segunda-feira, 26 de maio de 2014

Batalhas do Novo Mundo #59 (Capítulo Final)

Capítulo anterior



Livro 1 - Conspiração    (último arco) (capítulo final)
Arco VI - Conspiração   (último capítulo)
Cap. 59 - Conspiração



Tile, reino de Tapista
Durante anos a pequena cidade de Tile era um dos principais refúgios de humanos em Tapista. Mesmo sendo as margens do Rio dos Deuses, a cidade nunca foi do tipo portuária, um dos motivos era o fato de a margem oposta ficar próxima das Uivantes, facilitando ataques de selvagens e monstros errantes.
Mas após a invasão tudo isso havia mudado. Agora as tropas tauricas controlavam toda a cidade, e os poucos humanos que ainda ocupavam a cidade eram escravos dos grandes senhores minotauros. O porto havia sido aberto para grandes embarcações, principalmente militares que encontravam um lugar onde pudessem parar na metade do maior rio de Arton.
E foi por este porto que o estranho grupo desembarcou no reino de Tapista.
-Vocês tem certeza que desejam ficar aqui? -perguntou o capitão. -O reino está no meio de uma guerra, e Tile se tornou o pior lugar para “não-minotauros” ficarem.
-Está tudo bem, sabemos nos virar. -falou o goblin enquanto arremessava as bolsas para seus colegas.
Essa era uma das poucas certezas que o velho Bud tinha. Aquele grupo o apavorara desde que embarcaram em Selentine. Cada membro daquele bando preocupava o velho, principalmente aquele estranho garoto com a capa, durante os dois meses que passaram no barco, em nenhum momento o capitão lembrava-se de ter visto o rosto dele. Alguns marujos juravam ter visto cascas por baixo do capuz, mas que tipo de louco acreditaria em tal boato?
O líder se aproximou do velho, esse era quem Bud mais temia. Ele não sabia explicar, talvez seu ar exótico ou quem sabe as pistolas penduradas de modo displicente no ombro? Talvez fosse o simples fato de aquele cara ser o líder de um bando com tantas figuras sinistras.
-Aqui está seu pagamento capitão. -falou o humano com sua voz grossa, enquanto entregava um saquinho para o velho.
Logo após ele deu as costas e deixou o barco. O capitão nem se deu o trabalho de conferir as pedras da bolsinha. Para ele, apenas o fato daquele grupo ter deixado seu barco já era o melhor pagamento que ele poderia ter.
-Levantar ancora. -gritou para a tripulação. -Vamos sair daqui o quanto antes, este lugar me dá arrepios.
Mal sabia o velho Bud que ele havia sido responsável por ligar a duas peças que mudariam a história de Arton.
___________________________________

Hockly, reino de Hershey, duas semanas depois.
Os passos firmes do capitão ecoavam pelos corredores desertos do castelo, a notícia era péssima, ele precisava encontrar o general logo. Alguns minutos depois ele chegou até a porta do quarto de seu comandante. Com um chute ele a abriu.
-General, estamos com um problema em Tapista!
Evorah estava sentado em uma poltrona assistindo suas duas escravas se agarrarem nuas sobre a cama. Ele ergueu uma das mãos e as garotas correram para fora do quarto.
-O que diabos está acontecendo Arkabu?
-Perdemos Teli e Outputs. Ninguém sabe explicar o que aconteceu, parece que foram atacados por um grupo.
-Está tentando me dizer que um grupo invadiu duas das maiores fortalezas de Tapista e destruíram um exército inteiro?
O capitão ficou em silêncio por alguns segundos.
-Temo que sim, meu senhor.
O general se levantou calmamente, vestiu sua armadura de combate.
-Certo. Deixe Coce no comando de Hershey. Nós dois iremos encontrar este grupo em Palar.
________________________________

