sábado, 21 de dezembro de 2013

Resenha: La La Land #1 O Sonho Americano



Título: La La Land #1 O Sonho Americano.
Autor: Bruna Fontes.
Editora: Publiki.
Ano: 2013.
Páginas: 384.
Sinopse: Ah, o show business. Tentador e vermelho tal qual a maçã no jardim do Éden. Proibido? De certa forma. Totalmente cruel. Desleal. Arrasador. Ele te seduz e te atrai de um jeito enigmático. Leva-te até o seu limite, transforma sua mente em um mero fantoche. Ele te comanda; Ele te detona. Muda os seus princípios e acaba com seus sonhos. Quando o mundo inteiro tem algo a dizer sobre cada um dos seus passos e a vida pública é o seu alimento, o que se espera é a perfeição. Somos todos humanos errantes, mas os heróis das revistas, esses não. Existe um lado de Hollywood que nós não conhecemos. Apenas quem está lá dentro consegue enxergar. Quer entrar? Roxanne Winchester disse sim. E agora deixou de lado sua vida ordinária em Nova York para ser a maior promessa da música da sua geração. Los Angeles. É lá onde os sonhos são feitos. E também onde muitos deles são destruídos. Mas o que poderia dar errado para a nova queridinha do grupo mais influente de Hollywood? Estrelar uma série de TV, gravar suas canções. Mobilizar milhões de dólares e corações adolescentes. Roxy tinha tudo para ser a Estrela do momento, e foi. A sua jornada, porém, não é tão simples quanto parece. Entre erros e acertos, amores avassaladores, a glória de realizar seus sonhos e viver em um mundo de glamour, Roxy experimenta os sabores e dissabores de ser alguém. As complicações da adolescência, os hormônios à flor da pele e a busca pela identidade também se aplicam aos famosos, por incrível que pareça, e ela mostra que nos bastidores desse show somos sim todos iguais. LA LA LAND é uma trama com muito romance, bom humor e conflitos por todos os lados. O certo e o errado nunca estiveram tão próximos e as tentações estão por toda parte em Hollywood... Mas quem é que não gostaria de dar uma mordida nessa maçã?
A vida de Roxanne parece uma verdadeira montanha russa. Em um dia ela é apenas uma bolsista apagada na escola para riquinhos de NY, em outro ela acaba descobrindo que venceu um concurso de talentos, para o qual ela não se inscreveu, e irá se mudar para Hollywood onde seu sonho de se tornar uma super estrela se realizará.

A princípio tudo é muito deslumbrante na linda e ensolarada LA, e nem a recepção do intragável filho do seu agente, Luke McDounagh, a faz entristecer. Roxanne mal pode acreditar que agora é uma estrela da música e terá seu próprio seriado, o Connected, juntamente com os atores Emma, Justin e Freddie.

O sucesso da garota é instantâneo, mas junto com a fama também vem o lado não tão bonito do estrelato, como o fato de ter todos os seus passos seguidos por paparazzis só esperando um escorregão para venderem o próximo vexame de Hollywood.

De início Roxanne me parece uma garota muito centrada, mas conforme a história se passa percebi que ela perdeu um pouco das qualidades que visualizei no começo do livro. O que é até normal, já que a fama deve ser algo atordoante, mas, ainda assim, algumas atitudes dela me desanimaram bastante.

Roxy sente uma tração fatal pelo lindo e arrogante, Luke. Por sua vez Luke está sempre envolvido em alguma confusão, seja em bebedeiras ou partindo o coração de alguém com seus lindos olhos e sorriso irônico. Um verdadeiro filhinho de papai. Por outro conhecemos o Freddie, par romântico de Roxy no seriado. Freddie é o tipo de garoto que toda a mãe quer como genro. Doce, meigo, paciente, e com o ar de príncipe encantado que deixa qualquer garota nas nuvens!

 Com dois tipos tão encantadores é até difícil escolher um, mas o fato é que Roxy não resiste ao chame de um enquanto adora a segurança que o outro traz e, com medo de ferir alguém, acaba por se enrolar em um monte de mentiras, e o que é pior, por causa do seu egoísmo e covardia sair ferindo a todos, mesmo que sem querer. É Roxy, são em situações como essa que entendemos o sentido da frase “a mentira tem consequências devastadoras”.

No livro além de romance encontramos muito mistério, traições e mentiras, tudo na cidade das estrelas em meio à badalação e flashs. 

Eu gostei da leitura, o romance é bem escrito e encontrei poucos erros de digitação. A certa antipatia que senti pela protagonista não conseguiu tirar o brilho da história. Inclusive, quero muito ler a continuação e descobrir se a Roxy amadureceu. Desejo sinceramente que sim. Ela parece ser uma garota legal que tomou uma série de decisões erradas e estou ansiosa para descobrir quais serão seus próximos passos. Vamos torcer para que Pixie Roxy tenha aprendido com suas falhas e venha com tudo no próximo livro. Mal posso esperar!

