quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Resenha Caldeirão de Bruxa.



Título: Caldeirão de Bruxa.
Autora: Cida Santos. 
Editora: Gion.
Numero de Páginas: 114.
Ano de Lançamento: 2001.
Cortesia da editora.

Sinopse: Poesias.
Opinião:


Resenhar um livro de poesias nunca é uma tarefa fácil. Poesias têm mais a ver com ideias e sentimentos, não seguem necessariamente uma história lógica, com começo, meio e fim.

Caldeirão de Bruxa não foge da "regra", mas vai além. O livro, numa primeira leitura, é uma coleção de poesias, de caráter espiritualista. Numa primeira leitura!

Lendo novamente, descobri outra maneira de perceber o livro. Caldeirão de Bruxa, é um livro que conta uma história, a história de Cida Santos, com cada poesia sendo um capítulo. Vendo por essa perspectiva, o livro já tomou outra forma. Mas não terminou aí!

Numa terceira leitura, o livro adquiriu outro significado, o de um livro esotérico como Corpus Hermeticum, Tábua de Esmeralda, Tao Te Ching ou de um tratado sobre Tarot. Um livro com um conhecimento oculto, que precisa ser desvendado, mas que não pode ser desvendado pela razão e pela lógica, precisa ser desvendado através da intuição espiritual.

Se você está em busca da essência, ao invés da aparência, esse é um livro para você ler e reler.

O Mago
Despojada dos meus egos,
Na viagem estou a procurar...
O mago.
Já sem o louco,
Que seu trabalho já fez,
Em novo ciclo
Vou recomeçar.
Em busca do aprender,
Começo com magias a lidar.
Acordo pro meu viver,
Começo de novo a amar.
O mago sua parte já fez,
E novamente
Me deixa procurar.

6 comentários:

  1. Luiz!
    Importante ver um livro por vários aspectos e como amo poemas, um enredo bem escrito misturado as ciências afins e ocultas, certeza que gostaria de apreciar a leitura e perceber as diversas nuances que o livro traz.
    Concordo que resenhar poemas é bem complicado e o fez com maestria.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Realmente não tem como resenhar poesia, tem que senti-la. Não conhecia o livro e se olhasse apenas a capa e título não iria imaginar que fosse de poesias.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Assim como a Rose,não imaginei que o livro fosse de poesias.
    Imaginei que se tratasse de um livro de fantasia e magia.
    Gosto de poesias. E acho que adoraria ler esse.

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Nossa, olhando o título e a capa, nunca imaginaria que se tratasse de um livro de poesias, como já comentaram aqui. Que bacana! Uma sacada maravilhosa, fugiu totalmente do "comum". Adorei!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Poesias realmente tem esta coisa singular de nos dar um novo olhar a cada leitura. Quando lemos algo em prosa, também temos esse poder, mas isso ocorre de forma mais contida, na poesia isso se expande, você pode encontrar milhões de propostas nos versos, até por ser algo muito mais subjetivo. Tenho pouco costume em ler poesias, mas com certeza é algo muito bem-vindo e queria muito apurar o lado "lírico" com algo do gênero rsrs

    ResponderExcluir
  6. Não gosto muito de livro que possuam poesias. Tenho um livro porem não o li.
    Mais esse livro parece ser bastante interessante. Acho que irei compra-lo..

    ResponderExcluir