domingo, 8 de setembro de 2013

RESENHA: Diário da Sibila Rubra


Agora é vez de contar uma história sobre bruxas. O ano é 1902 na ilha de Santa Catarina, uma família incomum de mulheres, em meio a um Brasil jovem, vive os seus dias numa pequena cidade até que o sobrenatural resolve chutar as dobradiças das portas da normalidade e elas se veem obrigadas a usar os seus dons para sobreviverem. Esse é o Diário da Sibila Rubra: O Retorno das Bruxas.

"Acredite e não tenha medo; Faça o seu que a magia acontece; Enxergue primeiro que depois aparece."

Semana passada eu fiz a resenha do surpreendente Clube dos Imortais, pois bem, agora aproveitando o mundo criado pelo autor Kizzy Ysatis, vamos falar sobre este livro que bebe da mesma imaginação para o fantástico e  o sobrenatural. Como já dito na resenha anterior, o Diário da Sibila Rubra se passa antes do da história do Clube (exatos 100 anos antes) e serve para contar mais, a nós leitores, a respeito das bruxas conhecidas como Sibilas Rubras, que são apresentadas durante a história do Clube dos Imortais.

O ENREDO

O livro consiste quase inteiramente do diário de Elaine Voltaire em sua juventude na Ilha de Santa Catarina com a sua família, ela é a primeira filha de uma sequência de sete irmãs e um menino, Thomas, seu meio-irmão. Vivian, a matriarca da família, educa todas as meninas na arte da bruxaria de forma escondida, e eventualmente ajuda os moradores da cidade quando algum pequeno problema ocorre na cidade onde vivem.

As Sibilas Rubras são uma antiga ordem de profetizas de origem grega, conhecidas pelos seus dons para a magia e previsão do futuro. Quando uma descendente das Sibilas Rubras alcança o status de matriarca, que simboliza a responsabilidade e o poder máximos dentro da ordem, seus cabelos se tornam imediatamente ruivos. Um vermelho vivo que dá o nome a estas bruxas.

Elaine vive uma paixão platônica pelo seu meio-irmão, ao mesmo tempo que se vê tendo de disputar o cargo de matriarca da família com a sua irmã Dinah. E junto de tudo isso, uma bruxa voltada a magia negra começa a ameaçar a ilha, o que obriga a jovem Elaine a se unir a uma criatura ainda mais terrível e poderosa para se sair vitoriosa. Esta criatura se chama Luar, o Vampiro Luar.

A AVALIAÇÃO

Depois de ter lido o Clube, eu fiquei ansioso para ler esta obra e descobrir mais sobre as Sibilas rubras (em especial pelo final do Clube dos Imortais), e posso garantir, cada página vale o tempo gasto.

Eu já disse várias vezes que não é preciso ter lido o primeiro livro para se entender a história apresentada neste, mas se você já o fez, a leitura se torna muito mais prazerosa por podermos ver o passado de alguns personagens do Clube. E vocês não têm noção de como a minha admiração pelo Luar aumentou com esta história, ele é aquele personagem que se nota a sua fodelasticidade a medida que ele usa e abusa dos outros para chegar nos seus próprios objetivos.

Novamente eu venho aqui questionar um pouco a estrutura narrativa do autor, que dessa vez, apesar de não ser exageradamente descritiva, se torna um pouco confusa com tantas idas e vindas no passado, presente e futuro da história. Nada que comprometa a compreensão da trama, mas sem dúvidas é um pouco broxante para um leitor casual como eu.

O final do Diário da Sibila Rubra é sensacional, como uma batalha épica de magia e criaturas sobrenaturais. E uma reviravolta que te faz voltar a ler alguns capítulos do livro para realmente acreditar que o autor conseguiu montar a trama de tal maneira que cuminasse, sem pontas soltas, com o final apresentado.

A capa em relevo e o design escurecido (ao contrário da primeira edição do Clube dos Imortais) serve para coroar esta obra literária, e dar forma ao design que estará presente na Trilogia Leão Negro. Eu não digo que este livro é melhor que o Clube, mas no mínimo está em pé de igualdade.

As lindas aberturas de capítulos do Kizzy!

O RESUMO

Autor: Kizzy Ysatis
Editora: Novo Século
Numero de páginas: 256
Ano de lançamento: 2008
Compre: Livraria Cultura
Nota: 10/10


O Luar é um canalha, mas é foda!

20 comentários:

  1. Acho que já vi está capa alguma vez. A resenha e a história deste me chamou mais atenção do que a do Clube, talvez seja porque eu tenho uma fascinação por magia, feitiço e consequentemente bruxas. Fiquei aqui curiosa para saber mais sobre esses ensinamentos, e achei muito criativo essa história do cabelo que é até bem retratado na capa. Vou anotar esse aqui na minha listinha.
    Abraços,
    Raquel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raquel, obrigado por acompanhar estas duas resenhas, o autor desses livros vale a sua curiosidade, confie em mim :)

      Este livro se foca inteiramente nas bruxas, e os feitiços são sempre através de poemas de invocação. É uma forma de escrita muito linda e atraente.

      Isso pra não falar no bônus de se ter aberturas de capítulos com trechos do Poe, Castro Alvez, Machado de Assis... é tudo lindo e maravilhoso hahahah

      Excluir
    2. Nossa fiquei ainda mais curiosa agora! Poemas de invocação, geralmente em séries ou filmes o pessoal fala umas frases sem graça "Água venha a mim" kkk eu acho graça.
      Gosto muito quando ter abertura nos capítulos, imagino como esse livro deve ser tudo isso mesmo!

      Excluir
    3. Que legal essas aberturas de capítulos. Já ouvi falar desse livro. Aliás, eu gostei do enredo... mesmo sem nunca ter lido um livro que fale de bruxas.

      Excluir
    4. Adorei isso de ter trechos de autores tão fantásticos. Sou muito fã do Edgar Allan Poe <3

      Excluir
    5. Cris, isso foi o que eu achei mais interessante. É como se tivéssemos vários livros dentro de uma única obra. Acho que isso só fez enriquecer o livro. Além de fazer "homenagens" a grandes nomes da literatura nacional e internacional. Beijos!

      Excluir
  2. Sou apaixonada por histórias de bruxas, então esse é mais interessante para mim que o primeiro da série.
    Adorei a citação na foto final. E me fez pensar: Um vampiro com asas? O.o isso sim é algo que não vemos em muitas histórias.
    Eu ainda quero ler o Clube dos Imortais, e em seguida lerei esse.
    Mas com tanto livros para ler, não creio que conseguirei fazê-lo ainda este ano.

    ResponderExcluir
  3. Renan,gostei muito das indicações que você tem dado para o blog... para mim é completamente novo esse mundo 'fantástico-brasileiro' (tanto clube dos imortais quanto furia lupina)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Marcos. Acho interessante dar essa oportunidade para que nós, leitores, possamos conhecer autores da nossa terra. É importante dar esse incentivo. O autor me parece ser realmente bom.

      Excluir
    2. Logo mais virá uma resenha de uma trilogia fantástica-medieval brasileira, aguardem e obrigado pelos comentários :)

      Excluir
    3. Renan, nós é que agradecemos por você estar trazendo essas resenhas. Opa! Vou aguardar essa resenha da trilogia. Abraço!

      Excluir
    4. Já guardando a resenha dessa trilogia :)

      Excluir
  4. Gostei da resenha, mas permita-me fazer uma observação...

    Você falou que cada página vale o tempo "gasto". Eu diria que a palavra certa seria "investido".

    #ficaadica

    Abraço!

    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs
      Pois é. Sempre é bom investir nosso tempo em leitura. Nas férias é o que eu mais faço.
      hahaha

      Abraço!

      Excluir
  5. Mais um que fiquei com vontade de ler!! O fato de ser escrito em forma de diário foi o que mais me conquistou. (Me lembrou Drácula: O Vampiro da Noite, que eu amo demais)
    Parabéns pro Renan, por mais um livro tão bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, também gosto de livros escritos dessa forma. É como se virássemos "cúmplices" da história. Não conhecia o autor, mas parece ser muito competente e original.

      Excluir
    2. Exatamente! Pelas resenhas e pela premissa do livro parece mesmo :)

      Excluir
  6. Lá vou colocando mais um livro no meu skoob, eu fiquei fascinada pelo Luar na sua resenha do outro livro do autor e agora fiquei mais curiosa ainda, imaginando aqui a situação de sentir uma coisa a mais pelo seu meio-irmão o.O

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser no minimo muito estranho '-' Também já entrou pra lista dos meus desejados!

      Excluir