quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Trechos De Um Livro... - Divergente.


No segundo que eu coloco a cabeça no travesseiro, a porta do dormitório se abre, e pessoas entram no quarto com lanternas. Eu sento, quase batendo a cabeça no beliche acima de mim, e eu olho através do escuro para ver o que está acontecendo.

- Todo mundo de pé! - Alguém ruge. Uma lanterna ilumina a parte de trás da sua cabeça, fazendo os anéis em suas orelhas brilharem. Eric. Cercando-o há outros Destemidos, alguns deles que eu já vi na Caverna, alguns que eu nunca vi antes. Quatro está entre eles.

Seus olhos se movem para os meus e ficam ali. Eu encaro de volta e esqueço que ao meu redor os transferidos estão saindo de suas camas.

- Ficou surda, Careta? - exige Eric. Eu saio do meu torpor e deslizo debaixo dos meus cobertores. Eu estou feliz que esteja completamente vestida, porque Christina, para próxima ao nosso beliche usando somente uma camiseta, suas longas pernas nuas. Ela cruza seus braços e encara Eric. Eu desejo, de repente, que eu pudesse encarar alguém tão audaciosamente usando poucas roupas, mas eu nunca seria capaz de fazer isso.

- Vocês tem cinco minutos para se vestir e nos encontrar nos trilhos - diz Eric. - Nós vamos para outra viagem de campo.

Eu enfio meus pés dentro dos meus tênis e corro, estremecendo, atrás de Christina no caminho para o trem. Uma gota de suor rola na parte de trás do meu pescoço conforme nós corremos pelas trilhas ao longo da parede da Caverna, empurrando membros passados na nossa subida. Eles não parecem surpresos em nos ver. Eu me pergunto quantas pessoas correndo freneticamente eles veem numa base semanal.

Nós chegamos aos trilhos logo após os iniciantes nascidos-Destemor. Próximo ao trilho há uma pilha negra. Eu consigo ver um conjunto de grandes barris de armas e proteção de gatilho.

- Nós vamos atirar em algo? - Christina assobia na minha orelha.

Próxima à pilha, estão caixas que parecem munição. Eu me aproximo para ler uma das caixas. Está escrito “PAINTBALLS.”

Eu nunca ouvi algo assim antes, mas o nome é autoexplicativo. Eu dou risada.

- Todo mundo agarre uma arma! - grita Eric.

Nós corremos em direção à pilha. Eu estou mais próxima a ela, então eu pego a primeira arma que eu acho, que é pesada, mas não pesada demais para mim carregar, e eu pego uma caixa de paintballs. Eu enfio a caixa no meu bolso e lanço a arma nas minhas costas então a alça cruza o meu peito.

- Tempo estimado? - Eric pergunta a Quatro.

Quatro verifica o seu relógio. 

- A qualquer minuto agora. Quanto tempo vai levar para você memorizar o horário do trem?

- Por que eu deveria, quando eu tenho você para me lembrar? - diz Eric, empurrando o ombro de Quatro.

Um círculo de luz aparece à minha esquerda, muito longe. Ele fica maior conforme se aproxima, brilhando contra o lado do rosto de Quatro, criando uma sombra na cavidade abaixo da sua bochecha.

Ele é o primeiro a entrar no trem, e eu corro atrás dele, não esperando por Christina, ou Will ou Al me seguirem. Quatro se vira quando eu caio em passos largos ao lado do carro, e estende uma mão. Eu agarro seu braço, e ele me puxa para dentro. Até mesmo os músculos do seu antebraço são firmes, definidos.

Eu largo rapidamente, sem olhar para ele, e sento-me do outro lado do carro.

Uma vez que todos estão dentro, Quatro fala.

- Nós seremos divididos em dois times para jogar capture a bandeira. Cada time terá uma mistura de seis membros, iniciantes nascidos-Destemor, e transferidos. Um time irá sair primeiro e achará um lugar para esconder a sua bandeira. Em seguida, o segundo time irá descer e fazer o mesmo.

O carro balança, e Quatro agarra o vão da porta para equilíbrio. 

- Esta é uma tradição Destemor, então eu sugiro a vocês levá-la seriamente.

- O que nós ganhamos se vencermos? - Alguém grita.

- Não parece o tipo de pergunta que um Destemido perguntaria - diz Quatro levantando uma sobrancelha. - Você ganha, é claro.

- Quatro e eu seremos os líderes dos times - diz Eric. Ele olha para Quatro. - Vamos dividir os transferidos primeiro, não?

Eu inclino minha cabeça para trás. Eles vão nos escolher, eu serei escolhida por último; eu posso senti-lo.

- Você primeiro - Quatro diz.

Eric dá de ombros. 

- Edward.

Quatro inclina-se contra o vão da porta e acena. A luz da lua faz os seus olhos brilharem. Ele olha o grupo de transferidos brevemente, sem cálculos, e diz:

- Eu quero a Careta.

Uma corrente fraca de risadas enche o carro. Calor corre pelas minhas bochechas. Eu não sei se deveria ficar brava com o fato das pessoas rindo de mim ou lisonjeada pelo fato dele ter me escolhido primeiro.

- Tem algo a provar? - pergunta Eric, com seu sorriso registrado. - Ou você está escolhendo os mais fracos para no caso de você perder, você terá alguém para botar a culpa?
 
Quatro dá de ombros. 

- Algo assim.

11 comentários:

  1. Nossa adorei :D

    Divergente foi escolhido no você escolhe aqui no meu blog e estou muito empolgado para ler ainda mais depois desse trecho !

    euvivolendo.blogspot.com ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo esse livro por isso que acho que todo mundo devia ler. haha.

      Excluir
    2. Nossa Cah, nem fale isso. Sou louca por este livro!

      Excluir
  2. Esse livro me chamou a atenção logo de cara devido ao grande marketing utilizado nele e o trecho acima me atraiu bastante.
    Fiquei super curiosa para ler.
    bjs

    entrepaginasesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa esse livro tem uma capa maravilhosa, todas as resenha que eu li sobre ele eram só elogios e esse trecho é simplesmente demais!!!

    Estou doida pra ler...

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oieee..Lendo um trecho dele assim, deu vontade de ler o restante.

    ResponderExcluir
  5. Eu sou louco para ler esse livro, eu acho livros distópicos maravilhosos e Divergente parece ser um dos melhores. Adorei esse trecho, me deixou com vontade :{

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ler este livro, ele é lindo e a história me ganhou!

    ResponderExcluir
  7. Incrível como este livro está fazendo sucesso!
    Deve ser pelo menos interessante, embora eu ache que não faz muito "meu tipo" :D

    ResponderExcluir
  8. OMG! Fiquei mais curiosa ainda pra ler essa distopia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, amo distopias! E também estou super curiosa para ler!

      Excluir