quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Lançamentos Grupo Autêntica.

Meu Deus...
Quando entrei pra fazer essa postagem pra vocês quis praticamente todos os lançamentos do grupo.
Será que eu consigo ganhar um?!? Vou torcer pra isso acontecer!

 Fazendo meu filme para quem andava morrendo de saudades da Fani, do Leo e de seus amigos! Agora numa versão em HQ, os personagens da série de livros de maior sucesso da Editora Gutenberg chegam à Editora Nemo para dividir novos momentos com vocês. Neste primeiro volume de Fazendo meu filme em quadrinhosvocês vão acompanhar o início da amizade da Fani e do Leo e os apuros que ela passa para conseguir que ele tenha um aniversário inesquecível.


Garfield 
Melhor que uma pizza que acabou de sair do forno, eis uma fornada fresquinha de HQs do Garfield, totalmente inéditas! Neste volume, Odie faz uma nova amizade, a Força Pet enfrenta uma assustadora equipe de supervilões e Garfield encara seu mais perigoso inimigo, o Monstro Lasanha! O renomado escritor Mark Evanier, o desenhista das tiras diárias do Garfield, Gary Barker, e um time de grandes artistas convidados trazem ainda mais diversão para você!


AÂMA 
Verloc Nim e seu irmão Conrad chegaram ao inóspito planeta Ona (ji), na companhia do gorila-robô Churchill. Sua missão: recuperar o misterioso produto conhecido como “aâma”. Ao chegarem lá, eles encontram um grupo de cientistas, que havia sido abandonado à própria sorte. Após conflitos iniciais e alianças casuais, Verloc se junta à expedição que seguirá em busca de “aâma”. O que se segue é uma jornada de perigos, mas também de incríveis maravilhas. Uma bela HQ, premiada internacionalmente, imperdível para os fãs de ficção científica e quadrinhos de qualidade!


Moebius 
Perdido no deserto de Edena, Stel tem apenas um objetivo: encontrar sua amada Atana. Mas ele acaba capturado por um grupo de seguidores da terrível Paterna e é enviado para um destino desconhecido. Sua única certeza é a de que “A Deusa”, sua Atana, morrerá se nada for feito. Este quarto volume da saga de O Mundo de Edenamostra-se em alguns momentos terrível e opressor. Talvez uma vontade do autor de falar sobre o desejo por poder e a loucura que ele traz… Mas, em uma trama cheia de surpresas, como sempre acontece nas HQs de Moebius, o leitor encontrará reviravoltas até a última página.


 Taylor Swift é considerada uma das artistas de maior sucesso dos últimos tempos, tendo vendido mais de 26 milhões de discos, ganhado diversas vezes os maiores prêmios da música mundial e conquistado uma enorme legião de fãs ao redor do globo, que também a seguem na internet. Cantora, atriz, compositora, instrumentista e produtora musical, tem em sua personalidade uma combinação irresistível de força e delicadeza, que, aliadas ao seu talento, carisma e beleza a transformaram em uma das estrelas mais inspiradoras da sua geração.

Este fascinante livro é recheado de detalhes surpreendentes e reveladores da verdadeira Taylor e contam a história completa: o que a motiva, suas influências, a verdade sobre seus relacionamentos com John Mayer, Harry Stiles e Jake Gyllenhaal, sua discografia e filmografia, fotos coloridas, intimidades, planos e muito mais sobre a vida da princesa do pop country que despontou aos 17 anos no interior dos Estados Unidos e conquistou o mundo.

De volta aos sonhos 
Quando achava que sua vida havia por fim se resolvido, e que seu coração tinha encontrado paz e aconchego, Anita acidentalmente volta ao passado mais uma vez. As consequências das mudanças que isso provoca fazem com que ela repense suas prioridades de vida. Enquanto decide o que cursar na faculdade, arruma as malas para trabalhar em um país diferente e percebe que o cara que ama virou uma estrela em ascensão no mundo da música, Anita finalmente começa a pensar em si e nos seus sonhos. Além de buscar o controle de seu destino, ela precisará lidar com escolhas erradas e circunstâncias inevitáveis, na tentativa de desvendar, de uma vez por todas, o mistério do blog que a faz viajar no tempo.


