quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Resenha Linhagens.


Título: Linhagens.
Série: Uma Geração, Todas as Decisões.
Autora: Eleonor Hertzog.
Resenha de Cisne - Livro I: Link.
Editora: Letra Impressa.
Numero de Páginas: 700.
Ano de Lançamento: 2013.
Compre: Link.
Cortesia da autora.

Sinopse:
E se você descobrisse que a Terra guarda grandes segredos? E se esses segredos fossem poderosos o suficiente para modificar o rumo de nossas vidas? Laços se estreitam, conflitos irrompem. Erros foram cometidos e o tempo está acabando. Nada é o que parece ser. Segredos emergem de Casas e Linhagens. Peggy corre grandes riscos e as consequências das próximas decisões podem colocar tudo em jogo. Os Melbourne mais uma vez terão que provar sua capacidade de resolver problemas. As consequências de cada decisão afetarão o Universo inteiro. Caberá apenas a Uma geração... Todas as decisões!
Opinião:

Primeiramente, cabe ressaltar que esse é o segundo livro da série Uma Geração, Todas as Decisões escrita pela Eleonor Hertzog, então eu rapidamente (ou o mais rápido que der considerando que Cisne tem muitas informações) farei um resumo de Cisne, pois é necessário para entender Linhagens.

Em Cisne vocês vão ser apresentado ao universo, onde existem vários mundo e não só a Terra e também a família Melbourne que tem um montão de filhos (Ted, Teo, Tom, Tim, Lis, Pam e Bobby, tem mais, mas esses são os que aparecem). Peggy que é a personagem central da trama vive com essa família, pois ela é uma princesa de Senira (fato que ela não lembra, pois bloquearam na mente dela) e por causa do poder de alterar a mente das pessoas próximas acaba tendo que ir morar com os Melbourne´s no barco deles, porque Tom tem um dom que equilibra o de Peg, assim ela não se torna perigosa, pois ele a anula. Além disso, Peg tem um bloqueio feito nesse dom de alteração.

No primeiro livro além de conhecer o universo e os personagens você vai viver com os Melbourne´s no Cisne, tendo dois estudantes Tarilianos a bordo recém saídos de uma experiência péssima com humanos e dois reportes, um terráqueo e outro de Tarilian, que causa o caos geral.

O segundo livro começa de onde Cisne parou, o barco está indo para o Mar Negro, onde tem uma ilha cheia de focas, que Doris e Henry Melbourne sendo biólogos irão contar como fazem todos os anos.

Acontece que chegando lá Peggy começa a sentir morte na ilha, e sendo ela uma grande sensitiva eles acabam descobrindo várias focas mortas, sem causa aparente, enquanto as outras vivas tranquilamente ficam nas pedras.

Peg não consegue sentir perigo, mas sente que tem algo errado prestes a acontecer e de fato acontece, Senira aproveitando que não tem ninguém no palácio para controla-la resolve exterminar os stril que estão nessa ilha. Não vou entrar no mérito do que são stril´s para descobrirem durante a leitura, basta dizer que o Cisne ficou no meio de dois perigos: os stril e Senira.

E é no decorrer dessa noite perigosa que talvez tenham retirado um pouco do bloqueio da habilidade de alteração de Peggy; como ninguém consegue definir se foi retirado ou não, voltam a considerar a saída de assassinar a garota antes que ela afete a mente dos amigos.

Esse é um resumão da primeira parte do livro, sendo a segunda Doris e Henry tentando achar uma solução que não envolva assassinato e nessa obra temos bastante do Peter, o dirlon da Peg, que seria o mais afetado pela habilidade da garota e que também é o Senhor de Merine.

Essa segunda parte é dividida entre muitos segredos sendo descobertos, Peter tentando salvar Peggy e Henry e Doris no meio da confusão, tentando salvar a garota ao mesmo tempo que ninguém quer ouvi-los.

Agora passemos a minha opinião sobre o livro, Cisne fez eu compará-lo a Harry Potter (o que eu nunca havia feito na vida e nem imaginava fazer), mas Linhagens conseguiu ser ainda melhor que o livro anterior, talvez porque no primeiro livro você ainda esteja aprendendo como tudo funciona e em Linhagens já sabe; foi uma leitura totalmente cativante.

Cisne passa grande parte no barco com os Melbourne´s, enquanto Linhagens passa um tempo no barco com ele, um tempo em Merine e um tempo com Peter e Peggy, o que fez nós conhecermos bem mais os personagens.

Lembro que após ler Cisne eu vi a autora dizendo que não existiria Tim/Peggy e fiquei meio resmunguenta, mas em Linhagens eu entendi (ou acho, vai que ela nos surpreenda novamente) porque, Peter e Peggy tem uma ligação e um elo muito forte, e por mais que goste do Tim, não tem como não shippar os dois.

Outra coisa maravilhosa na escrita da autora é que é uma série que alcança qualquer idade, você pode dar para uma criança e um adulto e ambos vão gostar, é uma mistura de família, ideais, aventura e romance que ouso categorizar como perfeito.

