sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Novidades Editora Arqueiro.



Jesus pegou a mão de Tony.
– Na jornada que está prestes a começar, você poderá escolher curar fisicamente uma pessoa, mas só uma. Assim que escolhê-la, a sua jornada chegará ao fim.
– Posso curar uma pessoa? Está me dizendo que sou capaz de curar quem eu quiser? – Na mesma hora, seus pensamentos se voltaram para o seu próprio corpo em um quarto de UTI. – Deixe-me ver se entendi. Posso curar qualquer pessoa que quiser?
Jesus se inclinou na direção dele.
– Na verdade, você não pode curar ninguém, não sozinho. Mas estarei do seu lado, e a pessoa por quem você decidir orar, eu a curarei através de você.
Um derrame cerebral deixa Anthony Spencer, um multimilionário egocêntrico, em coma. Quando “acorda”, ele se vê em um mundo surreal habitado por um estranho, que descobre ser Jesus, e por uma idosa que é o Espírito Santo.
À sua frente se descortina uma paisagem que lhe revela toda a mágoa e a tristeza de sua vida terrena. Jamais poderia ter imaginado tamanho horror. Debatendo-se contra um sofrimento emocional insuportável, ele implora por uma segunda chance.
Sua prece é ouvida e ele é enviado de volta à Terra, onde viverá uma experiência de profunda comunhão com uma série de pessoas e terá a oportunidade de reexaminar a própria vida. Nessa jornada, precisará “enxergar” através dos olhos dos outros e conhecer suas visões de mundo, suas esperanças, seus medos e seus desafios.
Na busca de redenção, Tony deverá usar um poder que lhe foi concedido: o de curar uma pessoa. Será que ele terá coragem de fazer a escolha certa?
****
“Se A cabana tocou seus corações, A travessia não irá decepcioná-los. Embora este livro não seja uma continuação daquele, ele segue o mesmo estilo e gênero.
Esta é uma história sobre as escolhas que fazemos e a maneira imprevisível como elas afetam não só a nossa vida, mas também o coração e o mundo das pessoas à nossa volta. É sobre sermos convidados pelas circunstâncias a examinar quem somos e, talvez, a abraçar as escolhas que fizemos e suas consequências – em vez de fugir delas.
O extraordinário se esconde nas coisas mais simples, mas a maioria das pessoas está ocupada demais perseguindo ou alcançando o sucesso, sem se preocupar com o alto preço que terá de pagar, sacrificando os relacionamentos e aquilo que realmente importa em nome de ilusões.
Como A cabana, espero que A travessia toque o que existe de mais profundo em você, que o incentive a ter conversas sinceras sobre a vida, Deus e o amor. E que consiga curar parte do que este mundo e as circunstâncias possam ter danificado no precioso milagre que é a sua alma. Vamos torcer juntos para que sim.”


Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se mudaria de Nova York, não se apaixonaria novamente e nunca teria filhos.
Mas agora ele está prestes a se casar com Lexie Darnell e aguarda a chegada da primeira filha, enquanto conduz a reforma de sua nova casa na pequena cidade de Boone Creek, na Carolina do Norte.
Em meio a tantas mudanças, Jeremy luta para reencontrar o equilíbrio pessoal e profissional ao lado da mulher que o fez mudar todos os seus planos. Quando tudo parece estar entrando nos eixos, Jeremy recebe um misterioso e-mail que dá início a uma série de acontecimentos que irão testar a força dessa paixão.
Atormentado pela ideia de estar sendo traído, vivendo uma crise criativa que o impede de trabalhar e angustiado com a gestação complicada de Lexie, ele não poderia imaginar que o pior – e o melhor – ainda estava por vir.
À primeira vista captura toda a incerteza, a tensão e a angústia da vida desse jovem casal, mas também retrata o romantismo, o companheirismo, a descoberta e o amadurecimento que só o verdadeiro amor pode proporcionar.
****
Jeremy Marsh é um homem descrente. Colunista da revista Scientific American, dedica-se a desmascarar fenômenos considerados sobrenaturais. Certo dia, suas investigações o levam a Boone Creek, uma cidadezinha hospitaleira na Carolina do Norte. Ele iria investigar as luzes fantasmagóricas que apareciam regularmente no cemitério local, para uma matéria importante para sua carreira.
Mas, ao conhecer Lexie Darnell, a romântica bibliotecária da cidade, tudo muda muito rapidamente: seus dias, suas dificuldades, suas prioridades e, por fim, ele mesmo.
O caminho de Jeremy é cheio de questionamentos e angústias. E-mails anônimos semeiam dúvidas na sua vida de recém-casado e todas as mudanças exigem adaptações e amadurecimento.
Pouco a pouco, À primeira vista nos conduz a uma verdade imutável: o amor verdadeiro tem um poder único, capaz de transformar profundamente, de ferir e de curar.
Entre o sofrimento e a alegria, a redenção. E a descoberta de que o que dá sentido à vida é o amor: só quem ama – e sofre – pode dizer que está de fato vivo.



Diante de uma tragédia, quatro homens se confrontam com suas esperanças, fé e papel de pai. Será que uma situação extrema é capaz de ajudá-los a se aproximar de Deus e de seus filhos?
Como policiais, Adam, Shane, Nathan e David enfrentam bravamente gangues violentas e o tráfico de drogas na cidade de Albany. No entanto, o maior desafio de sua vida não está nas ruas, mas dentro de casa.
A relação de cada um desses homens com a esposa e os filhos está ruindo, mas nenhum deles faz nada para resolver a situação. Apenas quando uma tragédia se abate sobre Adam é que eles percebem que precisam mudar seu comportamento e reconquistar a confiança de suas famílias.
Com a fé abalada, Adam começa a estudar a Bíblia para descobrir o que Deus espera dele como pai e o que deve fazer para se tornar uma pessoa melhor. Assim, descobre nas palavras de Jesus a sua verdadeira missão: deixar um legado positivo para seu filho e ajudar outros pais a colocar a família em primeiro lugar.
Tocado por esse aprendizado, Adam inspira seus amigos a assinar um documento comprometendo-se a ser pais e maridos mais presentes. A “Resolução” acaba tomando uma proporção maior do que o imaginado e se tornando um valioso instrumento para transformar centenas de vidas.
Baseado no filme homônimo de Alex e Stephen Kendrick, Corajosos mostra como a relação com os pais pode marcar profundamente – para o bem ou para o mal – a vida de uma pessoa.
****
Adam Mitchell é um policial muito dedicado, mas, por dar demasiada atenção ao trabalho, acaba deixando a família em segundo plano. Embora ainda ame a esposa, sua relação com ela está cada vez mais distante. E ele não consegue se entender com o filho adolescente, Dylan. A única pessoa que parece ter espaço em sua vida é a pequena Emily, uma garotinha meiga e sensível.
Inesperadamente, uma tragédia faz com que a frágil estrutura dessa família fique ainda mais comprometida, e eles descobrem que precisarão buscar força uns nos outros para superar a dor e seguir em frente.
É nesse momento que Adam se volta para Deus – primeiro para questionar a justiça divina, depois, para abrir seu coração aos aparentemente incompreensíveis desígnios do Senhor.
E é com o coração aberto que ele entende seu poder de conduzir sua família no caminho da fé e de mostrar aos amigos que de nada adianta serem heróis nas ruas se forem omissos dentro de casa. Isso o leva a criar uma lista de compromissos que chama de “Resolução”.
Conheça alguns deles:
Solenemente, eu decido, perante Deus, assumir total responsabilidade sobre mim, minha esposa e meus filhos. Eu vou amá-los, protegê-los e servi-los, e vou ensinar-lhes a Palavra de Deus como líder espiritual do meu lar.
Confrontarei o mal, buscarei a justiça e valorizarei a misericórdia. Vou orar pelo próximo e tratá-lo com bondade, respeito e compaixão.
Falarei a verdade e cumprirei minhas promessas. Vou perdoar os que me ofenderem e me reconciliar com os que eu tiver ofendido.
Vou aprender com meus erros e me arrepender dos meus pecados, e caminharei com integridade, na condição de um homem que presta contas a Deus.


3 comentários:

  1. O Nicholas é meu autor queridinho do momento, adoro os romances dele, pq quando eu pego algo dele para ler eu já sei o que esperar, entao nem posso reclamar se eu chorar lendo haha

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro a diagramação da Editora Arqueiro, são ótimas em todos os livros. E amei esses lançamentos.

    ResponderExcluir
  3. Adorei as três capas! to louca para poder ler "A travessia"
    xoxo

    ResponderExcluir