 Quem não conhece bem Rani pode até achar que ela é uma adolescente comum, que mora em uma cidade do interior, acorda cedo para frequentar o ensino médio, e toca em uma banda de punk death metal com sua melhor amiga, Marina.

Só que sua vida começa a se distanciar totalmente da normalidade quando, um dia, ao ir para a escola, ela resolve cortar caminho pelo cemitério, onde vê um garoto estranhamente bonito, vestido com roupas coloridas e tênis fluorescente, que a olha de uma maneira intrigante. Mais tarde, para sua surpresa, ela descobre que Pietro é aluno novo em sua classe. Dias depois, ele revela a Rani que faz parte de uma turma de excluídos, chamados Animais de Festa, uma facção de jovens (e nem tão jovens) seres sobrenaturais. E mais: que ela deve se juntar a eles, já que é uma xamã adormecida que precisa de treinamento imediato, pois está sob a mira de Aiba, um xamã poderoso que se alimenta da força vital de seus semelhantes.
Cética mas curiosa, de repente ela se vê mergulhada em uma aventura com seus novos e estranhos amigos para encontrar o Sino da Divisão, o único artefato mágico capaz de derrotar o destrutivo e cruel Aiba.

Exorcismos, amores e uma dose de blues
Em uma cidade como Libertá, quem falha dificilmente consegue uma segunda chance. Por isso, é com um misto de excitação e desconfiança que Tiago Boanerges recebe a visita de seu antigo supervisor. Exorcista experiente, foi demitido do Conselho de Hórus – organização responsável por investigar o comportamento de seres sobrenaturais – após fracassar em uma missão. A proposta é atraente: concluir o trabalho para o qual foi designado e alcançar a redenção. Mas o preço é alto, pois terá de se aproximar novamente de um antigo amor, que não só lhe custou a carreira, como seu próprio coração. Em um cenário noir em que blues e fumaça permeiam um submundo de seres fantásticos, ele sai em busca da musa que arruinou sua vida. Mas antes precisará exorcizar seus próprios fantasmas se não quiser falhar mais uma vez e ver sua vida destruída para sempre.


Todos juntos somos fortes
 “– Por favor, me ajude, sábia e gentil coruja! 
Mostre-me o caminho para a África, tenho de 
voltar imediatamente para lá.”
Assim começa uma longa e difícil viagem na 
qual a Pomba, a Coruja, as Baleias, o Panda, o Coala, 
o Gorila, o Puma e um pequeno bípede ajudam 
e são ajudados, demonstrando a necessidade 
e a importância do trabalho em grupo para garantir 
a sobrevivência de bichos, plantas e humanos.


A pedagogia, a democracia, a escola 
Os textos aqui reunidos são fragmentos do que poderia ser chamado de uma filosofia da educação que tenta lidar com os desafios da educação no presente. Seria artificial e ilusório reivindicar alguma unidade que os conectasse em um projeto intelectual global ou em uma teoria elaborada. No entanto, eles realmente compartilham uma compreensão particular dos desafios e são tentativas de lidar com eles de uma maneira específica. Por isso, o que os textos de fato revelam é uma maneira de conceber a “filosofia da educação”, antes de tudo, como uma tentativa de dar forma a uma determinada postura e a um certo ethos. Eles a abordam como trabalho educativo, em primeiro lugar: a filosofia como educação. Tal filosofia é, em certo sentido, crítica e pública ao mesmo tempo. Tenta se situar dentro de uma tradição “ascética” da filosofia, que compreende a crítica, não em termos de julgamento, mas em termos de uma experiência e de uma exposição. Nessa tradição, o trabalho da filosofia é, em primeiro lugar, um trabalho sobre si, isto é, submeter alguém à “prova da realidade contemporânea_” (Foucault), o que implica um entendimento não dos outros, mas de si mesmo como _sujeito da ação. Essa submissão de alguém à prova é, portanto, um exercício no contexto da autoformação e autoeducação.