Quando você chega ao final do livro deseja que Eleonor já tenha publicado o próximo, pois você realmente não faz ideia do que vem por aí, mas da a certeza que será fantástico.

Talvez achem que a resenha ficou meio babona, mas eu realmente gostei muito dessa série e gostaria que conhecessem, pois assim que lerem também vão adorar e são livros que acredito que devam ser conhecidos/reconhecidos.

Quanto a capa de Linhagens, achei que combina totalmente com o enredo do livro e a diagramação estava excelente. Que venha logo Talismãs! o/


Pediu para avisar que é para ter cautela quando sentar. E não sei por que você esta tão vermelho. Não tem nada em você que seja motivo para encabular. O mestre disse isso, é claro. Eu não vi nada. Não sei de nada.
Com a fusão mente-corpo da Luta ativada, Peggy tinha ainda mais velocidade dentro d’água. Henry, apesar da excelente forma física e da força de linhagem, tinham dificuldade em acompanhá-la.

A vista era de tirar o fôlego. O vale abaixo estendia-se como uma pintura, cada detalhe realçado pelo ar extraordinariamente limpo. O rio lá no fundo faiscava como uma fita de prata cercada pelo verde dos pinheiros. A mata subia valentemente pelas encostas entre rochas negras e neve branca até, afinal, desistir e entregar todo o espaço para a neve.

A água de repente era esmeralda transparente e diamante líquido. Todos, estupefatos e sem medo, viram-se envolvidos por aquela água que não era água, feita de brilhos e cintilações. Os golfinhos nadaram em torno deles, faiscando como cristais vivos, examinando um a um com seus estranhos olhos verdes.
Só então Henry e Doris souberam do que tinha acontecido. Estava tudo ERRADO! Os kreganianos ofereceram ajuda e toda a experiência de sua cultura, que foi recusada. As Linhagens cuidavam dos seus. A menina estava bem.
Todos que chegam a Terra se horrorizam com a violência deste mundo, as guerras... Com a quantidade de sangue que já foi derramado aqui, - sinalizou Henry, afinal. - Mas não enxergam quando fazem igual. Acham normal. Natural. Se os herdeiros estão em risco, mate-se o risco. Não há alternativas, outros meios, outras soluções. Mata-se. Resolve-se. Encerra-se o assunto.


 

 


15 comentários:

  1. Esse livro me deixou meio indeciso, não consigo decidir se achei ele interessante ou não.
    Gostei muito da questão sobre poderes e tal.
    Acho que vou colocar o primeiro na minha lista, quem sabe não acabo gostando.

    ResponderExcluir
  2. Capa lindona! Haha'
    Parece ser um bom livro mas poxa... são tantas páginas pra pouca Giovanna! :\
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você lê super rápido, ainda mais o segundo em que já conhece os personagens.

      Excluir
  3. Que bom que esse segundo volume superou o primeiro, né?!?! Isso é raro. Ao ler sua resenha, percebi mais semelhanças com o "X-Men", do que com "Harry Potter". Mas, como não li o livro, não tem como falar com mais certeza. Enfim, essa série está na minha listinha desde o lançamento de "Cisne".

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não digo em conteúdo, mas nível, aquele livro apaixonante.

      Excluir
  4. Ai quanta informação pra minha cabeça hahaha mas gostei, parece ser bem legal a história toda e fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  5. Hey.
    Putz! Que livro incrível é esse???????? Como eu ainda não sabia da existência dele? Fiquei um pouco chocada com a quantidade de páginas, mas isso foi explicado conforme fui lendo a resenha. E... INCRÍVEL! Meu Deus! Eu preciso lê-lo!!!!! Obrigada por resenhar esse livro!!!

    Abs

    ResponderExcluir
  6. Estou lendo o primeirpo livro e gostando bastante dos personagens =D
    O livro é enorme, o que desanima um pouco. Mas acredito que quando a história é bem desenvolvida, a quantidade de páginas não importa.

    ResponderExcluir
  7. Já havia visto resenha desse livro, mas nunca os quotes... mesmo enorme, eu fiquei bem curiosa. Muito bom!
    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Eu já queria ler Cisne e agora fiquei ainda mais curiosa. Mesmo ficando um pouco perdida na resenha por não ter lido o primeiro, não tem como não se animar com a história, que parece ótima!

    ResponderExcluir
  9. Ainda não conheço o trabalho da autora, apesar de ler boas resenhas a respeito de seus livros. continuo curiosa e querendo ler.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Esse segundo livro da autora é perfeito. Ela tem uma escrita que encanta qualquer um e realmente concordo com você, atrai qualquer idade

    ResponderExcluir
  11. Cath!
    Estou com Cisne e Linhagens aqui para leitura e acrito que farei esse mês.
    É fantástico a viagem a bordo do cisne e Linhagens é uma continuação maravilhosa.
    Um final de semana tranquilo, carregado de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Aqui não tem horário de verão...:(

    ResponderExcluir