quarta-feira, 18 de setembro de 2013

O Exorcista‏.


Nem fazia ideia que era o quadragésimo aniversário do filme, recebi um e-mail agora da Editora Agir falando que está lançando uma edição comemorativa do livro O Exorcista, com um capítulo inédito.
E ali no final podem ver que eles abriram uma brincadeira valendo exemplares. =)
 
O mal toma várias formas. E a literatura e o cinema parecem se desafiar a criar inúmeras personificações desse mal. Seja com monstros, formas deformadas de nós mesmos, ou demônios, a indústria do entretenimento sempre foi bem-sucedida em representar a essência do nosso lado mais reprovável.
O exorcista, no entanto, conseguiu ultrapassar esse limite.
Inspirado em uma matéria sobre o exorcismo de um garoto de 14 anos, o escritor William Peter Blatty publicou em 1971 a perturbadora história de Chris MacNeil, uma atriz e mãe que está filmando em Georgetown e sofre com as inesperadas mudanças de comportamento de sua filha de 11 anos, Regan. Quando a ciência não consegue descobrir o que há de errado com a menina e uma nova personalidade demoníaca parece vir à tona, Chris busca a ajuda da Igreja no que parece ser um raro caso de possessão demoníaca. Cabe a Damien Karras, um padre da universidade de Georgetown, salvar a alma de Regan, enquanto tenta restabelecer sua fé, abalada desde a morte de sua mãe.
 Em O exorcista, Blatty conseguiu dar ao demônio a sua face mais revoltante: a corrupção da alma de uma criança. A jovem Regan é, ao mesmo tempo, o mal e sua vítima. Ela recebe a pena e a revolta dos leitores e espectadores em doses equivalentes e, mesmo quarenta anos depois, seu sofrimento e o abismo entre o que ela era e o que se torna continuam nos atormentando a cada página, a cada cena. Até, enfim, descobrirmos que não se trata apenas de uma simples história sobre o bem contra o mal. Ou sobre Deus contra o demônio. Mas sobre a renovação da fé.

---

Se você se considera um bom desenhista, não deixe de participar do concurso de desenho do DesenhoOnline.com e coloque todo esse horror em traços, podendo ganhar exemplares!

14 comentários:

  1. É agora que eu morro de inveja de quem desenha u.u
    Sempre quis saber desenhar, mas meu dom com as artes é outro.
    Sou louca por esse livro desde que descobri sua existência.
    Como fã assumida de filmes de terror, tendo O Exorcista no topo, é impossível não me sentir atraída pelo livro.

    ResponderExcluir
  2. Ah, que injustiça com quem não sabe desenhar. Fiquei tão curioso pra ler esse livro. Já assisti ao filme e, sem dúvida, é o melhor filme de terror de todos os tempos. Excelente!
    Queria muito o livro, mas com essa forma de concurso...

    Enfim, boa sorte aos desenhistas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca fui muito fã de filmes assim, por isso essa notícia não me deixou tão animada. Mas adoro essas ideias da editora, boa sorte para quem vai participar!
    Abraços,
    Raquel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não sou. Só assisti um filme de terror na vida, e tenho pesadelos com ele até hoje haha.

      Excluir
    2. Pois eu sou fã de terror e suspense. É o meu gênero predileto. De tanto assistir, meu corpo acaba "travando" no momento do susto e nem sinto nada. Já me acostumei com os truques desse tipo de filme.

      Excluir
    3. Os filmes que vi do gênero fui forçada, porque se fosse por opção não teria visto nenhum. Mas respeito que curti, é importante que cada um tenha a sua opinião e os seus gostos e interesses.Imagine se todo mundo gostasse da mesma coisa? Fico feliz que tenha outros gêneros.

      Excluir
    4. Por mais toscos que sejam os efeitos, simplesmente não consigo ver. Concordo com a raquel, ainda que tem outros gêneros.

      Excluir
    5. Esse filme foi, além de tudo, revolucionário (no meu ponto de vista). Conseguiu ser muito assustador, sem ter tanta tecnologia na época. A parte em que Regan gira o pescoço é uma das mais assustadoras do cinema.

      Excluir
    6. Isso é verdade! Depois de tanto tempo, o filme ainda continua ganhando fãs, mesmo com a tecnologia avançada. Essa cena do pescoço é bizarra, eu nunca cheguei a ver de fato só na propaganda e nos programas de humor hahaha

      Excluir
    7. rsrsrs
      É uma cena que, nitidamente, foi feita com um boneco. Mas o que mais impressiona é o clima, a maquiagem, o cenário...

      Excluir
  4. Nunca li um livro de terror/suspense/o que for... Estava querendo ler pelo menos algum desse estilo,quem sabe não seja esse? Mas sobre esse estilo já vi ótimas recomendações de Stephen King, então acho que vou começar por esse autor mesmo.

    Marcos Túlio - http://teorialiteral.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo mais terão resenha do mestre do horror, Lovecraft. Aguarde :)

      Excluir
    2. Renan, já ouvi falar desse cara.
      H.P. Lovecraft.
      Dizem que ele revolucionou o gênero. Vou aguardar, sim.
      Abraço!

      Excluir
  5. Eu sou uma péssima desenhista, mas também de qualquer forma não iria participar. Porque sou fraca feat. medrosa e iria ficar com a história na cabeça por dias.
    Boa sorte pra quem for participar :)

    ResponderExcluir