domingo, 3 de agosto de 2014

Resenha: Experimento.





Título: Experimento: #1 Chico Santana e O Caso Mal-Resolvido.

Autor: Guilherme A. Cardoso.
Editora: Talentos da Literatura Brasileira.
Numero de Páginas: 224.
Ano de Lançamento: 2014.
Compre: Saraiva.
Cortesia do autor.

Sinopse: 
O que será que aguarda Chico Santana, um jovem comum de 19 anos, transferido da Universidade Federal da Bahia para essa nova e intrigante cidade denominada Nova Brasília. Além, claro, de poderes paranormais, mistérios, intrigas, amores, amizades e descrições certeiras de cenários baseados em uma Baixada Santista futurística. Um pouco de referência à cultura pop e sorrateiras críticas pseudofilosóficas a uma sociedade que, apesar das ações do tempo, não mudou tanto, dão o tempero que faltava. Com uma escrita de fácil compreensão e um enredo que se desenvolve rapidamente, o livro ainda tenta agradar a diferentes nichos de leitores, tanto aqueles que gostam de juvenis histórias de amor, quanto os que preferem um bom confronto recheado de habilidades especiais e desfechos surpreendentes.
Opinião:

Acredito com todos os meus pensamentos que esse livro foi totalmente escrito, e inspirado nos X-Men. Claro que tem algumas diferenças, mas o contexto é o mesmo: pessoas que são geneticamente modificadas e desenvolvem poderes paranormais.  São considerados seres evoluídos e não aberrações, essa é uma das diferenças.

Essas pessoas foram criadas pelo governo, na esperança de curar doenças e desenvolver o raciocínio lógico, só que eles vão muito além...

A história se passa de um jeito muito agradável, contando o cotidiano de Chico (que tem um leve complexo de herói), desde sua transferência da Bahia para Nova Brasília, cidade fictícia criada exclusivamente para o desenvolvimento de pessoas com habilidades diferentes. A faculdade para qual se transferiu também é específica para essas pessoas. Ele vai morar com sua prima Elis, que é considerada a ovelha negra da família, e ela tem segredos... Chico fica intrigado, mas não força a situação, pois ela lhe prometeu que quando chegar o momento ele saberá. E, porque, se ele questionar muito, é capaz de não tem onde morar.

Já no primeiro dia de aula, acabamos descobrindo que nem todos os paranormais são do bem como Chico, que de cara já é desafiado a um duelo.

Com o passar das páginas, vamos conhecendo os amigos de Chico: Fernando e Su, logo em seguida: Ana, que acaba tornando-se sua namorada. Eu, sinceramente, não gostei desse romance, pois é algo muito meloso e parece que eles nunca tiveram nenhum tipo de relacionamento antes, o que não é verdade conforme é contado mais tarde no livro.

Vou apresentar os personagens e seus poderes:
Chico: Consegue interferir no AR, fazendo dobras, usando velocidade, força e outras coisas mais.
Fernando: Gay assumido, nada escandaloso, e sem nenhum bullyng. Não tão poderoso quanto Chico. Consegue manipular o fogo.
Ana: Moça tímida, sua marca é sempre usar flores como enfeite de cabelo. Ela tem o poder de cura e não consegue ficar bêbada, ela mesmo se compara a Wolverine.
Su: Ela é meio punk e adora andar de skate. Quanto a seu poder, ela gosta de guardar segredo... E quem sou eu para contar o segredo dos outros...

A vida deles é mais ou menos assim: faculdade, shopping, praia, cinema...

Até que, em uma noite, aparecem uns robôs. Eles, claramente, estão em uma missão, e logo em seguida a prima de Chico é sequestrada. Será que os robôs tem a ver com o sequestro? O que Chico fará? Qual será o fim dessa aventura? Será que ele vai conseguir salvar sua prima e descobrir de onde estão surgindo esses robôs?

Só lendo pra saber... Eu sei e adorei!





Chegando diante dele o encrenqueiro falou: - Vamos resolver isso como homens. Levante-se e venha me enfrentar. - E caminhou até a frente da sala e parou no começo esquerdo da larga lusa digital de oito metros. Desmotivado, Chico levantou sua cabeça da prancheta.Aparentemente, ele teria que sair de sua carteira e ir até o começo do lado direito da lousa. Quem diria! um duelo logo no primeiro dia de aula? Ele jamais imaginaria que isso aconteceria, ainda mais com ele, que agia sempre tão pacificamente.
- 2,923,44,72,107,149?-2,9,23? Ahn? O que você que dizer com isso? - Erro na confirmação de senha. Por favor, retire-se do local ou isso será obrigado a utilizar contramedidas.

9 comentários:

  1. OOOOOOOOOOOOOOOI, Pri! Bom dia! Tudo bem? *-* ♥ Ebaaaa, amo livros assim! X-men? Sério? Eu amoooooooo X-men, então acho que irei amar esse livro, apesar de ter sido um plágio, hahahahaha! E cara, gostei ainda mais do fato de acontecer numa cidade fictícia, que seria o Brasil! E sem esquecer de citar dessa prima Elis, hahahaha! Fiquei intrigada com ela também! Ei! Romance meloso? Ecaaaaaa! Eu já detesto romance, e dos melosos? Ish! Deus me livre, acho que então o autor exagerou nessa parte, hahaha! E só deixa eu falar uma coisa: achei que a Su fosse a mais feminina e a Ana a menos feminina, mas no fim é o contrário, hahahahaha! Poxa, Pri, eu até que gostei desse livro, pois envolve pessoas com superpoderes e eu adooooooooro isso, tanto em livros quanto em filmes, hahahahahaahha! *-* ♥

    BEIJOS INFINITOOOOOOOOOOOOS! ♥

    Juu-Chan || Nescau com Nutella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o livro é bem legal no geral... recomendo...

      Excluir
  2. Pri!
    Bom demais, né?
    Nossa! Como queria ter algum poder diferenciado!?...
    Sabe o que achei bem legal? É que os nomes são bem brasileiros, nada americanizados, embora realmente pareça X-Men que amo!
    Será que o livro vai se tornar série? Seria bem interessante.
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quem não queria ter um poder neh ;)

      Excluir
  3. Oi Pri, o livro parece ser legal, mas não me interessei muito. Vou anotar o título, quem sabe mais pra frente eu leia.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    Gostei bastante de saber que o livro é parecido com os X-men, pois gosto bastante.
    Não conhecia o livro, mas de cara já gostei bastante da capa! Remete um pouco ao suspense!
    Os nomes são bem comuns e brasileiros, o que achei legal e espero que não se torne uma série rsrsrs pq senão vou ficar doida até lançarem os próximos.

    ResponderExcluir
  5. Amo X-Men, gostei da ideia, e ainda é brasileiro
    Não hesitarei em ler esta obra, não mesmo!

    ResponderExcluir