quinta-feira, 12 de junho de 2014

Resenha Livre Mente.


Título: Livre Mente.
Autora: Isabela Xavier.
Número de Páginas: 168.
Ano de Lançamento: 2013.

"Como fazer uma resenha de um livro de poesias?" Essa dúvida me apossou, quando terminei de ler Livre Mente. Um livro em prosa é mais fácil, têm uma história com começo, meio e fim. O mesmo não acontece com a poesia. A poesia têm mais a ver com sentimentos e ideias.

Sentimentos parece ser a palavra-chave do livro. A autora não teve nenhum receio de tira-los de dentro de si, de se expor. Isso, por si só, já cria uma empatia com o leitor, que de imediato, já consegue se conectar com os poemas, que falam sobre saudade, dor e felicidade. Todos temas comuns a qualquer ser humano.

Não é um livro para ser lido de uma só vez. Ele é melhor apreciado aos poucos, com calma. Eu resolvi fazer um exercício, um pouco fútil, eu admito, de ler o poema e anotar a primeira palavra que me vinha a mente, como um teste de Rorschach. Coloquei o título do poema e ao lado o que ele me evocou.

Velejando - Imaginação.
Pessimismo na Esperança - Desilusão.
Máscara - Quem sou eu?
Busca - Felicidade.
Rendição - Cumplicidade.
Ao Luar - Harmonia.
Teu Ex-Amor - Tristeza.
Vulto - Vergonha.
Exteriorizando - Reflexo.
Despertez Insensata - Saudade.
Entrelinhas - Flerte.
Mergulhe - Sedução.
Passageiro - Apatia.
Pequeno Poema Singelo - Criança.
Saudade - Força de Vontade.
Esta Noite Tive um Sonho - Inconsciente.
Metade - Auto-Estima.
Poema Vagabundo - Contentamento.
Eu Deixo - Cumplicidade.
Livre Mente - Liberdade.
Mais do Mesmo - Magoada.
Preamar - Infinito ( nesse eu "entrei em parafuso" e fiquei uns dias sem ler).
Carnaval - Desejo.
Meio Assim - Apaixonada.
Em Teus Braços - Amor.
Fuga - Alívio.
Prudente - Desconfiada.
Obstáculo - Imaturidade.
Cerne Literário - Poesia.
Sutilezas - Eu estou aqui!
Uma Folha de Papel - Melancolia.
Farto - Incompleta.
Achado - Necessidade.
Escolha Estável - Dúvida.
Incógnita - Subconsciente.
Submerso - Arrependimento.
Diálogo - Entendimento.
Chuva - Haikai.
Sem Espera(nça) - Decepção.
Quem tu És - Dor.
Interferência - Passado.
Definição Rasa do Amor - Plenitude.
Presença Tua - Momento.
Semente - Sentimento.
Solitário Desab(af)o - Auto-Suficiente.
Seja para Mim - Querer.
Passante - Distância.
Insônia - Busca.
Desatino - Rejeição.
Partida - Abandono.
Pela Lente - Acaso.
Olhar(-te) - Sensualidade.
Indecisão do Tempo - Cotidiano.
Não me Espere - Atitude.
Se Senti Saudade - Vida.
Chamada Perdida - Ansiedade.
Feito Pluma - Contemplação.
Os campo Norte-Coreanos são Cinza - Crueldade.
Ilusório - Mentira.
Banquete - Rejeição.
Pretensa Coincidência - Jogo.
Levíssimo - Mentiroso.
À Noite, a Sós - Prisão.
Amor Ensaiado - Ilusão.
Atalho - Escolha.
Quando Vi - Decepção.
Tentação - Entrega.
Vazio - Falta.
Exausto - Quebrado.
Liberta - Feliz.
Terminal - Mágoa.
Desfalcado - Indiferença.
(R)evolução - Acordar.
Saudosista - Passado.
Aquém - Receio.
Em Dois - Encruzilhada.
Inverno - Persistente.
Compatriotas - Psicopatas.


Eu te esperei
Posso fizer que esperei
Olhei o relógio
Olhei ao redor
Contei os minutos
Contei as esperanças
Tentei fugir do desespero
Em vão

13 comentários:

  1. Tenho certeza que só por essa capa, já conquista qualquer um. O título também... pode ser entendido de dois jeitos e foi isso que me deixou curiosa.
    Mesmo não curtindo muito poesia, vou dar uma chance para esse livro. Já coloquei na minha lista de desejados e espero lê-lo o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Vale a pena dar uma chance a ele. Acredito que você vai gostar muito.

      Excluir
  2. Realmente resenhas um livro de poesias é dificil, mas a sua ideia de escrever uma palavra para cada poema foi ótima.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. QUE-CAPA-LINDA! *O*
    Realmente, fazer resenha de livros com poesia exige bem mais da gente! E eles evocam tantos sentimentos, como vc listou! <3
    Adorei esse livro, vou procurar saber mais!
    bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é realmente linda! Têm tudo a ver com o livro. Não deixe de ler, você vai gostar.

      Excluir
  4. Nossa, realmente acho que deve ser muito dificil fazer uma resenha sobre um livro de poesias, mas gostei da forma como você colocou. Realmente, poesias nos despertam sentimentos e colocar o que fez você se lembrar ao lado do título de cada poesia foi muito bacana.
    A capa é muito linda mesmo.

    Bjok

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levei quase um mês para conseguir escrever essas poucas frases! Que bom que você gostou!

      Excluir
    2. Nossa, quase 1 mês, mas confesso que ficou ótimo mesmo, e realmente acho que poesia é muito dificil de resenhar... rsrs

      Bjok

      Excluir
  5. A capa é linda e o titulo é muito legal *-*
    Porem não leria pois não gosto muito de poesias *-* mais quem sabe um dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para quem está acostumado com prosa, a poesia é realmente outro mundo! Na falta de uma comparação mais inteligente, é como comer anchovas pela primeira vez! :)

      Excluir
  6. Achei criativa a sua forma de falar sobre o livro. Recentemente, eu também li um livro de poesias e senti a mesma dificuldade para escrever a resenha. Eu adoro poesia!

    Confira:

    http://ymaia.blogspot.com/2014/05/mergulhei-fundo-meia-luz.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou! Eu sempre acho que o que eu escrevo acaba ficando muito "mais ou menos"! :)
      Adorei a sua resenha!

      Excluir