quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Resenha: O Noivo da Minha Melhor Amiga

 

 

Título: O Noivo da Minha Melhor Amiga.

Título Original: Something Borrowed.

Autora: Emily Giffin.

Editora: Editora Agir.

Páginas: 352.



Sinopse: O Noivo da Minha Melhor Amiga conta a história de Rachel, uma jovem advogada de Manhattan. A moça, sempre vista por si mesma e por seus amigos como a "certinha" e bem-comportada, muda radicalmente no seu aniversário de trinta anos, após a festa oferecida por sua melhor amiga, Darcy. Meio deprimida por chegar aos trinta sem o marido e os filhos que imaginava ter a essa altura da vida, Rachel se excede na comemoração e termina a noite na cama com Dex, seu grande amigo de faculdade e noivo da sua melhor amiga. Enquanto a boa moça e tímida Rachel teve alguns poucos namorados e conseguiu um emprego estável porém sem graça num escritório de advocacia, a linda e popular Darcy namorou todos os bonitões do colégio, construiu uma glamourosa carreira de Relações Públicas e sempre conseguiu tudo o que quis, inclusive manipular e obrigar Rachel a fazer o que desejava. À medida que a data do casamento se aproxima, Rachel se desespera com a urgência da decisão que precisa tomar e acaba passando por uma profunda reavaliação de sua vida, para concluir que "certo" e "errado" são conceitos muito relativos.


Minha Opinião:
Já conhecia muito bem o enredo pois já assisti o filme e li também o livro Presentes da Vida sem saber que antes dele tinha outro livro. Bom a escrita da Emily é maravilhosa, realmente te prende e eu não consegui desgrudar do livro até acabar.
A trama é muito envolvente. A autora nos mostra o mundo das personagens através da Rachel, que é a típica mulher certinha, que sempre foi uma aluna exemplar, tem um ótimo emprego, tenta ser sempre agradável com todo mundo e nunca fez nada de errado. Já a sua melhor amiga Darcy tem uma personalidade completamente oposta a de Rachel. Faz sempre o que quer, é mandona, chata, fútil e tudo que você possa pensar de uma mulher insuportável. Elas são amigas desde a infância e a amizade vai bem até a vida adulta, pois a Darcy é super mandona e a Rachel sempre passiva.
Enfim tudo vai indo muito bem, Darcy está noiva de um lindo advogado Dex, enquanto a Rachel está solteira e sem nenhuma perspectiva de compromisso sério em sua vida. Até que em sua festa de aniversário Rachel bebe além da conta e acaba ficando com Dex, noivo da sua melhor amiga.
Quando acorda no dia seguinte, Rachel não quer acreditar no que fez, quer fugir da "cena do crime" o mais rápido possível, e esquecer que tudo aquilo aconteceu.
Porém Dex não quer esquecer nada, vai atrás dela e os dois começam a se envolver emocionalmente.
No desenrolar de toda a trama podemos perceber como as duas personagens principais são chatas. Uma por ser egoísta e fútil ao extremo e a outra por ser certinha e sempre submissa a amiga.
Mesmo sendo sempre tão passiva Rachel continua se encontrado com Dex regularmente e ao mesmo tempo ajuda Darcy com os preparativos do seu casamento. Até nesse momento podemos perceber como a Rachel é boba. Ela sempre consegue se meter nas situações mais constrangedoras possíveis. Sofre, mais prefere não incomodar ninguém.

"Talvez eu simplesmente seja uma pessoa má. Talvez a única razão para que eu tenha sido boa até agora tenha menos a ver com minha firmeza de caráter e mais a ver com o medo de ser pega em flagrante. (...) Será que sou uma pessoa boa? Ou apenas uma pessimista covarde?"

Não consegui me identificar com nenhuma das duas personagens. Elas são pessoas que de longe eu não gostaria de ser. As vezes quando eu leio um livro tento imaginar como seria minha vida se eu fosse um dos personagens e isso não aconteceu pra mim nesse livro. E o Dex, também não facilita, achei ele um homem passivo e indeciso. Não toma uma postura correta até as ultimas paginas do livro. Isso me irritou bastante na personalidade dele.
Nesse livro e na sua continuação Presentes da Vida meu personagem favorito é o Ethan que é amigo da Rachel e Darcy desde a infância, mas na vida adulta ainda mantém uma amizade bacana com a Rachel. Ele é tipo seu conselheiro, a incentiva a mudar de atitude e ser mais decidida no que realmente quer. Ele é muito fofo e super bacana.
Enfim, vale muito a pena a leitura, gosto muito de todos os livros da Emily e recomendo qualquer um dos livros dela.

6 comentários:

  1. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  2. Bom, eu achei a capa um pouco fraquinha, além do fato de ser um livro da Emily Giffin. Eu já estava acostumado a ver os livros dela pela Novo Conceito.
    A premissa do livro não me conquistou. Achei muito água com açúcar, mas eu daria uma chance por causa da autora e de tudo o que já ouvi sobre a narrativa da mesma.

    Beijos!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a capa é feia mesmo rsrsrsrs
      As capas da Novo Conceito são muito mais lindas.
      Bjus

      Excluir
  3. Serio que tem livro?! Só assisti o filme nao fazia ideia da existência do livro dude.


    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até pouco tempo também não fazia ideia que tinha esse livro.
      Bjus

      Excluir
  4. Olá Erika!! Tudo bem??
    Li este livro ano passado e foi o primeiro que li da autora, mas achei a historia demais e o livro todo torci por Rachel,e odiei Darcy,mas a historia me conquistou e adorei ver a superação e o crescimento das personagens.

    ResponderExcluir