terça-feira, 24 de março de 2015

Resenha Sangue Mágico de Ilona Andrews.


Título: Sangue Mágico.
Autora: Ilona Andrews.
Série: Kate Daniels.
Editora: Saída de Emergência Brasil.
Número de Páginas: 256.
Ano de Lançamento: 2015.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para viver. No momento em que a magia domina, os carros param e as armas falham. Quando a tecnologia assume, os feitiços de proteção já não protegem sua casa dos monstros. Aqui, os arranha-céus são derrubados pelo ataque da magia; homens-lobo e homens-hiena rondam as ruas arruinadas; e os Mestres dos Mortos, necromantes impulsionados pela fome de poder, comandam vampiros com suas mentes. Neste mundo, vive Kate Daniels. Kate gosta um um pouco demais de usar a sua espada e tem dificuldade de ficar calada. A magia em seu sangue a torna um alvo, e ela passa a maior parte da vida se escondendo no meio da multidão. Mas quando o guardião de Kate é assassinado, ela deve optar entre não fazer nada e manter-se segura… ou perseguir o assassino sobrenatural. Esconder-se é fácil, mas a escolha certa nunca o é...
Opinião:

Desde que eu olhei esse livro entre os lançamentos da Saída de Emergência Brasil meu coraçãozinho (ou minha gula por livros) gritou: EU QUERO! E... que livro perfeito!

Kate tem um segredo que se esconde no seu sangue, portanto, ela tem que ser bem cuidadosa em não deixar nada dele por aí... o que é bem difícil, já que ganha a vida se metendo em confusões.

Primeiro, devo salientar que no mundo de Kate a magia domina, mas assim como ela vem, ela vai embora, e você tem que usar eletricidade, que quando ela volta, para de funcionar em maioria.

Nesse universo cheio de mágica, Kate mesmo tem muito poder, o porque faz parte do seu segredo. Nele existem lobisomens, vampiros, necromantes e muitos outros. 

Kate tem um gênio difícil, já que adora se defender sozinha, e conta com uma língua super afiada, mas ela continuaria com a vida normal, não fosse assassinarem um de seus poucos amigos, que embora ela não admita, era a sua família.

Assim, ela vai tentar descobrir quem o matou, porém, o caso está cheio de mistério e envolve lobisomens e vampiros, que não se dão muito bem. Por sorte ou azar, Kate acaba conseguindo um pouco da confiança do chefe dos lobisomens e tem ajuda na sua investigação.

Se você não está acostumado com fantasia, eu sugiro, veementemente, que comece a ler por esse livro, pois a maioria te suga muito, por ter um linguajar mais aprofundado, eu diria. Já Sangue Mágico consegue juntar todo o lado bom de fantasia com a linguagem fácil da ficção em geral.

Eu li a obra em um dia e, ao mesmo tempo que desejava adiar para durar mais, queria ler cada vez mais rápido, pois é viciante! No término eu fiquei desejando o próximo livro da série urgentemente!

Kate é uma personagem fácil de adorar, tem uma personalidade forte, luta pelas pessoas que gosta, consegue ser frágil em alguns momentos, mas está sempre pronta para batalhar, nunca deixando os outros cuidarem dos seus assuntos.

Eu simplesmente amei como a autora juntou uma leitura fácil com todos os ingredientes para um ótimo livro, e ainda fugindo do padrão e utilizando a magia como algo normal no universo, algo cotidiano.

Sabem os exames de Hogwarts que vêm com excelente como nota máxima? Declaro Sangue Mágico como excelente!

Além disso, a capa é simplesmente linda, toda cheia dos detalhes e com traços em relevo e a foto tem tudo a ver com a personagem e sua roupa!


Aquela era minha última lembrança dele, de pé sobre o gramado inundado de luar e revestido de magia.
Eu queria pedir para recomeçar. Ficaria mais contida na segunda vez. Menos tagarela. Infelizmente, na vida real você raramente tem um recomeço.
Eu sabia o que ele queria dizer. Estava descrevendo aquele momento quando você percebe que é solitário. Por certo tempo, você pode ficar sozinho, bem consigo mesmo, e nem sequer pensar em viver de outra maneira,  então você conhece alguém e de repente se sente solitário.
- Nós o lavamos - disse Curran. - Ele tinha piolhos.
- Caramba, Jeremy, você precisa melhorar o seu vocabulário. Com tantos nomes para você me chamar e o melhor em que consegue pensar é piranha: Dê-me a salamandra antes que se machuque.







5 comentários:

  1. Eu já estou acostumada com o mundo mágico dos livros, mas sempre tem mais espaço pra mais fantasia, porque eu amo, é meu tipo preferido de leitura :) Achei a estória bem interessante, diferente... Então o título do livro é bem literal, ela tem sangue mágico mesmo =P haha Adorei! Tenho um sério problema com pessoas nas capas dos livros, mas esta até que esta bem bonita.

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei a capa do livro! Adoro livros como este, que contém magia, pois acaba deixando a leitura diferenciada! Além disso, o fato de envolver mistério me agradou bastante, pois é um tema que eu gosto muito!

    ResponderExcluir
  3. Olá, a capa é linda, me lembrou algum outro livro pela capa, não consigo lembrar o nome, mas a capa é muito parecida!
    Pela sua resenha acho que vou gostar, gosto bastante de mistério e mágica!!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei a capa do livro! fato de envolver mistério me agradou bastante, pois é um tema que eu gosto muito!

    :3

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    A capa me chamou muita atenção e ela mostra um pouco do que podemos encontrar adorei saber que a kate tem uma língua afiada já prevejo cenas engraçadas fiquei muito curiosa sobre o livro e quero ler !!!

    ResponderExcluir