Desobedecer a linguagem
Carlos Skliar se recusa a imobilizar o vital. Talvez esse tenha sido o seu desafio mais permanente como escritor, como professor, como pesquisador. E disso – do vital na linguagem e do vital na educação – é que é feito este livro.
Talvez por isso recorra aqui à forma do fragmento e da montagem, a isso que no cinema se chama “edição”. “Editar” significa cortar as sequências no momento certo e montá-las entre si em uma sucessão rítmica e significativa. Na montagem, uma imagem em movimento é seguida por outra imagem em movimento. Mas é no corte, no que não se vê, nesse tipo de ponto invisível produzido pela superposição de duas imagens visíveis, que se produz o essencial. Neste livro há um fragmento seguido de outro fragmento. Mas é no intervalo, na diferença, nesse silêncio que ocorre entre o final de um movimento (de um fluxo verbal, de uma respiração) e o início de outro, que se produz o que mais importa: a possibilidade de que o leitor se detenha um momento e crie em si mesmo uma espécie de bolha que poderia muito bem ser caracterizada como “pensativa”. E é esta, exatamente, sua generosidade.
Em um texto cuidadosamente editado e montado, denso em ecos e ressonâncias, Carlos Skliar nos fala não tanto da linguagem, mas da experiência da linguagem, com a linguagem e na linguagem. Uma experiência ao mesmo tempo lúcida e apaixonada em que a leitura, a escrita e a conversação são medidas com um mundo feito de interrupções, de iluminações, de alteridades e de mistérios. E nos fala também não tanto da educação, mas da experiência da educação, quando essa experiência está atravessada (e se deixa atravessar) por uma língua viva.

Tremores
 Este livro reúne cinco ensaios sobre experiência, alguns já publicados e outros inéditos em português. Entre a pedagogia, a filosofia e a literatura (mas com um olhar dirigido também às artes), Jorge Larrosa constrói uma forma de pensamento, de linguagem, de sensibilidade e de ação (porém, sobretudo, de paixão) que nos situa além dos marcos dominados pelo par paciência/técnica ou pelo par teoria/prática.
O título faz alusão ao caráter de vazio, de intervalo, de indecibilidade e de imprevisibilidade da experiência, assim como a sua natureza de “categoria livre”. Como se afirma no prólogo: “não se pode pedagogizar, nem didatizar, nem programar, nem produzir a experiência; a experiência não pode fundamentar nenhuma técnica, nenhuma prática, nenhuma metodologia; a experiência é algo que pertence aos próprios fundamentos da vida, quando a vida treme, ou se quebra, ou desfalece”.
Como material adicional, a associação Mais Diferenças, que tem a educação e a cultura inclusivas como foco de atuação, produziu para este livro um DVD, que torna o conteúdo acessível para cegos, em versão do sistema Daisy, assim como para surdos, com algumas traduções em LIBRAS.



5 comentários:

  1. Olá Pri :)
    Belos lançamentos com toda certeza!!!!

    Gostei bastante da sinopse dos livros De Volta aos Sonhos e Rani e o sino da divisão. ;)

    ResponderExcluir
  2. Pri!
    Vários lançamentos interessantes da Autêntica.
    Claro que Paula Pimenta é top e amo o Garfield, gostaria demais de poder ler.
    Todos os outros bons demais.
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
  3. Gostei mais dos lançamentos da Nemo. Acho que no momento meu espírito pede livros mais leves.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Alguns títulos até que são interessantes, mas nada que me faça querê-los desesperadamente. Os que me agradaram um pouco foram: A HQ de "Fazendo Meu Filme 1", "Rani e o Sino da Divisão" e "Exorcismos, Amores e Uma Dose de Blues".

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. Adoooro este Grupo pois são tres otimas editoras!
    Nem sei qual livro mais ameii! Por isso nem quero falar pois adoorei
    todos os lançamentos

    BLOG- http://b-maluco.tk/
    INSTRAGRAM- http://instagram.com/omundodejess
    weheartit- http://weheartit.com/Gikura_Viey

    ResponderExcluir