Palar era a última grande cidade antes da capital. Mesmo com essa proximidade de Tiberus, poucos soldados faziam a proteção da cidade, talvez a arrogância dos minotauros não os deixasse acreditar que seriam atacados em seu próprio reino. E esse despreparo foi fatal quando aqueles monstros chegaram.
-E então tenente, quanto tempo vai levar para os reforços aparecerem? -perguntou o pistoleiro.
-No máximo um dia, maldito! E eles enviarão alguém poderoso para acabar com vocês. -respondeu o minotauro cuspindo no rosto do humano.
-É o que espero. -finalizou K quebrando o pescoço do prisioneiro, deixando o corpo no solo.
O humano se levantou e caminhou até a janela onde Galiel encarava o horizonte.
-Acho que finalmente temos a atenção d'Ele. -falou o espadachim. -Me desculpe duvidar mestre, mas o senhor acha que estamos prontos?
O humano encarou o quarto onde estavam, seus olhos procuravam cada um dos companheiros.
-Não haverá luta meu caro. -sorriu o humano maliciosamente.
_________________________________

Palar, uma semana depois.
Aquele já havia sido o terceiro pelotão enviado, já estava começando a se tornar chato aquilo, embora fosse um bom treinamento para seus companheiros. Principalmente Sarcano. O desenvolvimento do garoto estava muito rápido, o jovem já era capaz de enfrentar uma dúzia de soldados sozinho.
-Mestre, tem dois minotauros vindo para cá! -gritou Kharin.
O chamado do halfling trouxe o humano de volta a realidade.
-Será uma armadilha? -perguntou Gojins.
-Ou desistiram e estão se rendendo. -respondeu Darlian.
-Nenhuma dessas, eles vieram lutar. -finalizou Galiel preparando uma de suas espadas.
Era impossível, nas últimas semanas eles tinham derrotado centenas de soldados, e agora eram desafiados por apenas dois?
De repente K começou a gargalhar.
-Galiel, você e Sarcano virão comigo, os demais esperem aqui.
_________________________________

-Estão nos provocando? -grunhiu Arkabu vendo apenas três adversários se aproximando, um deles aparentava ser uma criança.
-Cala a boca. -repreendeu o general, desde que partiram da capital ele aparentava mal humor. -Escute bem Arkabu, o que acontecer aqui hoje não pode ser falado. Nunca!
O sangue do capitão gelou, o que poderia estar para acontecer de tão grave para deixar o general tão sério?
Então um raio explodiu no solo poucos passos a sua frente com a resposta para aquele mistério.  No local onde deveria existir uma cratera, havia um minotauro em pé. Era o maior guerreiro que ele já vira, deveria ter mais de dois metros e sua cabeça parecia estar em chamas. Ao seu lado Evorah se ajoelhou e Arkabu decidiu imitar seu comandante, sem acreditar no que via.
-Eu estou aqui maldito! -falou a voz firme de Tauron, deus dos minotauros.
________________________________

