terça-feira, 8 de abril de 2014

Resenha Cidade das Almas Perdidas.


Título: Cidade das Almas Perdidas.
Série: Os Instrumentos Mortais.
Autora: Cassandra Clare.
Editora: Galera Record.
Numero de páginas: 525.
Ano de Lançamento: 2013.

Sinopse:
Quando Jace e Clary voltam a se encontrar, Clary fica horrorizada ao descobrir que a magia do demônio Lilith ligou Jace ao perverso Sebastian, e que Jace tornou-se um servo do mal. A Clave decide destruir Sebastian, mas não há nenhuma maneira de matar um sem destruir o outro. Mas Clary e seus amigos irão tentar mesmo assim. Ela está disposta a fazer qualquer coisa para salvar Jace, mas ela pode ainda confiar nele? Ou ele está realmente perdido?
Opinião: 

Aviso: Esse é o quinto livro da série Os Instrumentos Mortais, então pode haver spoiler´s dos anteriores.

Esse livro começa com a Clave procurando Sebastian e Jace, principalmente pelo primeiro ser um perigo a todos.
Quando descobrem que uma barreira sofreu defeito e agora demônios podem entrar no universo mundano a Clave tira a procura da prioridade e é então que Clary, Isabelle, Alec, Magnus e Simon resolvem agir por conta própria. 
E isso seria ótimo, perfeito e maravilhoso se Sebastian não tivesse ligado Jace a ele, agora Jace não consegue ir contra o que Sebastian quer.
Nisso as histórias acabam se dividindo, Clary vai "morar" com Jace e Sebastian, para descobrir como livrar Jace da influencia do irmão.
A Equipe do Bem, como Clary apelidou Simon, Isabelle, Magnus e Alec estão atrás de uma forma de matar Sebastian sem que isso afete Jace, pois se um morrer, o outro também morrerá.
Além disso tem os tramas amorosos, Isabelle está tentando se abrir mais com Simon que já pisou na bola com ela. Maia e Jordan estão tentando se readaptar a ter um relacionamento, eu admito que esse é um casal que não me atrai muito em ler sobre.
Mas o melhor é Alec e Magnus, não porque eles estão fofos nesse livro, estão numa baita crise, mas é legal ver como Magnus abri mão de algumas coisas pelo Alec e como essa tem que amadurecer para ficar com o primeiro.
O livro rendeu muito mais na relação Clary e Sebastian do que na com Jace, até porque o Jace não é ele exatamente, você começa a ver um pouco mais sobre o que Clary poderia ter sido e como Sebastian a encara, e isso se torna bem divertido.
Como não pode faltar em IM, tem batalha também.
Eu não achei esse o melhor livro da série, mas não deixa de ser maravilhoso e cativante. Adoro como Cassandra da atenção a cada personagem individualmente e te faz analisá-los.
Estou com uma boa expectativa sobre o sexto livro, acho que além do choque que será as mortes que a Clare prometeu, a série terá um final espetacular, afinal, quem gosta da Clave ai?


Pois frequentemente, quando algo precioso se perde, ao voltarmos a encontrá-lo, pode não ser mais o mesmo.

O passado é um país estrangeiro: eles fazem as coisas diferentes lá.


3 comentários:

  1. Ótima resenha! Só ta faltando tempo p eu poder ler essa saga, rs.
    http://inestantevirtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?

    Gostei muito da resenha e estou ansiosa para ler o livro. Essa série é ótima :D

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li essa serie, e tenho vários livros pra ler a frente :c
    Já vi o filme e gostei,mas não foi o suficiente pra querer desesperadamente ler o livro ...

    ResponderExcluir