quarta-feira, 25 de março de 2015

Resenha Tensão de Gail McHugh.


Título: Tensão.
Autora: Gail McHugh.
Série: Collide.
Editora: Arqueiro.
Número de Páginas: 336.
Ano de Lançamento: 2015.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos. Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela. Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências? 
Opinião:

Assim que a mãe de Emily morre, ela resolve se mudar para Nova York, já que Dillon, seu namorado, reside lá, mas não se sente pronta para morar com ele, então divide um apartamento com sua melhor amiga Olivia.

Enquanto não arruma um emprego na sua área, trabalha como garçonete em um restaurante. Durante seu primeiro dia falta o motoboy e pedem para ela levar uma encomenda, e é assim que conhece Gavin.

Gavin, além de sexy, é totalmente bem-sucedido e se encanta por Emily de cara, mas pouco tempo depois ambos acabam descobrindo que tem uma pessoa em comum: Dillon, que é amigo de Gavin e namorado da Emily. Assim sendo, eles acabam tendo que se encontrar ao mesmo tempo que a tensão vai aumentando, já que um deseja o outro.

Muitas pessoas eu vi reclamarem da Emily e realmente ela dá nos nervos não terminando com Dillon e para ficar logo com Gavin, e negando boa parte do livro o quanto gosta dele. Mas eu entendi o que a autora quis retratar, ela queria exatamente isso, que vissem como tem mulheres que se deixam ficar em relacionamentos horríveis e como têm homens que usam uma baita chantagem emocional para prenderem as mulheres a eles. Dillon é um exemplo claro disso, já que utiliza até a mãe falecida da Emily e também o apoio que deu na época em que ela morreu.

Outro ponto que me fez pensar ao ler a obra é como certas características que o Dillon tem, se fosse ele o protagonista em outro livro, nós iríamos desculpar por ser o típico bad boy e bláblá (não digo todas as atitudes, pois tem umas que nem sendo o bad boy mais sexy da literatura), mas vendo isso me fez pensar que não devemos julgar muito severamente as Emily´s, afinal, não passamos tão longe assim em ignorar alguns erros.

Do outro lado o Gavin é aquele homem bem centrado, que liga para família e sonha com o amor da sua vida e vai te conquistando rapidamente, embora eu acho que ele correu atrás demais da Emily. Ela não merecia tanto.

Ao meu ver, é um livro para ler não só pensando em um romance com alguma pegada sexy, mas, sim, analisando os personagens e vendo que lições pode retirar dele.

Já aviso que o livro tem continuação e será obrigatória a leitura dele, pois a história de Gavin e Emily não termina nesse.

A capa eu gostei, o homem é bonito, mas não imaginei Gavin exatamente assim, então não digo que fiquei babando, rsrs.



- Sinto muito. A morte com certeza é uma merda. Meu pai morreu de infarto há alguns anos, então sei como você se sente. - Sallon deixou escapar com um suspiro e desviou o olhar por um instante. - Não importa a idade, a raça ou a nossa situação econômica, a morte sempre nos pega em algum momento.
Então acho que lhe devo um agradecimento. Obrigado, Gina, de verdade. Obrigado por ter me largado e fodido minha vida por um tempo. Foi mesmo a melhor coisa que você poderia ter feito por mim. - Com um sorriso cretino, ele fez uma reverência, deu uma risada e entrou no quarto. 
 - Espere aí, elas foram a uma festa? Ela mentiu para mim, porra! Era para terem ido à Cielo. - Gavin estava prestes a responder, mas Dillon continuou: - E por que ninguém me ligou?

6 comentários:

  1. Eu adorei a capa, pois ela remete para o leitor que um grande romance quente está por vir! Apesar de muitas pessoas falarem que esse livro é um ótimo romance, eu acho que não leria, porque eu não sou apegado a esse tipo de livro!

    ResponderExcluir
  2. Olá, já vi algumas resenhas sobre esse livro além da sua, sempre achei interessante!
    Estou tentando adquirir ele esse mês ou no próximo!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  3. Já tinha visto algumas resenha abordando esse livro , e fiquei super intrigada à conhece-lo....:)

    ResponderExcluir
  4. Estou curioso pra ler algum livro assim, valeu pela dica!
    http://meumundoempaginasfz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Já tinha lindo uma resenha desse livro e gostei da historia gostei do modo que a autora usa o livro para nos mostrar situações reais !!!

    ResponderExcluir
  6. Realmente as outras resenhas pontuaram isso mesmo, sobre a personagem negar o sentimento, não terminar logo com o namorado, e foi isso que conseguiu tirar um pouco do meu interesse pelo livro, achei muito clichê....

    ResponderExcluir