segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Batalhas do Novo Mundo #36




Livro 1 - Conspiração
Arco IV - Valkaria
Cap. 36 - A Decisão de Sarcano



Sarcano estava parado diante do corpo de Marcus. Ele se sentia calmo, era como se seu irmão finalmente fosse descansar. De repente um movimento trouxe o jovem de volta a realidade, a linda elfa colocava novamente a jaqueta que era de Elvellon sobre seus ombros.
-Esta tudo bem com você, pequeno? -falou o pistoleiro se aproximando dele.
-Estou sim, mas e seu amigo? -perguntou apontando para o espadachim ferido. -Isso foi culpa minha.
-Não precisa se culpar. -falou a elfa. -Galiel é o segundo mais forte em nosso bando, e nosso médico é muito bom.
Realmente o humano aparentava estar melhor do que a ferida mostrava e agora estava recebendo os cuidados do halfling. Sarcano até riu ao ver aquele que parecia ser o mais louco de todos, tentar costurar a ferida do espadachim.
-Por que vocês me ajudaram? -perguntou enquanto encarava o chão. -Eu sou um monstro.
-Todos temos nossos problemas pequeno. -falou K. -Apenas estávamos passando e resolvemos ajuda-lo.
-Mas e aquela vez na floresta? Você sabia que eu estava lá.
-Me desculpe, mas não sei do que está falando. -finalizou o pistoleiro.
Sarcano estava confuso, ele não sabia o que pensar de toda aquela situação. Talvez fosse melhor ir embora de uma vez. Ele se levantou e partiu em direção ao portão, iria voltar a seu plano inicial.
-Espere ai garoto. -gritou K. -Deixe que Khalin de uma olhada em suas feridas.
O halfling rapidamente se aproximou do jovem e começou a investigar as estranhas cascas do garoto.
-Hum, é a primeira vez que vejo um lefou, não sei dizer muito...
-Lefou? O que é isso? -perguntou Sarcano, mas foi ignorado.
-...acho que estas cascas chegaram em seu limite, não vão passar disso. Pode ver que elas formaram uma espécie de escudo no peito do garoto. -disse ele cutucando com uma adaga, sem que o jovem sentisse nada. -O braço direito também está coberto de tal modo que esse lado é quase indestrutível. Só tem um probleminha, o braço esquerdo não formou esse escudo. Acredito que tenha relação com a ausência da mão. Como você a perdeu?
-Eu cortei ela fora. -respondeu o lefou, se lembrando da última vez que falou com seu irmão.
-Eu gostei de você pequeno. -riu K. -Dalian, me de sua manopla esquerda, mais tarde compramos outra.
-Mas senhor, minhas manoplas são do tipo luva, não adianta se ele não tem a mão.
O pistoleiro apenas sorriu e estendeu a mão esperando pela manopla. A elfa deu de ombros e entregou-a para o humano.
-Por favor Sarcano, segure firme, acho que você não quer uma mão torta. -riu o guerreiro.
Sarcano não sabia o que fazer, resolveu escutar o pistoleiro e segurar a manopla no lugar onde deveria estar sua mão. O humano começou uma complicada oração em um idioma que o jovem não conhecia. Durante anos ele viu Elvellon realizar magias em vários idiomas, desde o comum Valkar até o complicado élfico, mas era a primeira vez que escutava algo tão forte.
Pequenas faíscas saiam da mão do humano e ligavam a manopla ao braço do garoto. Pouco a pouco ele começou a sentir que o metal se tornava mais firme. A oração finalmente terminou e Sarcano não conseguia acreditar no que estava vendo, Ele era capaz de mover a manopla como se sua mão estivesse lá dentro.
-Tome estas luvas, elas o ajudarão a esconder essa mão metálica. -falou o pistoleiro entregando um par de luvas negras para o garoto. -Gojins, por favor, guie-o até a academia arcana, é para lá que ele estava indo.
-Mas mestre? -o goblin parecia confuso.
-Por favor. Aproveite e conte para ele tudo sobre a descoberta dos lefous. Depois nos encontre no portão leste. -disse o humano dando as costas para Sarcano. -Ah, compre um óculos para ele no caminho.
__________________________

-E isso é tudo que eu sei sobre a história.
Sarcano não conseguia acreditar em tudo que escutara na última hora, então todas as coisas que lhe aconteceram eram culpa daquela estranha tempestade vermelha. O sol já estava se pondo por trás dos muros da capital.
-Chegamos, neste prédio fica a entrada para a academia arcana. -falou o goblin. -Boa sorte meu amigo.
Gojins deu meia volta e partiu em direção a multidão, Sarcano ficou sozinho com seus pensamentos. Agora o jovem sabia a verdade por trás de seus poderes. Também sabia que havia um prêmio por sua cabeça e que muitos gostariam de captura-lo vivo para realizar experimentos. Como ele seria recebido na academia então?
O garoto sabia que aquele momento poderia definir todo o seu futuro. Mas desde que esse inferno começara, apenas uma vez ele se sentiu calmo e confiante. Essa era a melhor alternativa.
________________________

