sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Resenha: Karma Club

                                                              


Título: Karma Club
Autor: Jessica Brody
Editora: Novo Século
Ano: 2011
Páginas: 264

Sinopse: Madison Kasparova sempre achou que soubesse como o Carma funciona. Aquela força poderosa e cheia de mistérios que traz harmonia para o Universo. Você sabe – pratique boas ações e será recompensado, faça uma má ação e o Carma vai garantir que terá o que merece. É como se fosse um ato de equilíbrio cósmico. Mas quando Mason Brooks, namorado de Maddy por dois anos, foi pego no flagra beijando a Srta. Corpo Perfeito, Heather Campbell, e não aconteceu absolutamente nada para qualquer um dos dois – exceto se transformarem no mais novo casalzinho do Colégio Colonial – pareceu que o Carma havia oficialmente deixado Maddy desamparada. Foi assim que ela e suas melhores amigas, Angie e Jade, decidiram inaugurar o Clube do Carma – uma organização secreta, só para membros, cujo único objetivo era arrumar a bagunça que o Universo estava deixando para trás. Porém, algumas vezes, não é muito inteligente interferir nos desígnios do Universo, pois, quando você apronta com o Carma, o Carma apronta com você. E agora, Maddy terá que achar uma maneira de encontrar novamente o equilíbrio de sua vida, mesmo que tudo à sua volta pareça estar de cabeça para baixo. 



Quem nunca desejou ter sua dor vingada, que atire a primeira pedra!

Tudo o que Madson queria era que seu ex-namorado sofresse da mesma maneira que ela sofreu quando foi traída. Só que, em sua opinião o castigo de Mason estava demorando demais. Então, ao invés de esperar pela punição do carma, essa força misteriosa que equilibra o universo,  Maddy e suas amigas fundaram um clube para fazer com que os infratores pagassem por seus erros.

Só que o universo não estava atrasado, mas apenas seguindo seu próprio ritmo! E quando Madson resolveu interferir, sem querer, criou uma nova sequência carmica com consequências desastrosas para ela e suas amigas.

Karma Club de início me lembrou o filme Garotas Malvadas da Lindsey Lohan, pois o sonho da protagonista era se tornar popular e frequentar as festas badaladas. Resumindo: muita futilidade. Tanto que, quando cheguei ao meio do livro, tudo o que queria era encontrar a Maddy, sacudi-la e dizer: “Acorda garota! Você não está em um filme de Hollywood”.

Com tudo isso, Madson quase foi parar na minha lista de mocinhas mais chatas do ano. Eu digo quase por que do meio para o final ela conseguiu se redimir de uma forma muito legal.

Karma Club, mesmo sendo um livro “bobo”, possui uma lição que às vezes sinto falta em tantos livros adolescentes. O final me encantou a ponto de eu relevar os momentos de raiva e passar a curtir e até indica-lo para quem deseja um livrinho ao estilo sessão da tarde. 

Trecho:

"Mas sei que a mudança é inevitável. Na verdade, ela é a única coisa constante. Então não posso lutar contra ela. Não existe razão para isso. Tudo o que eu posso fazer é continuar vivendo a minha vida da melhor forma que sei e confiar que tudo vai acabar bem".

Um comentário:

  1. Oi Denise, tudo bem??
    Não conhecia este livro, mas realmente sua historia parece ser simples, uma ótima dica para "passar o tempo", pois nos faz pensar que vingança/mágoa acaba prejudicando mais a gente as vezes do que a outra pessoa.
    Beijos!!

    ResponderExcluir