sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Resenha O Doador de Memórias.


Título: O Doador de Memórias.
Autor: Lois Lowry.
Editora: Arqueiro.
Numero de Páginas: 192.
Ano de Lançamento: 2014.
Compre: Saraiva.
Cortesia da editora.

Sinopse:
Ganhadora de vários prêmios, Lois Lowry constrói um mundo aparentemente ideal onde não existe dor, desigualdade, guerra nem qualquer tipo de conflito. Por outro lado, também não existe amor, desejo ou alegria genuína. Os habitantes da pequena comunidade, satisfeitos com suas vidas ordenadas, pacatas e estáveis, conhecem apenas o agora - o passado e todas as lembranças do antigo mundo foram apagados de suas mentes. Uma única pessoa é encarregada de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis. Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz ideia de que seu mundo nunca mais será o mesmo. Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar. Premiado com a Medalha John Newbery por sua significativa contribuição à literatura juvenil, este livro tem a rara virtude de contar uma história cheia de suspense, envolver os leitores no drama de seu personagem central e provocar profundas reflexões em pessoas de todas as idades.
Opinião:

Distopia. o/ Todos sabem que adoro distopias. E com essa não foi diferente, me conquistou, mas senti que faltou aquele ápice.
 
Imagine viver num mundo que você tem um ano como criança-nova, que é ficar num lugar em que vão cuidar de você e, se passar, vai ser levado para uma família, caso contrário será descartado.
 
Depois que entra nessa família, cada ano é marcado por uma coisa, seja uma fita no cabelo, trabalhos voluntários ou uma bicicleta.
 
O personagem principal da obra, Jonas, está com 12 anos e passou pela seleção que o escolheu como o próximo Recebedor.
 
O Recebedor é quem vai receber as memórias do Doador (o guardião atual das memórias), e essas memórias seriam toda a história da humanidade. Admito que não esperava que fosse tão complexo, para terem noção, o mundo que Jonas vive não tem cores, então ele só conhece as cores quando se torna o Recebedor e recebe a primeira memória delas.

Não entra em detalhe do processo, mas nenhum deles pode ver cores, e estão condicionados a não amarem, não conhecem esse sentimento, pois se formam em casais escolhidos por outras pessoas, então adotam filhos escolhidos também, e após esses filhos crescerem vão viver em casas separadas para sua idade. Na velhice, todos vão para a Casa dos Idosos. Mas não entrarei em mais detalhes para não perder a graça a leitura.

Então o autor trouxe um universo magnifico e cheio de detalhes. O "problema" do primeiro livro é que o BAM da história vai acontecer bem no final e acaba rapidamente, sendo essa uma trilogia imagino que o segundo livro seja mais agitado e esse tenha sido um passo para conhecer o universo.
 
Jonas é um personagem opaco, mas entendi que foi o objetivo do autor ele ir se tornando mais humano a medida que vai descobrindo e saindo do condicionamento onde viveu a vida toda.
 
Além de um livro bom e gostoso de ler, tem toda uma reflexão, a nossa própria sociedade não se condiciona em várias coisas? Até que ponto nos deixaríamos ser condicionados?
 
Uma certeza que tenho é que verei o filme nos cinemas. Essa edição com a capa do filme também vem com uma entrevista com a Taylor Swin, que faz a Rosemary,  que não entrarei em detalhes sobre quem é. Pelo que vi do trailer já mudaram coisas, mas estou otimista sobre o filme. Sugiro que leiam o livro antes de ir para o cinema.


- Como vou explicar isso? Antigamente, na época das lembranças, tudo possuía uma forma e um tamanho, como todas as coisas ainda têm hoje, mas também possuíam mais uma qualidade chamada cor. Havia uma porção de cores, e uma delas se chamava vermelho. É a que você está começando a ver. Sua amiga Fiona tem cabelo vermelho.
Ponderou, contudo, se deveria confessar ao Doador que havia passado uma lembrança adiante. Ainda não tinha competência para ser um Doador; e muito menos Gabriel fora escolhido para ser Recebedor.
 - E é claro que nossa comunidade não pode funcionar direito se as pessoas não usarem uma linguagem precisa. Você poderia perguntar: “Vocês gostam de mim?” A resposta é “Sim” – disse sua mãe.
 - Jonas não foi indicado para uma atribuição, ele foi escolhido. [...] Jonas foi escolhido para ser o nosso próximo Recebedor de Memória.





5 comentários:

  1. Nunca li uma distopia acredita?
    Esse livro parece ser bem interessante.
    Um mundo totalmente diferente , altas aventuras e envolvendo um garoto tão novinho,promete muito!

    Pretendo ler e ficar por dentro desse gênero de leitura.

    ResponderExcluir
  2. Cath's!
    O livro parece um tanto complexo, porém como amo a ficção distópica, claro que quero conferir a leitura (e o filme também).
    Complicado um mundo sem cores, acredito que é para dar mais impacto as memórias de quem as recebe.
    O bom da distopia é isso, criar uma realidade totalmente inimaginável, concorda?
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
  3. Ainda nao li o livro e quero ver o filme também, por isso quero ler o quanto antes.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Eu também adoro distopias de qualquer tipo. Pelo que entendi, essa tem uma pegada mais psicológica, e isso me agradou. Outra coisa legal é que não houve romance, pelo menos não nesse primeiro volume. Acho que a autora mandou bem em "preparar" esse mundo bem complexo nesse primeiro livro, pra depois desenvolvê-lo mais nos próximos. Espero que ela não se perca no decorrer da trilogia.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. Adoorei a resenha ate porque este livro me deixa maluco!
    Quando soube que ele foi lançado eu adooorei pois a historia e muuito boa de verdade
    que realmente deixa a gente maluco pra sabe o final!

    BLOG- http://b-maluco.tk/
    INSTRAGRAM- http://instagram.com/omundodejess
    weheartit- http://weheartit.com/Gikura_Viey

    ResponderExcluir