terça-feira, 29 de abril de 2014

Resenha Eu Me Chamo Antônio.


Título: Eu Me Chamo Antônio.
Autor: Pedro Gabriel.
Editora: Intrínseca.
Numero de páginas: 192.
Ano de Lançamento: 2013.

Sinopse:
Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada. A mente por trás de Antônio é Pedro Gabriel. Em outubro de 2012, ele inaugurou a página Eu me chamo Antônio no Facebook para compartilhar o que rabiscava com caneta hidrográfica em guardanapos nas noites em que batia ponto no Café Lamas, um dos mais tradicionais bares do Rio de Janeiro. Em seu primeiro livro, Pedro apresenta histórias vividas por seu alter ego, desde a cuidadosa aproximação da pessoa desejada, o encantamento e a paixão, até o sofrimento provocado pela ausência e a dor da perda. Os guardanapos que inspiram milhares de pessoas na internet agora estão reunidos numa caprichada edição, novo lançamento da Intrínseca.

Opinião:

Eu ganhei esse livro do blog Romances e Leituras, mas já tinha visto diversos quotes pelo facebook antes, e admito que esperava mais.
É um livro muito bonitinho, ele tem frases sobre vida, liberdade, romance e tudo muito bem feito pela editora, é bem colorido e com bastantes imagens.
Mas eu achei ruim as letras, tinha que ir para o final onde tinha uma lista com todas as frases escritas em fonte normal, para então voltar e conseguir decifrar, isso acaba se tornando cansativo.
Em resumo, é um livro bonito para se ter, mas que em especifico não te acrescenta muita coisa.







4 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar nesse livro mas não tinha me interessado por ele logo de inicio :c
    Prefiro livros com historias mesmo, também achei ele bonito *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é bonito para se ter, mas eu também prefiro livros com histórias.

      Excluir
  2. Eu quero este livro só porque eu o acho muito bonito.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir