sexta-feira, 31 de maio de 2013

Resenha A Culpa É Das Estrelas.

A Culpa é das Estrelas 

Título: A Culpa É Das Estrelas.
Autor: John Green.
Editora: Intrínseca.
Numero de páginas: 288.
Ano de Lançamento: 2013.
Compre: Submarino. - Saraiva. - Americanas. - ShopTime.

Sinopse:
A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.

Opinião:

Acabei me rendendo a ler esse livro que eu só ouço elogios bons, eu li no mês 02/2013, mas como estava cheia de resenhas para vocês ele só chegou agora ao blog, o que eu achei até bom, porque quem não olhava blogs naquela época pode agora saber sobre ele.
Hazel Grace tem câncer, ela tem que andar sempre com oxigênio, pois não respira sem ele, o máximo que ela consegue é alongar o tempo de vida, mas já é fato que um dia essa parte dela vai vencer e ela irá morrer.
Mesmo assim ela vai para a faculdade e sua mãe a obriga a ir num Grupo de Apoio para Crianças com Câncer, é em um desses dias que ela conhece Augustus, o Gus, ele teve câncer anteriormente e perdeu uma parte da perna. Nesse grupo você conhece Isaac, que já havia perdido um olho para o câncer e agora irá perder o outro, ele é o melhor amigo de Gus.
Esqueça Um Amor Para Recordar, esse livro não é desse gênero, ele não é somente um romance, ele retrata o que as crianças com câncer passam.
Gus deseja fazer algo grandioso, como salvar o mundo para assim se lembrarem dele, já Hazel quer que menos pessoas se lembrem dela, assim menos irão sofrer.
Você vai acompanha-los nos bons momentos e nos ruins, quando estão se apaixonando e também quando estão sem conseguir ir nem no banheiro.
Gus doa seu ultimo desejo (uma espécie de organização que ajuda crianças com cancer a realizar um desejo, paga para eles) para Hazel ir conhecer o Peter, autor do seu livro preferido que de acordo com ela retrata o câncer de maneira real.
Acontece que Peter não é nada como ela imaginou, mas a viagem vale a pena por outros motivos, e eu sei que certas pessoas não gostaram da viagem, mas eu achei indispensável.
Eu chorei com o livro, mas tem pessoas como a Alex que não derramaram uma lágrima (insensível -q), ele é lindo, pois você sente a realidade dele, não é aqueles romances de novela, é real, é sensível e é bom ao mesmo tempo que você lida junto com eles com o câncer, que mesmo sendo uma parte deles é ruim, está matando.
Eu ganhei mais do que eu esperava do livro, imaginava que seria algo mais para o romance e menos para a doença e você recebe as duas coisas misturadas de um jeito fantástico.

Personagens.
Hazel Grace: ela é tão humana que não tem como não gostar dela, está fazendo o melhor que pode para lidar com as situações que aparecem ao mesmo tempo que tenta preservar as pessoas ao redor.
Augustus: Gus é um charme, todo seu jeito, as suas necessidades e a maneira como age, é impossível não gostar dele.
Isaac: ele demonstra como é difícil quando alguém que você ama deixa você porque está doente e não quer lidar com isso. Eu não acho que não conseguir aguentar seja desculpa para deixar alguém.
Peter: esse é a surpresa do livro, Peter não é nada do que você espera no começo.

Escrita: o livro é pelo ponto de vista da Hazel e ela ao mesmo tempo que é criança é culta, então a escrita é muito boa.

Capa: essa capa vem para comprovar que uma capa simples pode ser encantadora a sua própria maneira.

Enredo: muito bem feito, ótimo. Sei que tem pessoas que reclamaram do final, mas eu achei totalmente coerente e a própria Hazel explica ele no decorrer do livro.

 — Hazel Grace — ele disse — você está linda.
— Eu — falei. Fiquei achando que o resto da frase surgiria só por ter
ar passando pelas minhas cordas vocais, mas nada aconteceu. Por fim, acabei dizendo: — Estou me sentindo mal vestida.
— Ah, essa coisa velha? — ele falou, sorrindo para mim. 

9 comentários:

  1. Oie :)

    Nossa eu já li ACEDE e na época fiquei doido pelo livro dei 5 estrelas favoritei no Skoob e talz.. hoje vendo por um novo ângulo percebi que o livor não é isso tudo o que as pessoas falam, beijos :D

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  2. Nota DEEEEEEEEEZ
    \o/
    To começando a te amar um pouquinho, mas só um POUQUINHO pq ainda não me recuperei da nota da Belle hahahah

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é lindo mesmo bem eu estou na classe dos insensíveis não chorei no livro e nem no filme Amor pra recordar rsrs, tá que eu me lembre só chorei em dois filmes na minha vida toda hehe

    bjos

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo fala o quanto esse livro é ótimo e maravilhoso, mas não sei se leria. Não gosto muito de dramas e histórias tristes, principalmente envolvendo crianças e câncer. Se eu chegasse a ler, seria só pela capa, acho que ela é muito linda! E também pra entender o porquê daquele Okay que todo mundo cita em relação ao livro.

    ResponderExcluir
  5. Devo ser uma das poucas pessoas que não leram esse livro ainda, e tem um tempinho que não tinha lido uma resenha e agora me deu vontade de chorar e ler, até porque acabei de ler um livro que também falava de câncer que me emocionou. Espero conhecer eles dois e toda essa história em breve, fiquei curiosa com a viagem ao autor, é a primeira vez que ouço falar dessa cena.

    Abraços,
    Raquel - Viajando com Livros.

    ResponderExcluir
  6. Eu já vi muita gente falando MUITO bem desse livro, mas nenhuma resenha dele me chama atençao, acho que sou um pouco insensivel tambem...mas eu gosto da capa

    ResponderExcluir
  7. Acho que sou um pouco dramática, pois eu gosto desse tipo de livro :/ ACEDE é simplesmente lindo, apesar de eu preferir o livro Antes de morrer. Além disso, foi o único livro que eu gostei do John Green.

    ResponderExcluir
  8. Esse livro parece ser meio triste... :(

    ResponderExcluir
  9. Li este livro e amei a historia, sorri mto e chorei tbm , porém este livro nos dá uma longa lição de vida, todos deveriam ler!

    ResponderExcluir