Sardo corria alucinado pelas ruas, mas sempre que sua cabeça avisava que tinham despistado o inimigo, no mesmo instante Cavendish aparecia na sua frente.
-Como ele faz isso? -perguntou desesperado.
-Não sei, parece que ele sabe onde estamos indo.
No momento em que dobraram a esquina uma mão pegou o ladino pelo pescoço sem que ele conseguisse desviar.
-Vamos parar com esse pega-pega, ok? -falou o demônio ameaçador.
Aquele parecia ser o seu fim, Sardo sabia que não era capaz de enfrentar Cavendish. Decidiu então aceitar seu fim. Mas então a mão o soltou e ele pode perceber que o demônio saltava para o lado tentando desviar de um gigantesco machado.
-Você esta bem, rato? -perguntou Morn sem tirar os olhos de Cavendish.
-Sim, obrigado. -respondeu o garoto.
Rapidamente os outros membros chegaram. Cavendish deu uma risada debochada enquanto batia a poeira na roupa.
-Não preciso lutar com vocês. -falou com tom provocativo. -Tenho apenas um aviso para o ladino: eu conheço seu passado e sei as respostas para tudo o que você tanto se pergunta.
Aquelas palavras acertaram Sardo como bombas, então esse era o verdadeiro motivo para Cavendish estar lhe seguindo. Ele tentou falar algo, mas o demônio estava indo embora, aquela era sua última esperança e ele não podia perdê-la. O humano se levantou, encarou os companheiros que o tinham salvado.
-Me desculpem. -disse ele enquanto partia atrás de Cavendish, deixando o grupo de aventureiros para trás.
________________________

-Meu senhor, Gojins já retornou há bastante tempo, o que ainda estamos esperando? -perguntou o espadachim.
Mas a resposta não veio. K estava muito concentrado, não falara nada desde que saíram de Valkaria. No céu o sol já havia desaparecido e dado lugar a magnificas estrelas. Foi então que o pistoleiro se levantou, pegou sua mochila e ajeitou suas pistolas.
-Estamos indo embora, se você quiser mesmo vir conosco será bem vindo. Mas não aceitarei ninguém me seguindo pelas sombras. -gritou o humano.
O silêncio durou alguns minutos, mas então um pequeno garoto saltou de dentro da floresta surpreendendo a todos.
-Então você veio mesmo pequeno? -perguntou K.
-Sim, por favor me leve com vocês. Ensinem-me a ser forte como vocês. -pediu o garoto enquanto olhava para cada um e recebia um sorriso bondoso de resposta.
-Seja bem vindo ao grupo, a partir de agora você será treinado por Dalian para aprender a usar sua força, principalmente nessa sua mão de metal. Já Kharin irá lhe ensinar todos os segredos sobre medicina, conhecimento que você poderá usar tanto para salvar quanto para matar. Gojins está começando seu treinamento, mas a inteligência dele lhe ensinará muitas técnicas e armadilhas. Por fim, você aprenderá com Galiel as técnicas de combate, principalmente com espadas.
-Mas eu não tenho uma espada. -falou o garoto.
-Tome esta. -falou o espadachim arremessando para Sarcano a já conhecida Scarface. -Acho que você será capaz de usa-la direito. -depois ele se virou para seu mestre. -E agora?

-Agora estamos completos meu amigo. Está na hora de recuperar o meu lugar por direito. -falou o pistoleiro encarando o horizonte.

Continua...
__________________________

N/R: Olá amigos leitores de BdNM. Capítulo 36 e agora só faltam 23.

Sem muitas delongas vamos para a pergunta 06: "O poderoso grupo liderado pelo humano K conta com quatro guerreiros escolhidos a dedo, cada um com suas próprias características especiais. Quais as raças e os nomes de cada um dos membros do bando?"

Bom, vocês já sabem. As respostas podem ser enviadas até o dia 26/01/2014 para o email batalhasdonovomundo@gmail.com e o vencedor vai ganhar um volume do livro A Batalha do Apocalipse.

Sem muito o que falar, era isso por hoje.
Até semana que vem com o inicio da "trinca fodásticas". :D

Um comentário:

  1. Oi Flavio... Este semana comecei a ler e em breve ( quando a correria do fim de ano diminuir) ficar sempre a par dos capítulos =)

    ResponderExcluir