segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Resenha Métrica.

Métrica

Título: Métrica.
Autor:  Colleen Hoover.
Editora: Galera Record.
Número de Paginas: 304.
 
Sinopse:  
O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor. 

Opinião:  

Desde o começo Métrica me conquistou a leitura é envolvente e fluída desde as primeiras páginas . Layken é obrigada a se mudar do Texas, onde viveu a vida inteira, para uma cidade no Michigan chamada Ypsilanti, com sua mãe e seu irmão mais novo após a repentina morte de seu pai. Sua família está passando por um momento delicado e mesmo odiando a ideia de ter que sair do lugar que ela sempre chamou de lar, por fora ela se mantém corajosa quando na verdade está perdendo todas as esperanças. Mas justamente quanto ela achava que odiaria tudo nessa nova cidade, o destino lhe preparou uma surpresa. Assim que chegam a sua nova casa, o irmão de Lake, Kel, faz amizade com o garotinho da casa em frente, Caulder. Eles se tornam grandes amigos, e a partir dessa amizade, Lake conhece o irmão mais velho de Caulder, Will. Desde o primeiro aperto de mãos, eles percebem a conexão que existem entre eles. A atração, a empatia, foi instantânea e logo Will convida Lake pra sair. 
“As pessoas vivem tomando decisões espontâneas com base no coração. Mas os relacionamentos têm a ver com muitas outras coisas, não só com amor.” – Pág. 39. 
Apesar de a história ter grande foco no romance entre Lake e Will, também conhecemos diversos personagens que fizeram desse livro melhor ainda. Julia, a mãe de Lake, que carrega uma força sobrenatural de mãe que acaba virando uma fonte de inspiração. Kel e Caulder que apesar da idade, são crianças extremamente inteligentes e que acabaram se tornando tão fortes logo tão cedo, pelas circunstâncias que a vida acabou dando a eles. Eddie a melhor amiga de Lake, que tem um passado que nos ensina a respeitar a sorte que nos foi dada, e ter gratidão por ao menos termos recebido alguma. E uma amizade como a dela e a da Lake, é rara de se ver. Foi uma personagem que deu uma lição e tanto com toda a sua alegria e esperança. Foi difícil não se comover com os acontecimentos na história, eu terminei ele com as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. E se o objetivo da autora ao inserir o Slam foi comover, ela atingiu o seu objetivo. A cada poema você consegue enxergar a alma do personagem que está apresentando. 
Na capa do livro tem a frase : Poesia, amor e tragédia. Nada poderia definir melhor esse livro. Definitivamente , terminamos essa leitura com novos aprendizados . Que sempre devemos encontrar equilíbrio entre a cabeça e o coração, que os limites existem para serem ampliados, que sempre devemos questionar tudo, pois se não questionarmos nunca vamos obter as respostas e que a coisa mais importante é enfatizar a vida .

Um comentário:

  1. Olá Joyce, tudo bem??
    Linda demais sua resenha. Só comprovou o que eu já sabia sobre esse livro: que ele é maravilhoso e que preciso tê-lo urgentemente.

    ResponderExcluir