sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Cine FB. - Para Sempre Cinderela.



Olá. Hoje vim falar de um filme de 1998 que possivelmente se você assistiu televisão em alguma época da sua vida deve conhecer: Para Sempre Cinderela.
Admito que já assisti esse filme muitas e muitas vezes, eu o acho super fofo e não tem como não gostar da Danielle como Cinderela, pois não é no enredo do filme aquelas garotas que ficam só choramingando pelos cantos.

Sinopse:
A rainha da França solicita a presença dos Irmãos Grimm no palácio e lhes conta que gosta muito da obra deles, mas que ficou espantada em como foi contada a história de Gata Borralheira. Assim, decide lhes narrar o que realmente aconteceu na França do século XVI, quando Danielle de Barbarac (Drew Barrymore), sua tataravó, que ficou feliz aos oitos anos quando seu pai (Jeroen Krabbé), um aristocrata viúvo, se casou novamente com uma baronesa (Anjelica Huston), pois assim ela ganhou uma mãe e duas irmãs no mesmo dia. Mas a sonhada felicidade durou muito pouco, pois logo depois seu amado pai morreu subitamente e a madrasta, que ela desejava que fosse a mãe que nunca tivera, passa a tratá-la como uma criada. Uma das filhas da baronesa é bondosa e não concorda com várias atitudes da mãe, mas por outro lado a outra filha é bastante egoísta e só pensa em se casar com o príncipe herdeiro (Dougray Scott). Para isto ela tem total apoio da mãe, que está disposta a conspirar, mentir e fazer o necessário para ver sua filha como a futura rainha. Mas ela precisa agir rápido, pois o príncipe conheceu Danielle e os dois estão apaixonados, com os sonhos de grandeza da baronesa podendo serem frustrados, pois sua enteada e o príncipe estão sendo aconselhados por ninguém menos que Leonardo da Vinci (Patrick Godfrey).

Danielle conhece o príncipe quando vai salvar seu empregado, o comprando de volta, e pelas respostas rápidas e não normais a serem dadas a um príncipe, ele acaba se interessando pela garota.
Mas por estar se passando por alguém rica para comprar o empregado, Danielle não pode contar seu verdadeiro nome, por isso se faz passar por sua mãe que já faleceu.
Nisso começa toda a história deles se encontrando por acaso e depois escondidos, o príncipe ficando mais confuso com o comportamento dela e a baronesa cada vez suspeitando mais de Danielle.
O que me faz gostar tanto desse filme, mesmo sendo incrivelmente simples é a própria Danielle, como tudo bem: ela saiu de filha rica para empregada e sobreviveu, ela comprou o empregado de volta mesmo se arriscado, ela furtou as suas próprias joias, se escondeu e ainda encarou muitas pessoas mesmo passando vergonha. É legal ver uma história de Cinderela em que tudo não fica para o príncipe fazer.
É claro que gostei do lance do Leonardo da Vinci de amigo e também impliquei com o príncipe. Toda essa coisa de príncipes não saberem como o mundo funciona além do palácio me incomoda. u.u Eles acabam sendo bobos de mais.

Classificação: 10/10.


9 comentários:

  1. Olá, Cath.
    Já assisti a esse filme também. Achei até interessante. Um pouco diferente da história da Cinderela que estava habituado.
    Beijos!!!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando assisti pela primeira vez, ainda era criança e acho que por isso que não gostei. É bem diferente da original mesmo, mas assistindo agora, eu gostei bastante!

      Excluir
    2. Já assisti umas duas vezes na Sessão da Tarde. Confesso que acho um bom filme, mesmo sendo conto de fadas.

      Excluir
  2. Eu já assisti esse filme várias vezes, mas já faz algum tempo, então não lembro direito da história... Mas vendo um trailer deu vontade de assistir de novo :)

    ResponderExcluir
  3. Eu acho esse filme um amor, apesar da Cinderela não ser minha princesa favorita a história dela é encantadora, e com o enredo do filme fica ainda mais gostoso de ver. Eu concordo com você, como se príncipes vivessem em uma bolha, mas acho que hoje em dias os autores já estão modificando esse jeito de ver o reino aos olhos dos mocinhos.
    Abraços, Raquel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso que adoro releituras de contos de fadas! Neles geralmente os príncipes não são tão "bobos".

      Excluir
    2. Nas releituras eu gosto quando os autores exploram o lado corajosa das mocinhas, pra mostrar que as mulheres sabem se virar sozinhas!

      Excluir
  4. Eu já vi este filme bem umas 10 vezes e simplesmente o adoro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Awnnnn adoro esse filme e não me canso de assistir... Um dos melhores que eu já assisti sobre o meu conto de fadas favorito.

    ResponderExcluir