segunda-feira, 13 de abril de 2015

Parceria: Chiado Editora.



Olá.
Hoje vamos falar sobre a nova parceira do Fantastic Books: a Chiado Editora!
Nada melhor do que eles mesmos apresentar né? Assim vêem o que eles pensam e desejam.

Editar livros não é o nosso trabalho, é a nossa paixão! Na Chiado Editora adoramos livros, os editados por nós e muitos editados por outros. E trabalhamos todos os dias para oferecer a cada Leitor o livro perfeito! A Chiado Editora é especializada na publicação de autores portugueses e brasileiros contemporâneos, sendo neste momento a maior editora em Portugal neste segmento, e uma das editoras em maior crescimento no Brasil. Em pouco mais de sete anos de existência, a Chiado Editora revolucionou o mercado do livro em língua portuguesa, editando mais de 1000 novos títulos por ano! Em virtude dos métodos inovadores de produção e distribuição que desenvolvemos, todos os livros publicados pela Chiado Editora estão, a todo o momento, disponíveis para todos os Leitores, nas maiores redes livreiras de Portugal e do Brasil. A política editorial seguida pela Chiado Editora visa democratizar o mundo editorial, gerando as melhores oportunidades para os Autores, e oferecendo aos Leitores excelentes obras, de variadíssimos géneros, a um preço justo e sem preconceitos. Dado o sucesso conquistado em Portugal e no Brasil, a Chiado Editora expandiu o seu trabalho para vários países, em várias línguas diferentes. Poderá descobrir as obras publicadas pelas nossas divisões internacionais através dos seus websites. A Chiado Editora publica igualmente na Alemanha, Bélgica, Espanha e América Latina, Estados Unidos da América, França, Luxemburgo, Irlanda e Reino Unido. Convidamo-lo a descobrir os nossos livros. Temos sempre um livro que será um desafio para si. O nosso desafio é merecer que os nossos livros façam parte da sua vida.
Site: Link.

Vou mostrar alguns dos livros publicados pela editora abaixo:

Jeremy, um rapazinho que foi adotado para a escravidão, descobre um mundo que responde a uma pergunta: se a terra é o único lar, onde existem seres vivos? Jeremy vem a descobrir que as criaturas que vivem nesse mundo, vão deparar-se com uma ameaça que, embora ainda não exista, vai revelar-se e dizimar tudo o que estiver ao seu alcance. Jeremy terá de encontrar uma maneira de combater essa ameaça imortal e proteger essas criaturas, pois o destino delas e desse mundo virão a depender de si.  Contudo, sobreviverá Jeremy, e o grupo que este formará ao longo desta jornada, a essa ameaça imortal denominada: Cavaleiro sem cabeça?

Não me creio vivo… Mas que faço eu aqui? Continuando assim a viver neste mundo de trevas sem que a morte me alcance? Afinal, qual é a idade de um morto? Quanto tempo estive vivo ou quantos Invernos gelaram as minhas cinzas? Mas quem sou eu? Procuro-te… A minha pele nívea e luzidia contrasta com o negro e a escuridão de um coração que jamais amou um ser vivo… Vivo onde as lendas se misturam e confundem com o uivar dos lobos, vivo solitário. Desesperado. Vagueio escondido no crepúsculo, roxo e tremendo de frio… O meu coração sangra por ti… Adormeço sempre sentindo o frio e o vazio que as palavras nunca ditas deixaram no meu coração tão só. Acordo gritando por ti desesperadamente. Se pudesse por uma vez apenas, por uma vez mais sentir o veneno dos teus lábios… Nem o canto da mais bela sereia se compara à melodia da tua voz que os corvos ouvem atentamente... Espero pelo dia em que me ouças para de novo me poder erguer e vaguear pela noite, deixar o negro do meu sangue correr nas minhas veias. Talvez compreendas… …Só as noites são eternas… Uma mão lava a outra, as duas lavam o rosto… Numa estranha confissão de um condenado que precedia a sua extrema-unção, enclausurado numa pequena e húmida cela, contada foi esta estória. Os meus olhos trémulos contemplavam a estranha e bela figura, esse alegado demónio que murmurava perante mim as inimagináveis páginas da sua dolorosa vida. Assisti também eu àquele último horror. Uma mão lava a outra, as duas lavam o rosto, diz-se. Choro eu também ao relê-la… A morte, esse fatídico e implacável desígnio, ceifa tudo. Nada se leva, tudo se perde. O poder, a riqueza, a fama, a vida, até a fé, nada será necessário após o fim. Somente as noites são eternas, pois um dia até o sol se apagará, mas o amor, esse, prevalece, enquanto houver noites… …Maior que a vida, mais forte que a morte… …Ad eternum, in aeternum… (Para Sempre, pois o amor nunca morre...)

