quinta-feira, 22 de maio de 2014

Resenha Exilada.


Título: Exilada.
Série: Mercy. - Livro 2.
Resenha do Livro 1: Link.
Autora: Rebecca Lim.
Editora: Fundamento.
Numero de páginas: 200.
Ano de Lançamento: 2013.
Compre: Fundamento.
Cortesia da editora.

Sinopse:
E se você acordasse sem saber quem é, de onde veio ou por que está ali? Assim é a vida de Mercy - ela simplesmente muda de "corpo" do dia para a noite sem nenhuma explicação ou lembrança que a ajude a se situar. E o pouco que ela consegue recordar é que foi exilada de sua existência real, de flashes do passado da vida das garotas em cujo corpo acordou e de Luc, seu amado, que ela só vê em sonhos e parece ser o único que sabe quem Mercy realmente é. Desta vez, quando ela acorda no corpo de Lela, sua rotina simples está dividida entre cuidar da mãe doente e trabalhar como garçonete em um café. Facilmente, Mercy se adapta a essa nova vida. Mas Luc tem um plano para resgatá-la. E esse plano envolve encontrar Ryan, o mortal que se apaixonou por Mercy quando ela estava no corpo de Carmen. Mas entrar em contato com Ryan desperta Mercy para sua verdadeira natureza e seus verdadeiros sentimentos e mais dúvidas e conflitos surgem. Para piorar, os Oito - os responsáveis pelo exílio de Mercy - pairam por perto determinados a garantir que ela e Luc fiquem separados para todo o sempre. Por quê? E agora? Será que Mercy descobrirá o que realmente aconteceu com ela? E Luc poderá ajudá-la? Ou será Ryan o salvador dela? Nesta continuação de Mercy, mistério, revelações chocantes e um romance envolvente vão surpreender todos. Exilada vai prender a sua atenção da primeira até a última página. 
Opinião:

“Exilada” é o segundo livro da série Mercy, que conta a história de uma "garota" que passa de corpo para corpo, não tendo o controle de quando irá mudar e não sabendo porque isso acontece.

Quando ela acorda no corpo de Lela, ao lado de uma mãe com câncer, não se lembra do que aconteceu na cidade de Paraíso, nem de Ryan. Só que Luc, aquele que aparece nos seus sonhos e que se mostra tão cativante, pede a ela que se recorde, para que chegue ao Paraíso e eles poderem, finalmente, se encontrar.

Aos poucos, Mercy começa a se lembrar da experiência em Paraíso, de Carmen, Lauren e Ryan, ao mesmo tempo em que deve seguir a rotina de Lela: ir para o trabalho numa cafeteria chamada Lanterna Verde e depois ficar com a mãe que logo irá falecer.

Em Exilada, Mercy começa a juntar algumas peças do quebra cabeça que é seu passado, e você vai conseguir juntar mais peças do que ela mesma nesse livro.

Ao mesmo tempo em que Luc foi presença constante em sua vida e ela acredita amá-lo, se pega com todos os sentimentos que vem junto com Ryan. Poderia ela usar Ryan para achar Luc? Mesmo quando seus sentimentos estão envolvidos?

Esse livro, como no anterior, tem a sua história própria, com consequências para os atos de Mercy que serão resolvidos neste mesmo exemplar, é uma história que tem começo, meio e fim, mas que é só uma passagem na existência de Mercy, lhe deixando doida pelo próximo livro que ainda não foi lançado aqui no Brasil.

Exilada vem com questões filosóficas também: no que você acredita? Acredita que tudo está interligado? Ou acredita no livre arbítrio do ser humano?

Eu senti falta de Ryan nesse livro, embora sim, ele apareça, não é tanto quanto no livro anterior e espero que o próximo da série tenha mais Ryan, é um personagem pelo qual me apaixonei.

Para quem gosta de uma leitura leve, rápida e cativante, os dois primeiros livros da série são uma ótima pedida. Os outros, eu ainda não sei, pois não li. A escrita da autora continua igual nos dois livros, o que me deixa animada pelo próximo.

Só achei uns cinco errinhos na diagramação, como uma letra escrita errada, ou falta de letra maiúscula, mas não atrapalham a leitura. A capa segue o modelo da primeira, com aquele ar de mistério, mas dessa vez mostrando mais da Mercy. Pessoalmente, gostei mais das capas brasileiros do que as internacionais.


É como se estivéssemos no centro de uma tempestade. Relâmpagos riscam a noite escura ao nosso redor, manchando as águas distantes, iluminando o horizonte, a costa, as rochas chanfradas que se erguem nas sombras como dedos ou garras, os ramos de árvores que ricocheteiam na costa como um exército armado de mortos-vivos.
Depois que você se foi, Lauren descreveu você para um desenhista, um cara que conhecemos que trabalha num jornal. Tenho o desenho colado na parede do meu quarto e carrego uma cópia comigo, na minha carteira. Eu sei como você é. Saberia como você é em qualquer lugar.
- Minha vida está cheia de imbecis como você, que não se dão ao trabalho de me olhar na cara enquanto estou falando!


7 comentários:

  1. Gostei da resenha e da sinopse ,parece ser um livro muito bom,mas não que eu tenha muita vontade de lê-lo agora .
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da sua resenha. Gostaria de ler essa série, pois o enredo é bem diferente. Achei a capa muito bonita.

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha e a história parece ser bem interessante. Mas não senti vontade de lê-lo agora. Quem sabe mais no futuro?

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Essa serie já entrou na minha listinha de futuras leituras, a estoria parece ser bem legal e isso de cada livro ter sua própria estoria com começo meio e fim e ao mesmo tempo serem interligado por terem a mesma personagem como protagonista parece ser bem diferente e me deixou bem curiosa =)

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"
    Participe do Sorteio do Livro DAHRIA

    ResponderExcluir
  5. Gostei da sinopse, só nao tenho vontade de ler por agora, ja tenho muitas series que preciso acabar e nao quero de jeito nenhum começar outra serie sem acabar as que ja comecei, quando eu ja tiver terminado algumas dessas séries eu penso em ler essa. :D

    ResponderExcluir
  6. Apesar de não conhecer o primeiro livro, gostei da premissa desse. Me lembrou um dos meus livros favoritos: Todo Dia.

    ResponderExcluir
  7. Já li o primeiro e curti bastante =)
    Agora estou querendo ler o segundo e em breve lerei. Quero saber tudo o que acontece com aquele final de Mercy, que foi ótimo \o/

    ResponderExcluir