Trecho:

“De todas as minhas ambições, essa era a que eu menos acreditava e já havia abandonado a possibilidade de ser real. E, no entanto, ela se abrira para mim agora, como outra porta, um novo caminho a ser seguido. Não o certo; tampouco o errado. Mas o caminho do meu coração.”


15 comentários:

  1. Oi Denise, tudo bem??
    Não conhecia este livro, e parece uma historia bem descontraída e leve, acho que não leria pois não chamou muito minha atenção. Mas acho que seria uma boa dica para um livro para passar o tempo.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Eu AMO la la land sou apaixonada pelo livro dsd que a autora postava na internet. a história da mts reviravoltas e me deixava louca enquanto eu lia kkkkkkkkkkkkkk luke s2 mas eu adoro a roxy entendo mt o lado dela

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhh 3L, tanto amor <3
    A Roxy ora amo, ora odeio. Mais amo que odeio, claro. Sem contar o Freds, porque o Freds é pft.
    E o Luke, ~suspiros~
    Enfim, fico feliz que tenha gostado da 3L, de verdade.

    ResponderExcluir
  4. Ahhhhhhhhhhhh *-* Roxanne realmente é um personagem controverso, eu fui malvada com ela hahahaha porque a intenção era mostrar msm o quanto ela ainda era jovem e imatura pra lidar com a responsabilidade de ser uma estrela de hollywood. Fico feliz que tenha gostado da história!!! *-* Em breve espero poder te mandar a segunda parte, que é ainda mais intensa. E obrigada por falar dos errinhos, já reportei tudo à editora.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. só eu acho a roxy o máximo? uashhasuhaus td ser humano comete erros e ela não escapou, é o que mais gostei qnd li 3l (dps do luke claro asuhauhhaus). Mocinhas perfeitas não são reais mais ainda que a fama é um fardo pesado e eu queria mto ver isso no livro dps do prólogo foda. Amo esse livro, um dos meus preferidos *o*

    ResponderExcluir
  7. La La Land, amo/vivo/sou <3 Hahahahah Ai, mal espero pra ter o livro em mãos!

    xx, www.ladodecoragem.tk

    ResponderExcluir
  8. Não tem como não amar 3L! E sim, eu entendo o que você diz quando diz que sentiu um pouco de antipatia pela Roxanne. Agora que reli o livro acabei sentindo a mesma coisa, mas ainda a amo de mais! <3 E Lucas, ah, Lucas. Não tem como não se apaixonar por La La Land, definitivamente.

    ResponderExcluir
  9. como alguém não gosta da roxy? :o ela é uma das minhas protagonistas de livro preferidas. La la land é lindo *-*

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha ouvido falar da autora nem do livro, achei a capa muito divertida, mas confesso que depois de ler a resenha não acho que iria gostar de ler o livro, não que ele não seja bom, mas pelo fato de que não gosto muito dessa coisa de "garota que subiu na vida e virou uma estrela", esse estilo simplesmente não me convence, mas quem sabe no futuro não de uma chance a esses tipos de livros e acabe lendo este em particular.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse livro, mas amei a estoria principalmente por você ter comentado que envolve mistérios e traições que são coisas que sempre complementa um livros *--*

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  12. Nunca ouvi falar desse livro, mas me parece bem interessante, a cpa é bonita..e espero ler ele!

    ResponderExcluir
  13. Uma garota comentou sobre este livro um dia desses comigo!
    A história me fez lembrar da America, protagonista de A Seleção. Tanto ela quanto a Roxy tem uma vida "apagada" e de repente entram num mundo de glamour, cercada pela fama e por dois rapazes bonitos, num triângulo amoroso confuso rsrsrs Ok, nem sei porque lembrei de A Seleção, mas deve ser porque a indecisão (e covardia) da America em relação ao Maxon e ao Aspen me irritaram bastante, apesar de gostar um pouco do jeito da America quando se trata dos seus ideais.

    P.S.: Achei a história bem legal e espero mesmo que a Roxy não seja assim tão mala. Tenho receio de triângulos amorosos, então gosto quando a protagonista compensa com uma personalidade incrível, sabe?

    ResponderExcluir
  14. Oie ainda não conhecia o livro mas adorei a resenha e achei ele super interessante gostei da capa acho que vou compra-lo pra ler claro quando a pobreza resolver se soltar de mim rsrsrsrs.

    Bjss

    ResponderExcluir
  15. Esse ERA mais um livro que eu desconhecia. Amei o enredo, apesar de não gostar muito do fato da Roxanne mentir para não ferir os outros ao seu redor. Acho isso errado, mesmo em uma história literária. A capa é bem diferente de muitas que já vi, mas muito linda. Acho que vou ler o livro em breve, adoro novas histórias, com novos personagens e novos dramas.

    ResponderExcluir