sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Cine FB: O Candidato Honesto.



Olá queridos! Resolvi mudar um pouquinho hoje. Não sei se vocês perceberam, mas durante o tempo que venho escrevendo sobre filmes aqui no blog, eu nunca falei de um filme brasileiro, mas porque eu mesma não costumo assistir muitos. Hoje trago para vocês, O Candidato Honesto, estrelado por Leandro Hassum ("Caras de Pau" e "Até que a Sorte nos Separe"), Luiza Valdetaro (novelas "Jóia Rara" e "Cordel Encantado"), Victor Leal ("Copa de Elite"), Júlia Rabello ("Os Homens São de Marte... E é pra lá que Eu Vou") e Antonio Pedro ("O Menino Maluquinho 2" e "Copa de Elite"). As cenas do filme foram rodadas em Brasília, Búzios e Rio de Janeiro.

Sinopse:
João Ernesto Praxedes (Leandro Hassum) é um político corrupto, candidato à presidência da República. Ele está no segundo turno das eleições, à frente nas pesquisas, quando recebe uma mandinga da avó, fazendo com que ele não possa mais mentir. Agora começa o problema: como vencer uma eleição falando apenas a verdade?

Trilha Sonora:
Quase não tem músicas, por ter um roteiro repleto de falas do início ao fim, mas pude identificar Inútil, da banda Ultraje a Rigor, música que eu particularmente adoro, e Por Debaixo dos Panos, da Marinês.

Primeiras Impressões:
Simpatizei com esse filme no momento em que assisti ao trailer. De proposta ótima, ele conta como seria um político que fala só verdades, o tempo todo. O longa nacional me lembrou muito de O Mentiroso, do Jim Carrey. É extremamente descontraído, embora tenha muitos palavrões (eu disse muitos!), mas para quem não liga, é ótimo, porque mostra a vida de um político de um ponto de vista descontraído, além do trabalho da imprensa para descobrir as coisas, além de ter uma ótima mensagem no final. É muito bom para quem gosta de comédia, mas verifique a classificação indicativa.

É isso ai, obrigada por lerem! Sei que não respondo os comentários (porque morro de preguiça e porque tá difícil largar meus livros, mas prometo responder os do post passado até quarta!) mas comentem aqui o que vocês acharam do filme, do post e deem dicas do que vocês desejam ver por aqui, afinal, eu leio TODOS os comentários!! Beijinhos e até a próxima!!


12 comentários:

  1. Sinceramente? Me dá um cansaaaaço de ver uma premissa idêntica à d'O Mentiroso (como vc mesma notou...)... Se ainda adaptasse pra um contexto interessante, mas não, funciona dentro do velho esqueminha batido e super "conveniente" que (aposto) mostra uma mídia independente e pujante, verdadeira "elite da moralidade", descobrindo podres de políticos, que seriam todos igualmente safados. Que _preguiça_ desse filme.

    ResponderExcluir
  2. Não sou muito fã de cinema nacional mas tenho visto os filme do Hassum e adorado. Nesse do Candidato ri bastante e gostei do discurso dele no final.

    ResponderExcluir
  3. Hey, Bia!
    Nossa, tenho UM trauma com comédia brasileira! Não consigo ver graça, parece tudo muito forçado, os personagens (alguns) chegam a parecer retardados só pra TENTAREM ser engraçados. Infelizmente, não curto muito. Mas, obrigada pela dica.

    Abs

    ResponderExcluir
  4. Bia, parece mega engraçado. Sou fã dele e com certeza iria adorar o filme. Também sou difícil de assistir, mas esse eu não perderia por nada.

    ResponderExcluir
  5. Pensei que só eu tinha reparado em como esse filme se parece com O Mentiroso! É uma pena, faltaram criatividade nesse ponto. Gosto muito de comédias brasileira, principalmente com o Leandro Hassum, mas essa... gostei não!

    ResponderExcluir
  6. Esse filme é um dos que citei no filmow que eu não assistiria. Eu ando meio cansada de comédia brasileira... pra ser sincera, acho um tipo muito bobo. A premissa é otima, mas candidatos honestos? tá faltando... hahaha e muito né?

    beijos,

    Amy - Macchiato

    ResponderExcluir
  7. Faz um tempo que não vou ao cinema assistir a algum nacional. Eu gosto destes autores e até gostei do treiller quando vi, mas confesso que não me empolguei muito para ver.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  8. Eu até que gosto de filmes nacionais, mas confesso que esse não me chamou a atenção. Em relação aos palavrões, não me incomodo muito, ao contrário, até acho que é uma forma de aproximar um pouco mais da realidade.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. Nãooooooo, se existe algo que me enoja é o cinema nacional.
    Se não é filme de favela/policial com violência e sexo, são comédias pastelonas com Hassum e Porchat que exageram no barraco e palavrão.
    Céus, não é difícil tentar fazer coisa boa, temos aqui no Brasil filmes sérios e bem produzidos como Central do Brasil, Se Eu Fosse Você (o 1 óbvio) e Homem do Futuro.
    Não é necessário nenhum plágio escancarado de filmes americanos para fazer coisa boa.
    Porém parece que no Brasil não existe esse incentivo para se fazer coisas que saiam do rotineiro. Um exemplo é Rio, 100% brazuca, foi produzido na Fox como algo americano.
    Outro exemplo, mas esse poucos conhecem, é o mangaká Yu Kamiya que teve sua novel animada agora em 2014 no Japão e foi considerado um dos melhores do ano lá. Também brasileiro. Agora em 2015, depois de 3 anos sendo publicado no Japão, finalmente a novel dele desembarcou no Brasil.
    É como falei no começo, o mercado brasileiro está se resumindo ao mais do mesmo. Os filmes são iguais e os quadrinhos brasileiros são patéticos. Vez que outra achamos algo que se salve, mas ai não tem o mesmo reconhecimento que as coisas fracas mas patrocinadas.

    ResponderExcluir
  10. Bia!
    Antigamente também não assistia muitos filmes nacionais porque não valiam à pena, porém de uns anos para cá, sempre que posso assisto, principalmente os de comédia, porque nos faz rir e nos descontrai.
    Não assisti esse ainda, mas já tive boas indicações e assim que puder, assistirei.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto bastante de alguns filmes nacionais,
    Mas quando eu fui assistir este eu dormi na metade kkkkkkkkkkkkkkkk e ainda não senti vontade de continuar, rs. Achei o começo bem chato =/

    ResponderExcluir
  12. Oi Bia!
    Eu também não costumo assistir muitos filmes nacionais, mas esse parece ser bem divertido. Ainda mais com o Leandro Hassum, ele é muito engraçado! Não gosto tanto de filmes com palavrões demais, mas vou tentar assistir...
    Bjs

    ResponderExcluir