quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Resenha Em Busca da Rosa de L.A.M



Título: Em Busca da Rosa.
Autora: L.A.M.
Editora: Chiado Editora.
Número de Páginas: 548.
Ano de Lançamento: 2013.
Cortesia da Editora

Sinopse:


A vida corria de feição para a família de Kim. O seu pai, Igor, chefe tribal e senhor absoluto das terras do Norte organizava a maior festa da região para celebrar o tempo da abundância e agradecer a Deus a dádiva com que os presenteara. Mas a noite em que decorre a festa é também a noite que vai mudar radicalmente a vida de Kim e da sua família e transformar o que era doce em tragédia. A irmã mais nova de Kim, Yohannah, cai sob a ação de um poderoso feitiço que a faz prisioneira do seu próprio corpo e a torna incapaz de comunicar, num cativeiro sem chave e a que é impossível escapar. Quase impossível. No meio de uma guerra pelo poder entre chefes tribais, Kim é a única esperança da irmã, a única habilitada a trazer-lhe a cura. Numa luta contra o tempo, Kim parte numa viagem árdua, sem saber o que a espera pela frente, atrás de uma lenda que refere uma planta mágica, a Rosa d’Alma – com poderes curativos capazes de devolver Yohannah à vida se colhida no tempo certo e em harmonia com a lua. Sem escolta, acompanhada apenas por um homem designado por Igor e por quem se tomará de um amor profundo e pela irmã mais velha, a maquiavélica Judith, Kim é levada várias vezes ao limite da sobrevivência; somente a sua vontade férrea a faz continuar em frente, disposta a tudo para salvar a irmã amada.
 
Opinião:

No livro Em Busca da Rosa somos apresentados a três irmãs: Kim uma mulher corajosa, de personalidade forte, dons para fazer remédios com ervas e um coração muito bom. Yohannah que é a mais nova das irmãs, é uma jovem alegre, bem humorada, doce, a mais bonita das irmãs e amada por todos da família (ou quase todos). E temos Judith, a irmã mais velha, uma mulher de coração amargo e cheia das más intenções, quando criança sofreu um acidente e perdeu um dos olhos, o que anulou todas as suas chances de casar, pois na época em que a história se passa mulheres marcadas não significavam coisa boa.

Após sermos apresentados as irmãs, a sua família e como é a dinâmica em suas vidas, a história começa a se desenrolar e com Yohannah acamada e sem reagir devido ao feitiço que a prendeu a seu corpo, nos vemos sair em uma aventura com Kim, Ethan e a detestável Judith. Essa jornada é muito longa, cheia de desafios e nossos personagens precisam enfrentar muito obstáculos para cumprir sua missão. Missão essa que é quase impossível e com a ajuda Judith, que não é bem uma ajuda... Será que eles conseguirão sair dessa e levar a Rosa d'Alma para curar Yohannah desse mal?

Ethan é um bom homem, guerreiro, forte e que sabe como sobreviver. Ele possuí uma irmã gêmea chamada Jasmine, ela aparece pouco e mais para o final do livro, mas não deixa de ser uma personagem que faz todos ama-la. Violet é a avó das irmãs, é uma mulher bondosa, ensinou tudo o que Kim sabe e é a única que consegue enxergar a verdadeira personalidade de Judith. São muitos personagens que aparecem durante o livro e desempenham papel importante ajudando nossos heróis, mas infelizmente não da para citar todos eles, pois são muitos.

A história é muito boa, bem desenvolvida e a autora criou uma trama espetacular. Inclusive tenho que dizer que L.A.M. criou uma grande vilã e que Judith ganha de todas as vilãs da Globo. Porém o livro é muito cansativo por citar o mesmo cenário várias vezes, ou por os personagens passarem tanto tempo em algum lugar que você começa a se enjoar do local. Outra coisa que pesou um pouco é que o livro não tem capítulos, isso mesmo nada de capítulos... Apenas 548 páginas de puro texto, sem uma pausa para descansar nem nada.

A capa do livro é muito bonita, gostei da imagem das irmãs, apesar de não condizer com a descrição do livro. Porque a Judith da capa é linda de morrer e acho que qualquer homem ia querer desposa-la independente de faltar um olho ou não. Apesar de não saber português de Portugal, deu para identificar vários erros de digitação como letras faltando. Por uma vez vi duas palavras se repetindo na mesma frase e fazendo a frase ficar sem sentido. E pelo menos umas 3 vezes teve nome de personagens trocados, mas deu para identificar de que na verdade falava de outra pessoa. Adorei a qualidade do livro, como sempre a Chiado não deixou a desejar e nos trouxe uma edição maravilhosa.



Quando Kim saiu do quarto, Violet não pôde deixar de rir. Adorava a neta com todas as suas forças, e apreciava a sua característica mais forte, a de dizer sempre o que pensava, mesmo causando sérios embaraços a todos, embora na maioria das vezes as pessoas se rissem da sua perspicácia.
- Eu sei, mas se for preciso vamos a pé, levo-te ao colo, montamos um porco-espinho. Qualquer coisa serve, desde que saiamos daqui o mais rápido possível! - Disse Ethan entre desesperado e alegre.
Violet beijou-lhe a testa e saiu. Sentia que a verdadeira provação de Kim mal tinha começado, e que o que estava para vir, seria muito maior do que ela alguma vez imaginara.

7 comentários:

  1. Oi Pamella, o livro parece ser bem interessante daqueles que te prendem do começo ao fim nunca li nada dessa escritora, você fez uma resenha incrível bjs.

    ResponderExcluir
  2. Gostei da premissa do livro, e da capa, realmente são lindas. Parece ser uma estória bem diferente do que já li. Vou te dizer: os livros da Chiado tem mesmo muitos erros, principalmente trocas de nomes de personagens, o que é uma pena, porque as estórias são bacanas.

    ResponderExcluir
  3. Confesso q estou surpresa por gostar do livro, não tem nada a ver com o q costumo ler mas a aventura da Kim me fascinou. Talvez tenha gostado por causa do feitiço, já q amo elementos sobrenaturais nos livros...

    ResponderExcluir
  4. Olá, apesar de gostar da sinopse e ficar curiosa pra conhecer a grande vilã que ganha das vilãs da globo, achei bem negativo esse fato de não ter capítulos e ter 548 páginas... E como você disse, algumas partes são repetitivas e isso deixa cansativo, acho que não leria o livro, beijos

    ResponderExcluir
  5. Gostei do enredo, mas não é um livro que eu leria no momento.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. O livro parece ser interessante, mas se não tem capítulos já se torna desanimador (pelo menos pra mim ),tenho medo de abandonar e deixar na estante juntando pó, então acho que eu não leria esse livro. ):

    ResponderExcluir
  7. Pamelle!
    Por falar de feitiço e coisas do gênero o livro me parece interessante, só não sei se aguentaria ler, por causa de não ter capítulos. Acredito que a leitura talvez pudesse se tornar enfadonha.
    “ Educação é uma coisa admirável, mas é bom recordar que nada do que vale a pena saber pode ser ensinado.” (Oscar Wilde)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir