segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Resenha Feios.


Autor: Scott Westerfeld.
Editora: Galera Record.
Numero de páginas: 415.

Eu esperei tanto para ter Feios e ganhei de aniversário da Pupys (Pamella a colunista aqui do blog) e talvez por ter esperado algo maior eu me decepcionei um pouco.
Nesta distopia quando chega na idade de 16 anos você sofre uma operação para se transformar lindo, no caso perfeito, imagine ter uma pele lisinha e macia, dentes que não lhe dão problemas e aqueles cabelos de atrizes de cinema, lá todos tinham, com exceções dos poucos em que a operação não adiantava.
O livro conta a história de Tally que depois de dizer adeus ao seu melhor amigo espera sua operação ansiosa para poder se juntar a ele na cidade de Nova Perfeição, onde só os perfeitos ficam, até que ela conhece Shay que resolve fugir para não ter que passar na operação.
Tally fica, mas acontece que não deixam ela ser operada, deve primeiro encontrar a Fumaça (onde ficam os fugitivos) e quando estivesse nela usar um pingente para comunicar a cidade, depois de se debater entre certo e errado Tally vai atrás da Fumaça com as pistas que Shay deixou.
Até Tally chegar na Fumaça eu achei o livro bem chatinho, mas a partir daí começa a ficar bom, isso é lá pela metade.
Shay fica animada que Tally chegou, o que não dura muito, pois o namorado dela, David, acaba encantado por Tally, agora ela tem que decidir se os entrega ou não.

Classificação: 07/10.

Personagens:

Tally: Ela começa muito fútil, mas também entendo o lado dela, quem não quer se tornar perfeito? Se eu pode-se me tornava e se não tivesse medo de operações com esses médicos malucos que temos hoje em dia. Só chegando na Fumaça que ela começa a ver as coisas por outro angulo, mas devo dizer que se não fosse por uma unica revelação que tem eu não veria atrativo em continua feia.
Shay: Shay para mim é extremamente chata, eu não gostei dela do inicio ao fim, mas ela é útil para a história.
Paris: É o melhor amigo de Tally que já virou um Perfeito, conhecemos pouco dele, além do fato que ele é lindo e antigamente adorava aprontar, mas acho que nos próximos livros ele deve ter um papel mais ativo.
David: É o personagem preferido, ele vê o mundo da maneira dele e ele tem um jeito ótimo de demonstrar como é bom ser único, também é o que mais parece humano, certinho, mas não chato.

Escrita: Acho que temos muita descrição no livro, mas tirando isso a escrita do autor é bem fácil de se ler.

Capa: Eu acho que combina por você poder ver as imperfeições na pele e a capa não te encanta ao contrario da capa de Perfeitos e isso teve tudo a ver, mas senti falta da Tally na capa, pois não se parece com ela.

Enredo: Feios tinha tudo para ser ótimo, mas o autor não conseguiu cativar totalmente, faltou emoção, não em brigas, mas sim em tocar o leitor.





20 comentários:

  1. Uma distopia, não é isso? Essa série me chamou a atenção assim que lançou, no entanto, eu achei que fosse de auto-ajuda e não comprei.

    clicandolivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lú, não é auto-ajuda e sim é uma distopia. O bom é que já tem toda a série lançada não tem que fica esperando.

      Excluir
    2. Nossa Lú! Serio que achou que fosse auto-ajuda? kkk Dizem que é uma distopia muito boa!

      Excluir
  2. Vi esta série em promoção algumas vezes no submarino, mas como não podia gastar fui adiando, e por fim acabei sem ter a série.
    Mesmo não sendo nota 10, ainda sinto tenho vontade de ler a série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que distopia acabam sendo criticas a sociedade e Feios trás isso, afinal quanto ligamos para a aparência? Muito neh.

      Excluir
  3. Oi Cath, tudo bem?
    Tenho curiosidade quanto a essa série, mas ainda tenho alguns receios. Mas quem sabe pra um futuro eu invista nela.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, é uma série para você investir quando não está cortejando outro livro. kkk...

      Excluir
  4. Adoro distopias! Poxa esperava bem mais deste livro, quero ler ele só para chegar em Perfeitos, pois a capa é maravilhosa!
    Estou bem acostumada com esses livros que só ficam bom na metade, o que é um desperdício.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, anda tendo bastante livros que ficam bons pela metade mesmo.
      Eu amo a capa de Perfeitos!

      Excluir
    2. Ou então livros que só ficam bom no final, esses são os que me irritam mais.

      Excluir
    3. Sim! E dai ainda te convence a compra a continuação!

      Excluir
  5. Eu tenho esse livro na minha estante mas ainda não consegui ler. Adoro distopias e essa parece ser interessante mesmo depois de ter ficando um pouco com o pé atrás por causa da sua resenha.
    bjs

    joyce
    entrepaginasesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena ler, um 7 não é um 0. shaushuahsua Eu só esperava mais dele mesmo. Mas a critica que ele tem é boa.

      Excluir
    2. Vou ler e tirar minhas conclusões.
      O ruim é que não tenho o restante da série :-(.
      Bjs

      Excluir
  6. Eu tava com mais vontade de ler este livro, mas a resenha me desanimou um pouco. Que bom. Essa é a função da resenha, né. Abrir nossos olhos para o que encontraremos. Obrigada, Cath ^^

    ResponderExcluir
  7. Tenho vontade de ler essa serie, porem ha muito comentarios negativos sobre ela.

    ResponderExcluir