Lisboa, ano de 2010. Próximo do Natal, o inverno promete ser longo, frio e sombrio. Bernardo de Vila Nova, psicólogo e cidadão do mundo, não imaginava o que o esperava ao chegar a casa e sentar-se no velho sofá com um livro novo nas mãos. Helena Pereira, estudante e taróloga, dispunha as cartas do Tarot sentada no chão do seu quarto. Estava longe de adivinhar o que ia acontecer quando uma das cartas lhe saltasse das mãos. Invocados pelo Zodíaco, viajam no tempo à mística Provença Medieval ao encontro de uma ordem esotérica de magos e feiticeiras. Rodeados de magia, recebidos por um astrólogo, um alquimista e um professor, protegidos pelas feiticeiras da Força, da Justiça e da Temperança, seriam iluminados pelo conhecimento antigo e assistiriam à criação do Tarot de Marselha. Ao longo de destemidas aventuras, enfrentam poderosas personagens e assistem, ao vivo, à criação dos arquétipos dos arcanos maiores do Tarot. Que segredos trouxeram? Que magias revelaram? O que muda, cresce e enaltece no Ser quando se transforma num viajante do tempo e percorre os caminhos fantásticos da alma oculta e da mente iluminada.

O acontecimento de uma grande mudança deixou de afetar toda a humanidade. Os vampiros modernos dos finais do século vinte trocam o sangue humano pelo sangue sintético. Uma criação em laboratório, de grande expansão mundial, comercializada pelos japoneses. Sarah Wilson é uma recente vampira empregada de mesa num bar, numa pequena aldeia, nas periferias da cidade de Pádua. Trabalha no turno da noite. Esconde de todos os colegas que é uma morta-viva com medo de ser confundida com os vampiros sanguinários de séculos passados. Para disfarçar a cor branca e transparente da sua pele, usa maquilhagem adequada ao seu anterior perfil de humana. Um dos colegas surgiu, distanciado dos outros, para a apoiar com a ajuda dos seus conhecimentos profissionais. Com a aproximação o humano, Rangello Giovanni, apaixona-se pela vampira Sarah. Aos poucos descobre-se, um pouco por todo o mundo, que o próprio sangue dos vampiros funciona nos humanos como uma das energias mais poderosas. É possível que os humanos ao aceitar os vampiros acabem por aceitar a sua própria extinção?


O mundo está em guerra... Luz e trevas estão presos em uma batalha sem fim, mas agora essa realidade está para mudar. A profecia começou a se concretizar. Annabelle e Verônica foram escolhidas pela magia para serem guardiãs do poder que determinará qual dos dois lados da guerra vencerá. No entanto, todos estão se esquecendo que elas são apenas duas adolescentes de 14 anos sem consciência do que realmente está em jogo. Se falharem, terão que pagar o preço da derrota... e é um preço muito alto.


Uma jovem nascida na Venezuela, vive a sua infância e parte da adolescência na Madeira, onde volta cerca de vinte anos depois da trágica morte da mãe. Alexia está apaixonada por Miguel, um piloto espanhol e é durante a sua vinda à Madeira para participar num Projecto em energias renováveis, que toma decisões em relação ao futuro de ambos, que ainda não tivera a coragem de assumir.

3 comentários:

  1. Parabéns pela parceria. Gostei deste Marca de Sangue.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  2. Parabéns. Essa editora é um arraso.Os livros dela estão divinos. Vou aguardar por resenhas dessas maravilhas. Gamei em Marca de Sangue.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela parceria, pessoal! Espero que gerem bons frutos ;D E eu gostei desse livro in Aeternum da Chiado editora, nunca tinha visto, parece bem poético.

    ResponderExcluir