidade pequena e tediante.

Quando Mellanie fica grávida, resolve que está na hora de dar um basta e ir para sua cidade natal tentar encontrar seu pai. Ao chegar lá começa a descobrir que toda sua vida foi baseada em uma mentira e nada é como lhe contaram.

O livro vai intercalando capítulos da vida de Mellanie, em 2006, com outros da vida de seu pai, principalmente, os acontecimentos de 1991.

Pelo resuminho que fiz para vocês parece muito bom, certo? Mas o autor escreveu de forma tão entediante que somente o final do livro salva a obra.

Eu desgostei de Ramsey logo no começo do livro, por ele ser um motorista que atropela animais indefesos na estrada (me julguem, não suporto maldade com animais) e embora eu tenha achado o decorrer da história dele mais intensa que a de Mellanie, dá para dizer que o personagem era bem "doidinho" (ele acreditava no fim do mundo... Naquelas teorias malucas, rsrs).

As partes que narravam a vida de Mellanie terminaram sendo irritantes, pois a personagem é assim: ora ela quer resolver sua vida, ora está com medo de tudo. Quando descobre a verdade, queria não saber de nada. Acaba que ela é bem chatinha e birrenta/mimada.

Ao meu ver os personagens e a obra poderiam ter sido muito melhor trabalhados, de forma que o leitor se envolvesse desde o início e não somente no final.

O final salva o livro, pois acaba sendo agitado e revelando todos os detalhes (que você acompanhou a obra toda sem saber). Assim que os mistérios começam a ser desvendados parece que a leitura corre rapidamente.

Minha opinião sincera é que vocês podem colocar esse livro bem no final da lista, pois saliento que o que irá salvá-lo será o final, e admito que temos livros bem melhores no mercado brasileiro que vocês podem e devem passar na frente.

Não encontrei erros de português e achei a capa muito bonita, combinando com o ar misterioso que tem a sinopse.


E a verdade era que a cabine de um caminhão era um lugar bastante decente para quem sabia cuidar dela. Aliás, mais do que decente. Ramsey havia descoberto isso logo no início da profissão, mas deixara de lhe dar o devido valor até pouco tempo antes, nos últimos meses. No pico de um verão escaldante, em uma estrada no meio do nada, quem tinha uma cabine própria, bem refrigerada e com a música certa tocando no rádio era o rei do pedaço.
- Não há mais tempo pra bobagens, meu amigo - dizia ele agora a Eric. - Porque não é assim que uma pessoa magnânima age.
Ele acreditara nela. No entanto, fora doloroso para Ramsey saber que ela tinha continuado a ver o cara ("ver o cara", não; ela estava "trepando com o cara", isso sim) enquanto as coisas com ele ficavam mais sérias. Na época Ramsey tinha ficado assustado com a capacidade dela de ter duas vidas separadas sem que ele sequer desconfiasse. Mas ai ele já estava apaixonado. E, como ela falara, o que realmente importava era que ela havia terminado com o cara. Enfim, eles tiveram essa conversa no restaurante caro que escolheram para comemorar seus três meses juntos. E o fato era que ela havia mesmo escolhido ficar com Ramsey. Isso era o que importava, ele disse a si mesmo na época.
- Graças a Deus nada, meu amigo. Graças a você. A você e a Allie. É disso que estou falando: até os meus 27 anos eu nunca tinha acreditado em absolutamente nada, e de uma hora pra outra resolvi depositar minha fé num desconhecido completo pendurado no alto de um poste. Olhei pra ele e pensei: esse aí vai mudar minha vida. E mudou mesmo! Você mudou a porra da minha vida!
- Srta. Deninson, alguém está claramente insatisfeito com sua presença na cidade para revirar o passado. O bastante para machucá-la ou fazer coisa pior. Seja lá quem for, David Magruder ou qualquer outro, só um investigador poderá agir com a rapidez necessária para ajudá-la. Minha participação termina aqui: registro a ocorrência e o investigador leva o caso adiante. A investigadora, na verdade. Então acho muito importante que você fale com ela.

Clique na imagem para aumentá-la.

20 comentários:

  1. Oi!
    Quando vi esse livro no lançamento também pensei que seguiria a mesma linha de É melhor não saber e o enrendo parece ser bem interessante ainda mais tendo passado e presente mas lendo a resenha minhas expectativas já caíram bastante com esse livro !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foca no psicológico dos personagens, vi pessoas que adoraram, infelizmente eu não curti tanto.

      Excluir
  2. Olá!! Adorei a resenha! Adoreeei a sinopse qdo li primeira vez...Tenho visto mtos comentários positivos do livro, qro mto ler! Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Esse livro faz um ótimo estilo para filme. Gostei muito, esse eu leria com facilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, consigo imaginar como filme também.

      Excluir
  4. Poxa, esse foi o lançamento que mais me interessou no mês e pensei que fosse algo melhor! Uma pena os personagens serem mal produzidos, fiquei bem surpreso mesmo em ver que foi apenas uma leitura razoável. Bem, de qualquer forma quero ler, mas vou seguir as dicas que você passou na resenha. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dan.
      Eu esperava bem mais do livro, acho que fui com muita sede ao pote.

      Excluir
  5. Eu estava com a expectativa a mil para ler esse livro, mas ja vi que não é tudo o que eu esperava :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim não foi... Mas criei muita expectativa.

      Excluir
  6. Eita que pena, esperava mais do livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Cath!
    Para ver como as sinopses enganam e são feitas para o leitor comprar o livro.
    “Se não sabes, aprende; se já sabes, ensina.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a história na sinopse, só que não é tão envolvente quanto aparente, ao meu ver.

      Excluir
  8. Amei a resenha, ja tinha ouvido falar desse livro, gosto muito do gênero... espero em breve ler.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, pela capa e pelo título eu havia imaginado um livro totalmente diferente, meio ficcional, sabe? hahaha Até que a premissa dele é interessante, mas não sei de leria, ainda mais depois de você dizer que não curtiu tanto.

    Mago e Vidro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vária o gosto, vi pessoas dizendo que adoraram, para mim só o final dele que salvou a obra.

      Excluir
  10. Olá!
    Eu terminei de ler essa semana esse livro, ainda nem fiz resenha, mas eu gostei tanto! Achei a narrativa gostosa, as reviravoltas sem "aquela" adrenalina de Thriller psicológico e o final foi super! rs Agora de "É melhor não saber" eu esperava mais...Mas dou 4 estrelas para os dois!
    Amei seu blog parabéns!!! Bjs

    http://mundoliterando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu to curioso demais para ler esse livro. Acho que esse ano ficarei falido de tanto livro que eu quero ler. Parece que a cada resenha que eu leio de um livro diferente faz com que eu me apaixone por ele sem mesmo ler ou até mesmo se a resenha fala mal. "A garota sem passado" parece ser exatamente o tipo de livro que eu estou procurando. Adorei o seu blog, já está nos meus favoritos.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir