quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Resenha Olhos do Destino.


Título: Olhos do Destino.
Autor: André C. S. Santos.
Editora: Pandorga.
Numero de Páginas: 168.
Ano de Lançamento: 2014.
Compre: Saraiva.
Cortesia do autor.

Sinopse:
Os sonhos de infância de Leonard foram destruídos após a morte de seu pai, um exímio fotógrafo. Ele sonhava em comprar uma moto e poder, junto de seu pai, viajar pelo mundo e fotografar as belas paisagens que cercam o condado de Somerset, Inglaterra. Amparado por um velho amigo, senhor Gregory, a quem sempre considerou como um segundo pai, Leonard continuou o seu legado fotografando o mundo, mas sua vida dá uma reviravolta quando conhece dona Merriê uma importante fotógrafa que o ajuda a ter seus trabalhos reconhecidos. Num dia típico, as películas de seu coração foram marcadas ao se apaixonar por Maria, uma jovem cabeleireira. Mas um acidente inesperado pode colocar tudo o que conquistou em jogo, e Leonard deve fazer uma difícil escolha: deixar para trás seus sonhos e viver dentro de uma “escura redoma” ou fugir e viver se sentindo culpado por ter arruinado a vida de quem mais amou.
Opinião: 

Leonard tem um sonho: fotografar belas paisagens e comprar uma moto Suzuki 1300 Hayabusa, pois antes do seu pai morrer andavam de moto juntos. Quando começa a obra, ele está morando em um apartamento simples e vendendo fotos na praça.
 
Num desses dias em que está vendendo fotos na praça, uma senhora para e fica olhando, depois de uma conversa rápida, Leonard dá uma foto a ela, só depois descobre que ela é Merriê, uma importante fotógrafa.
 
Em um convite, toda a vida de Leonard muda, ele consegue dinheiro suficiente para a moto, consegue um trabalho e conhece Maria, por quem se apaixona e é correspondido. Além disso, estreita a relação com seu segundo pai, Gregory, que o ajudou quando seu pai faleceu, e agora o senhor pede para chamá-lo de filho.
 
Até que algo acontece e tudo decai rapidamente, então Leonard tem que decidir rapidamente como agir.
 
Sinceramente, eu passei boa parte da leitura irritada, os personagens são certinhos, não são pessoas reais que cometem erros e acertos, eles simplesmente cometem somente acertos e no momento que você pensa: agora vai cometer um erro! Não, não comete.
 
E o final é basicamente igual a um vídeo que existe na internet, não vou contar qual para não perder a graça, mas é como se tivesse passado o vídeo para o livro, posteriormente eu li que o autor se inspirou nesse vídeo.
 
O livro tem seus pontos fortes, como mostrar bons sentimentos. e gostei muito do romance entre Gregory e Merriê, os dois já idosos, mas que encontram a paixão novamente de maneira muito fofa.
 
A escrita do autor é boa, o livro é rápido de ler e não achei erros na diagramação, mas. no meu caso especificamente. não me encantou, senti que faltou essência humana, foi uma obra para mostrar o lado bom da humanidade, mas deixou de retratar os humanos, pois todos fazem erros e acertos no decorrer da vida.

Muitos podem achar o final, tanto do livro quanto do vídeo, uma prova de amor. Eu sei que mesmo que a pessoa quisesse fazer aquilo não permitiriam legalmente, então mesmo não querendo já vejo com um olhar bem cético.
 
Se você gosta de personagens bonzinhos e de uma história que retrata o amor em diversas formas essa é uma boa obra para ler.



Maria se retirou cabisbaixa, com os olhos cheios de lágrimas. Leonard tentou explicar o que ocorreu, mas a velha não o quis ouvir. 

O medo começou a percorrer seu corpo, mas lembrando das palavras do sr. Gregory e também do piloto, viu que essa era uma grande oportunidade de ser reconhecido e ganhar um dinheiro a mais para poder comprar sua tão sonhada moto.

Desligando o telefone, Merriê deu um grande suspiro apaixonado, resplandecendo um belo sorriso no rosto.

- Exagerando? Ela pediu para você furar meus olhos!

As cores do mundo não lhe faziam mais sentido. Ele foi até a sala de revelação, e pela primeira vez, apagou a luz e a trancou.





13 comentários:

  1. Cath's"
    Tudo muito certinho nem é tão real, concorda? Não existe, a verdade é essa.
    Me parece ser mais um livro idealista ou de auto-ajuda, onde podemos demonstrar o amor verdadeiro através de uma atitude inimaginável.
    Se o vídeo é o que estou pensando...acho que vou até chorar se um dia conseguir ler esse livro.
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
  2. Olá Cathy's!
    Gostei bastante da sua sinceridade na resenha!
    Realmente, quando vemos algo que seja meio que "impossível" fica difícil nos deixar levar pelos encantos da história. Pra mim, é como se tivesse um pequeno "calinho" na história...

    Beijos
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Livros que não me chocam, que não me tiram do lugar comum, não me interessam. A literatura é catarse. É bom resenhas sinceras. abraços!

    ResponderExcluir
  4. Também odeio livros que trazem personagens certinhos. Não existe isso de pessoa perfeita, todos somos falhos e cometemos erros, as vezes simples, mas mesmo assim erros. Passiveis ou não de culpa.
    Acho forçado quando a inspiração de um autor vem de uma obra acabada de outra pessoa, por que sempre a o medo do autor de fugir da linha de pensamento do original, ou mesmo romper com todos os preceitos que outro adotou.
    Por fim, acho difícil me apegar a uma história como essa, e já coloquei esse livro na lista de rejeitados. (risos)

    ResponderExcluir
  5. A sinopse em si já não me chamou atenção, e depois de sua resenha, o interesse foi embora de vez.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. O livro bem escrito, mas me deixou um pouco em cima do muro. De um lado eu vejo algo bem construído, com personagens cativantes envoltos por uma bela história, mas de outro eu encontro uma semelhança enorme com algo que já vi por aí outras vezes. :/ Mas a obra não deixa de ser boa

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Gostei bastante da premissa do livro!!!
    E concordo que não existem pessoas perfeitas mesmo em livros e isso me irrita um pouco. Tirando isso, parece ser uma boa leitura mas não sei se o leria! Não fiquei tão animada assim!

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    Achei o livro bastante interessante, porém fiquei com o pé atrás em relação a história. Não costumo ter uma simpatia com personagens bonzinhos, que não comete nenhum erro. A história parece que tem bastante pontos positivos, e realmente tem. Mas eu acho que se eu lesse o livro provavelmente não iria gostar.

    Beijos,
    Sarah

    ResponderExcluir
  9. Não tive tanta curiosidade no livro. Ainda mais com esse tantico de coração de asas :\. Leonard parece ser um fofo, logo por começo, por ser fotógrafo, me conquistou. Mas o fato de eles serem muito certos, me irritou um tanto também, o livro falta emoção. Mesmo com a boa escrita do autor, parece que faltou algo. Amo romances, mas este pareceu meio parado e sem adrenalina, paixão e etc.
    Abraços Cath,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  10. Oi, quero ler o livro pra poder tirar minhas proprias conclusoes. Amo romances!

    ResponderExcluir
  11. Também não gosto quando os personagens não são humanos.
    De fato, humanos cometem erros, não apenas acertos.
    Quando um livro, filme ou série não demonstra isso, é difícil gostar.
    De qualquer forma, fiquei curiosa para ler. E a capa é muito bonita.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  12. Também não gosto de personagens certinhos demais, isso tira o aspecto humano do personagem,
    Se bem que eu prefiro os bad boys rsrsrsrsr.
    A capa também não me encantou muito.

    ResponderExcluir
  13. o livro 'olhos do destino' apesar de ter personagens certinhos que 'irritam', fiquei curiosa p/ conhecer sua historia.

    ResponderExcluir