terça-feira, 3 de junho de 2014

Resenha Julieta.


Título: Julieta.
Autora: Anne Fortier.
Editora: Arqueiro.
Numero de páginas: 400.
Ano de Lançamento: 2014.
Compre: Saraiva. - Submarino.
Cortesia da Editora.

Sinopse:
Julie Jacobs e sua irmã gêmea, Janice, nasceram em Siena, na Itália, mas desde os 3 anos foram criadas nos Estados Unidos por sua tia-avó Rose, que as adotou depois de seus pais morrerem num acidente de carro. Passados mais de 20 anos, a morte de Rose transforma completamente a vida de Julie. Enquanto sua irmã herda a casa da tia, para ela restam apenas uma carta e uma revelação surpreendente: seu verdadeiro nome é Giulietta Tolomei. A carta diz que sua mãe havia descoberto um tesouro familiar, muito antigo e misterioso. Mesmo acreditando que sua busca será infrutífera, Julie parte para Siena. Seus temores se confirmam ao ver que tudo o que sua mãe deixou foram papéis velhos – um caderno com diversos esboços de uma única escultura, uma antiga edição de Romeu e Julieta e o velho diário de um famoso pintor italiano, Maestro Ambrogio. Mas logo ela descobre que a caça ao tesouro está apenas começando. O diário conta uma história trágica: há mais de 600 anos, dois jovens amantes, Giulietta Tolomei e Romeo Marescotti, morreram vítimas do ódio irreconciliável entre os Tolomei e os Salimbeni. Desde então, uma terrível maldição persegue essas duas famílias. E, levando-se em conta a linhagem e o nome de batismo de Julie, ela provavelmente é a próxima vítima. Tentando quebrar a maldição, ela começa a explorar a cidade e a se relacionar com os sienenses. À medida que se aproxima da verdade, sua vida corre cada vez mais perigo. Instigante, repleto de romance, suspense e reviravoltas, Julieta – livro de estreia de Anne Fortier – nos leva a uma deliciosa viagem a duas Sienas: a de 1340 e a de hoje. É a história de uma lenda de mais de 600 anos que atravessou os séculos e foi imortalizada por Shakespeare. Mas é também a história de uma mulher moderna, que descobre suas origens, sua identidade e um sentimento devastador e completamente novo para ela: o amor.
Opinião:


O livro Julieta ganhou uma nova edição da Editora Arqueiro, e eu admito que não o conhecia anteriormente.

Quem não conhece a história de Romeu e Julieta? (Sexta eu descobri que tem pessoas que não conhecem, rs). Escrita por William Shakespeare, conta a história de dois jovens: Julieta Capuleto e Romeu Montecchio, que são de famílias inimigas e se apaixonam. Para viver esse romance, eles se casam escondidos, mas essa história acaba tendo um final trágico.

Eu imagino que a maioria conheça a história clássica, mesmo assim não darei muitos detalhes para não estragar a leitura de quem ainda não conhece.

Julieta, de Anne Fortier, passa no mundo atual, onde Julie e Janice Jacobs, irmãs gêmeas, voltam a se encontrarem para o enterro de sua tia, que as criou depois que os pais morreram em um acidente de carro em Siena.

Acontece que tia Rose deixou sua casa somente para Janice. Isso é um baque, já que ela sempre tentou dividir tudo igualmente entre ambas. Só que Umberto, o mordomo, entrega uma carta secreta de Rose para somente Julie ler. Essa carta diz que sua mãe deixou um tesouro em um banco em Siena e que Julie na verdade se chama Giulietta Tolomei.

Sem nada a perder, já que vive trocando de lugar e não se prendendo a nada (além dos vinte mil que deve no cartão de crédito) Giulietta vai para Siena, onde conhece Eva Maria, uma Salimbeni e seu afilhado: Alessandro.

Nada a preparou para a surpresa de ser descendente de Giulietta Tolomei, a moça em quem Shakespeare se baseou para escrever Romeu e Julieta. Descobre, ainda, que tem uma antiga maldição sobre os Tolomei e os Salimbeni.

Eu simplesmente fui arrebatada por essa história, não querendo largar o livro. Tive minha época de paixão por Romeu e Julieta quando tinha uns quatorze anos, mas não foi nem perto do quanto gostei dessa obra.

É interessante que os Tolomei e os Salimbeni realmente tenham existido e que foram efetivamente famílias inimigas. E que o clássico de Shakespeare originalmente se passa em Siena e não em Verona como a maioria conhece. Outra surpresa positiva é que envolve três famílias na história, os Tolomei, os Salimbeni e os Marescotti. Romeu não é um Salimbeni e sim um Marescotti, que acaba no meio da briga entre as duas famílias rivais.

A autora mesclou o universo atual da Julie com uma narrativa da história de Romeu e Giulietta, então você fica indo e vindo de 1340 e acompanhando as duas aventuras em um só livro. Tanto os personagens de 1340, quanto os atuais são cativantes. Até Janice, que você começa o livro detestando, vai te deixando em dúvida no decorrer dele.

Foi uma surpresa incrível a obra, vai lhe deixar apaixonado por Siena, pois é nítido que a autora realmente procurou muitas informações, como ela mesma diz, ela e sua mãe foram a fundo visitando e se informando. 

Aventura, romance e uma história que pode muito bem superar a de Shakespeare te aguardam em Julieta. Prometo que vale a pena!


Quanto à capa, eu gostei tanto da primeira quanto da segunda, achei que as duas retratam bem o livro e são bonitas, a diagramação está excelente, só a letra que é pequena para os parâmetros normais da Arqueiro.




- Romeo - continuou Peppo, agora mais sonolento, à medida que o sedativo finalmente começava a fazer efeito. - Romeo Marescotti. Bem, não se pode ser fantasma para sempre. Talvez essa seja a vingança dele. contra todos nós. Pelo modo como tratamos a mãe dele. Ele era... como é que vocês dizem... um figlio illegittimo?... Capitano?
- Mas não estou dormindo, nem desejo estar. Nunca mais voltarei a dormir. Acho que virei todas as noites e ficarei sentado aqui, em vez de dormir.
- Tua voz é mais afiada que as espadas deles! - queixou-se Romeo. - Sê gentil, eu te imploro. Essas talvez sejam as últimas palavras que me diriges. - Giulietta mais sentiu que viu a sinceridade de seus olhos, que cintilavam para ela à sombra do capuz, quando o jovem prosseguiu: - Se falaste sério ao dizer o que disseste há pouco, pega isto... - e tirou do dedo um anel, estendendo a mão para que ela o apanhasse -, toma, eu te ofereço este anel...
Mas eu não a escutava com toda minha atenção. Depois de pisar em diversos pedaços do que parecia ser gesso desmoronando, eu tinha apontado a lanterna para cima e descoberto que todo o lugar estava muito mais dilapidado do que eu havia presumido de inicio. Em vários pontos, pedaços do céu abobado tinham caído e um par de pilastras inclinava-se ameaçadoramente sob o fardo do mundo moderno.
Eu não conhecia minha Alma - disse Romeu, baixando a voz como se falasse ao coração dela - até vê-la refletida em vossos olhos. 
- Depois de me conhecer, você nunca mais iria querer outro homem. E se esqueceria de todos os que já conheceu.
- O que há de tão maravilhoso na coragem? Desconfio que essa virtude já matasse mais homens bons do que os todos os vícios juntos.

12 comentários:

  1. Eu também não li a versão anterior da editora, e concordo contigo, ambas as capas são belas. Sempre leio comentários positivos deste livro, vamos ver se desta vez eu o leio.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena Rose, foi uma leitura incrível! =D

      Excluir
  2. Não sabia que essa era uma reedição... rsrs
    A sinopse é muito interessante e a sua resenha me deixou bastante curiosa pra ler o livro, principalmente por mesclar uma história mais recente com a de Shakespeare.
    Adorei esse quote: "Eu não conhecia minha Alma - disse Romeu, baixando a voz como se falasse ao coração dela - até vê-la refletida em vossos olhos. "
    Quero muito ler.

    Bjok

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas te admito que prefiro um Alessandro a um Romeu, rsrs.

      Excluir
  3. Bom, eu sou uma super fã dessa linda história. Li Julieta faz um bom tempo e devorei o livro. Confesso que estou afim de comprar essa nova edição, não que eu não goste da outra, até que curto, mas essa capa está bem mais bonita...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei as duas capas, por mim também teria as duas.

      Excluir
  4. Nossa quando li Romeu e Julieta apaixonei *-*
    Gostei desse livro, envolve tres famílias :O
    Nossa pode ate superar a obra de Shakespeare o.O agora estou mais curiosa *-*

    ResponderExcluir
  5. Hey,

    Quando vi essa capa, pensei tem um livro com esse mesmo nome, daí percebi que era o mesmo livro, sou louca para ler esse livro parece tão perfeito, amo Romeu e Julieta, e essa capa continua tão linda quanto a outra, mas prefiro a antiga ainda, esse livro já está na minha listinha a muito tempo.

    Mayla

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei as duas capas Mayla. E a história é linda!

      Excluir
  6. Oi Florzinha!! Nossa se você foi arrebatada pela historia, imagina a gente lendo tua resenha!!Confesso que não conhecia o livro e já inclui ele a lista de desejados, pois curto livros ler livros bem conhecidos de outra forma! Ótima resenha!

    ResponderExcluir