O deus e o humano estavam trancados dentro de uma sala no prédio principal da cidade. Do lado de fora Arkabu, Evorah, Galiel e Sarcano aguardavam, incapazes de escutar o que era discutido no interior. Os dois humanos treinavam combate com espadas, sem parecerem preocupados com os minotauros. Enquanto isso, Arkabu tentava arrancar respostas de um calado general.
No interior da sala o clima era pesado.
-Muita coragem sua em desafiar um deus dentro de seu território, mortal. -falou a voz firme de Tauron.
-Ora, eu precisava da sua atenção. -desdenhou o humano. -Não fique assim, você pode ressuscita-los com seu poder.
O deus não respondeu, ela sabia de tudo isso, também sabia o motivo pelo qual foi chamado.
-Viu como ela se tornou bela? -perguntou K.
-Desconfiei que falaria nisso. -respondeu o minotauro. -O que tenho com isso?
-Ora Tauron, você quer poder, você quer o lugar de Khalmyr como líder do Panteão.
-E o que você tem com isso?
-Você não poderá ser o mais poderoso com ela existindo. Apenas dominar o Reinado não é o suficiente se você não domina-la.
-E você me ajudara a controlar a Tormenta?
-Controlar não, isso é impossível, nem eu conseguiria. Mas posso ajudá-lo a enfrenta-la de igual, e até mesmo vencer. -o humano apontou para a rua. -Viu o garoto? Uma clara fusão da anomalia com um filho de Valkaria. Céus, Tillian ficaria louco para vê-lo.
-O que você quer com tudo isso maldito?
-Não é difícil imaginar meu caro. -respondeu o humano caminhando em direção a saída. -Eu a criei, eu sei como destruir. Pense nisso Tauron, deus dos minotauros.
O humano saiu da sala batendo a porta. O deus da força voltou ao seu reino e caminhou até o majestoso trono de pedras. Os criados e as escravas se aproximaram, mas ele dispensou todos, não tinha tempo para isso, em sua cabeça apenas a oferta do pistoleiro tinha lugar.
-Muito bem, será como você quiser. -falou o minotauro para si mesmo. -Kallyadranoch, deus esquecido dos dragões.
Em cada canto de Arton, cada um dos dragões ainda vivos sentiu que algo importante estava de volta. Algo muito poderoso.


Continua??

__________________________

N/R: Pois então.
Pouco mais de um ano, 59 capítulos depois e finalmente terminamos o primeiro livro.

Um pouquinho de "momento agradecimento", mas é sério, eu quero agradecer a todos que leram esse primeiro volume. Embora não pareça, a média de visualizações de BdNM sempre foi muito boa, com capítulos entrando entre as maiores visualizações do blog. Muito obrigado a todos que acompanharam.

Obrigado também a C e a Bia que me incentivaram a escrever o BdNM, antes mesmo do projeto de publicar obras próprias no blog. E novamente agradecer a C por liberar o espaço aqui no FB para a publicação.

Por último, e talvez mais importante, quero agradecer a minha namorada que serve de "teste" para o livro, sempre lendo os capítulos assim que eu termino e me dando sua opinião. Sem contar todas as aulas de português e correções antes da publicação.

Muito obrigado pessoal.

Voltando agora a série, a partir da semana que vem até a última de junho, teremos o resumão de tudo o que aconteceu no livro 1. Vão ser 5 posts contando as partes mais importantes da história.

Semana que vem também vou liberar o pdf. com o volume completo (220 páginas :P) além dos pdf's de todos os arcos individuais.

E em julho finalmente começamos o segundo livro: Expedições. o/

Até semana que vem.

9 comentários:

  1. Li alguns capítulos e adorei!! Vou esperar o pdf com o volume completo para ler nas férias e depois poder acompanhar o 2º volume em julho!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Esse último capítulo me deixou ansiosa para saber o que vai acontecer no segundo volume, pois ele acabou num momento interessante.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. De nada adiantaria o meu apoio se tu não tivesse todo esse talento. Tenho orgulho de ti :D Parabéns pelo final do primeiro livro, e que venha o próximo \O/

    ResponderExcluir
  5. Acho que agora já posso começar a ler todo o livro . Haha

    ResponderExcluir
  6. apesar de nao ter costume de ler no computador vou querer o Pdf pra acompanhar, pelo pouco que pude ver aqui nos capitulos finais do blog achei bem interessante a historia e desejo que seja um sucesso e que o segundo seja melhor que esse primeiro . :D

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo último capítulo! Pretendo ler tudo o quanto antes, muito sucesso!

    ResponderExcluir
  8. O capitulo ficou muito bom, deixou um gostinho de quero mais e uma mega curiosidade para os próximos acontecimentos =)

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"
    Participe do Sorteio do Livro DAHRIA

    ResponderExcluir
  9. Eu preciso me organizar e ler todos os capítulos =(
    Se não vou acabar lendo alguns spoilers u.u

    ResponderExcluir