terça-feira, 15 de julho de 2014

Resenha A estrela que nunca vai se apagar.



Título: A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar - A Vida e as Palavras de Esther Grace Earl.
Autores: Lori e Wayne Earl (Com introdução de John Green).
Editora: Intrínseca.
Número de páginas: 448.
Ano de Lançamento: 2014.
Compre: Americanas. - Saraiva.

Sinopse:
A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar conta a história de Esther Grace Earl, diagnosticada com câncer da tireoide aos 12 anos. A obra é uma espécie de diário da jovem, com ilustrações, fotos de seu arquivo pessoal, textos publicados na internet, bate-papos com os inúmeros amigos que fez on-line e reproduções de cartas escritas em datas comemorativas como aniversários. A jovem perdeu a batalha contra a doença, mas deixou um legado de otimismo e celebração ao amor. Atualmente sua mãe, Lori Earl, preside a instituição sem fins lucrativos This Star Won´t Go Out, que apoia pacientes e famílias que lutam contra o câncer.

Opinião:
A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar conta a história de Esther Grace Earl, a garota que de certa forma, deu vida à Hazel Grace, de A culpa é das estrelas. Esther, assim como Hazel, sofria com o câncer da tireoide, tendo-o descoberto aos doze anos, enquanto vivia com sua família na França.

O livro trás páginas do diário de Esther, seus desenhos e pensamentos, cartas que a mesma escrevia para os pais, postagens no antigo blog onde Lori e Wayne informavam acerca das notícias sobre Estee (Seu apelido) e depoimentos de vários de seus amigos, principalmente do Catitude. 

A cada página lida, eu me tornava ainda mais apegada à Esther, como se eu a tivesse conhecido. Essa nerdfighter viciada em Harry Potter e Doctor Who era a pessoa mais amável e feliz (apesar dos problemas) que eu jamais conheci. Lembro que quando comecei a ler, eu chorei no ônibus assim que acabei a introdução de John Green, mas o momento que eu li a parte que Esther está morrendo foi demais para o meu coração. Eu comecei a chorar muito, soluçar e nem consegui terminar naquela hora. Enquanto escrevo isso, meus olhos se encheram de lágrimas novamente, pois sinto como se Esther tivesse sido minha amiga, o que na verdade ela foi, durante a minha leitura. Posso garantir-lhes que aprendi muito com a vida dela, e Est (outro apelido) entrou para minha lista de "Pessoas que fizeram a diferença com tão pouco tempo de vida".

Realmente indico para as pessoas que se envolveram com a história da Hazel, aos curiosos em conhecer o mundo de Esther, a indico muito para futuros (ou atuais rs) profissionais da área de saúde.


"Apenas seja feliz, e, se você não conseguir ficar feliz, faça coisas que o deixem feliz. Ou fique sem fazer nada com as pessoas que o fazem feliz." - Esther Earl.

P.S.: Aos que leram, tanto o livro, quanto a resenha, se interessaram e tem alguma forma de contribuir, gostaria de pedir para ajudarem com a This Star Won't Go Out Foundation, a ONG criada por Lori Earl para ajudar famílias com crianças diagnosticadas com câncer e outros projetos que "Esther teria aprovado". Você pode doar aqui ou comprar alguns dos artigos no DFTBA Records, na sessão do TSWGO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário