sexta-feira, 15 de maio de 2015

Cine FB: Cinderela.


Olá, queridos! Mais um filme na área! Desta vez venho falar de Cinderela, que ainda está sendo exibido em alguns cinemas do país. O longa dirigido por Kenneth Branagh conta com a participação de Lily James ("Fúria de Titãs 2" e "Quebrado"), Cate Blanchett ("O Curioso Caso de Benjamin Button" e "Blue Jasmin"), Richard Madden ("Uma Promessa"), Stellan Skarsgård ("Vingadores 1 e 2" e "Thor 1 e 2"), Holliday Grainger ("Jane Eyre" e "Anna Karenina"), Helena Bonham Carter ("Os Miseráveis" e "Sombras da noite"), Ben Chaplin ("Cálculo Mortal" e "O Retrato de Dorian Gray") e uma breve participação de Hayley Atwell ("Capitão América 1 e 2" e "Vingadores 2") como a mãe de Ella. Emma Watson estava negociando para viver Cinderela, mas a negociação demorou tanto que a empresa logo colocou Lily no lugar (sendo que Lily fez audição para interpretar Anastasia!), mas calma, Emma será Bela na adaptação de A Bela e a Fera. Muitos espectadores ficaram assustados com a cintura de Lily, e até disseram que a produção havia exagerado na edição, mas a verdade é que a cintura da atriz é REALMENTE fina, além de usar espartilho e vestido justo, o que causou o efeito, mas aquela é a cintura dela, sem edições!

Sinopse
Após a trágica e inesperada morte do seu pai, Ella (Lily James) fica à mercê da sua terrível madrasta, Lady Tremaine (Cate Blanchett), e suas filhas Anastasia e Drisella. A jovem ganha o apelido de Cinderela e é obrigada a trabalhar como empregada na sua própria casa, mas continua otimista com a vida. Passeando na floresta, ela se encanta por um corajoso estranho (Richard Madden), sem desconfiar que ele é o príncipe do castelo. Cinderela recebe um convite para o grande baile e acredita que pode voltar a encontrar sua alma gêmea, mas seus planos vão por água abaixo quando a madrasta má rasga seu vestido. Agora, será preciso uma fada madrinha (Helena Bonham Carter) para mudar o seu destino...
Trilha Sonora 
Como em quase todas as adaptações da Disney, algumas músicas do original se fazem presentes (mesmo que numa versão diferente), e o mesmo aconteceu com as músicas A Dream Is A Wish Your Heart Makes, Bibbidi-Bobbidi-Boo e Oh, Sing Sweet Nightingale. Temos também Lavender’s Blue, que é uma música folk inglesa. Nos trailers pudemos ouvir outras músicas, como My Blood da Ellie Goulding, mas não me lembro delas terem sido tocadas no filme e nem nos créditos.

Primeiras Impressões
Confesso que não estava muito afim de ver esse filme porque eu achava que ia ser uma porcaria, já que os trailers foram super chatos, e porque eu não sou lá tão fã da Cinderela, mesmo eu sendo super tiete da Disney. Mas por ser tiete e esse ser um clássico, eu me senti na obrigação de pelo menos assistir, mesmo que eu odiasse e quisesse que corvos arrancassem meus olhos depois (Entenderam a referência??). A surpresa (para mim) está no fato de eu ter gostado do filme... Mais do que do desenho original!
Logo no começo, podemos ver Ella ainda criança e isso foi muito importante para mostrar o seu relacionamento com o pai e principalmente com a mãe, que foi a verdadeira razão dela aceitar de boca fechada todas as crueldades das mulheres Tremaine. Com essa introdução INCRÍVEL, observamos como Ella era realmente humilde e de coração puro. Outra coisa super legal é que ela conhece o príncipe antes do baile e tem um diálogo com ele... Não tem aquela coisa mega superficial de "Dançamos, trocamos algumas palavras e estou super apaixonado por ela/ele"... Eles tem um breve encontro antes, o que já é melhor que nada. Novamente Helena Bonham Carter nos trouxe uma ótima atuação, e por quê não, uma cômica atuação?! Por falar em divas, Cate Blanchet também chegou com tudo, super combinando com a "Má-drasta", sua personagem.
Não vou dizer que virei super fã da Cinderela, mas depois deste longa, eu aprendi a gostar um pouquinho dela.

Curtiu? Então comenta aqui em baixo, siga o blog e nossas outras redes sociais. Até a próxima, beijinhos!






6 comentários:

  1. Eu ainda não assisti o filme, mas sei que ele teve uma bilheteria satisfatória e ganhou o público ao redor do mundo, tanto pelo seu conteúdo brilhante quanto pelos detalhes incríveis que foi mostrado no cinema!

    ResponderExcluir
  2. Eu estava pirando para assistir, e quando isso aconteceu bom, eu amei. Já tinha lido a sinopse e não fui com a ideia que poderia ser diferente do primeiro filme, achei a iniciativa da Disney em por atores humanos maravilhosa.

    ResponderExcluir
  3. Eu amo os filmesdas disney, mas infelizmente ainda não assiti a esse, e achei otima a ideia de ser com atores humanos, isso deixa as coisas mais reais e ainda assim sem tirar a fantasia da cinderela. Amei e quero muito assistir

    ResponderExcluir
  4. Oi, o filme não me interessou. Não gosto muito desses clássicos. Bjus.

    ResponderExcluir
  5. Bia!
    Não assisti ainda o filme, aqui toda vez que vamos está lotado e não tenho paciência para adolescente deslumbradas gritando o tempo todo dentro do cinema.
    Mas quero assistir por sou fã as princesas da Disney.
    E que bom que mudou sua opinião.
    “Coloque a lealdade e a confiança acima de qualquer coisa; não te alies aos moralmente inferiores; não receies corrigir teus erros.” (Confúcio)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Quando vi que iam lançar esse filme, imaginei que seria mais uma versão dark do conto original. Me enganei completamente. Gostei de saber que foi inserida essa parte introdutória. Assim, passamos a conhecer um pouco mais da histótia. Enfim, terei que assistir algun dia, só não sei quando.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir