domingo, 4 de maio de 2014

Resenha O Eterno Barnes.


Título: O Eterno Barnes.
Autor: Salustiani Luiz de Souza.
Editora: Novo Século.
Numero de páginas: 248.
Ano de lançamento: 2013.
Compre: Submarino. - Saraiva.
Cortesia do autor.

Sinopse:
Doutor Barnes, um famoso neurocirurgião, começa a desenvolver na Universidade onde trabalha uma pesquisa científica tentando transformar os dados do cérebro em arquivos de dados, codificando-os de modo que possam ser copiados. Com o avanço da pesquisa, acaba conseguindo copiar para o computador todos os dados de memória que formam o ser humano, como suas experiências, suas emoções, suas recordações, enfim, sua vida. Deslumbrado com a descoberta, começa a perceber que estes arquivos possuem uma estrutura totalmente diferente e uma sinfonia divina, e começa a ficar obcecado pela ideia de que seja possível copiar cérebros de um paciente para outro. Ao contrário do que deveria ocorrer, Barnes, cada vez mais, esconde suas pesquisas, pois seu objetivo passa a ser implantar seu próprio cérebro em outro paciente, mais jovem e sadio, pois está acometido de uma séria doença. Busca, desta forma, alcançar a tão almejada eternidade. Para isto, não mede as consequências de seus atos, que passam a ser justificados pela ambição que lhe domina. Conseguirá Barnes o seu intento?

Opinião:

Barnes é um excelente neuro cirurgião que trabalhava em uma universidade. Nesta mesma universidade temos James, que trabalha na área das Exatas, Tatiana que "fica" com James, Bruno. chefe de departamento que fica com Tatiana e Lourdes, uma médica que fica há anos com o Barnes.
Com câncer no estomago, o doutor Barnes começa uma pesquisa em que irá transferir os dados do cérebro para um computador, e deste passar para outro cérebro, em outro corpo, assim poderia trocar de corpo, deixando o câncer e podendo viver eternamente, pois cada vez que o corpo atual adoecesse poderia se transferir.
Embora seja um livro curtinho consegue dar atenção a cada um dos personagens apresentados, tendo capítulos narrados com os pensamentos de cada um, o que está por trás das suas atitudes.
Você vai vendo até onde cada personagem pode chegar ao saber da descoberta, querendo ela para si, e achando que faria melhor proveito. Mesmo o James que deseja divulgar para o mundo não analisa os aspectos negativos dessa sua decisão.
O único ponto em que torna cansativo a leitura são as divagações dos personagens, acredito que o autor quis colocá-las para mostrar mais da essência de cada um e o que pensam, mas se torna cansativo no decorrer da leitura.
Mais do que um livro com ingredientes de ficção cientifica, temos uma obra com personagens humanos que te levam a pensar sobre o que faria no lugar deles, até onde querer viver eternamente pode te levar? Quais atitudes tomaria para alcançar esse fim?
Pessoalmente, eu não adorei nenhum personagem, são incrivelmente humanos e isso só me leva a crer que nossa especie está se tornando cruel, quando você lê um livro como esse e vê que as atitudes decorrente dessa descoberta poderia facilmente ocorrer no mundo real percebe como estamos em um caminho bem distorcido.
A capa consegue ser básica, aparentando ser baseada na imagem abaixo pintada por Michelangelo, chamada A Criação de Adão, retratando Deus criando o primeiro homem, Adão. Na capa está invertido, Deus estando na esquerda e também tem símbolos que imagino serem os citados no livro, dos dados do cérebro passados para o computador.




Por que será que sempre temos esta curiosidade pelo mórbido, pelo estranho, pelo diferente? Por que quando há um acidente, sempre se aglomeram pessoas, sempre se cria um tumulto?

Será que conseguiria apagar todas as reminiscências da cabeça de Alexandre para implantar as suas? Será que todas as suas emoções, todos os seus sonhos vividos, todos os segredos escondidos, aquilo jamais ele teria coragem de contar a alguém, será que tudo isso poderia ser tirado do seu cérebro e repassado a Alexandre, substituindo todos os arquivos dele?


11 comentários:

  1. Não sei o que pensar sobre o livro, sinceramente. A premissa me agradou, mas nem tanto, e pela resenha desanimei mais ainda... Quem sabe um dia, certo?! Beijos.

    respirelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro diferente do normal que achamos, mas vale a pena. Acaba parando para analisar cada personagem.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem?
    Gostei muoto da premissa do livro. É bem interessante a pesquisa do Dr. Barnes. Gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  3. Não sei te dizer minha opinião sobre o livro, ao mesmo tempo que me deu vontade de ler, fiquei sem essa vontade . É estranho pois isso nunca ocorreu e não sei o que dizer e o que pensar a respeito do livro.
    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha.
      É uma temática interessante e levanta a ideia de como os humanos ficariam "loucos" com essa possibilidade.

      Excluir
  4. Que capa feinha... A sinopse não me agradou muito. Acho que não é um tipo de leitura que eu vá gostar. E pela resenha parece ser uma leitura cansativa, não me animou muito, não.

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  5. A estoria do livro não me chamou a atenção nem sua capa, quem sabe um dia em que eu não tive nada melhor para ler eu não de uma chance para ele, mas é pouco provável...

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"
    Participe do Sorteio do Livro DAHRIA

    ResponderExcluir
  6. Achei a capa um horror... kkkkkkk
    mas eu nunca tinha parado pra ler uma resenha desse livro, agora que li me interessei, acho que aguento essas partes cansativas... hahahah

    ResponderExcluir
  7. Gostei da sinopse e da capa também hahaha
    Gostei muito da história, adoro boas histórias de ficção científica, e é exatamente isso que essa parece ser ^^

    ResponderExcluir
  8. Outro nacional =) Já falei que acho tão bacana quem lê tantos nacionais?
    Enfim, mas infelizmente esse não me chamou a atenção... =/

    ResponderExcluir