sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Verdades Incompletas.



Verdades Incompletas


O que você esperava?
Um eu te amo?
Claro, vá sonhando!
Lembra quando era o inverso?
Uso as mesmas respostas vazias que você já me disse uma vez!

Eu estou cansado
O que você esta fazendo em mim?
Vasculhe sua alma
Talvez encontre um pouquinho de mim

No meio da multidão
Consigo te ver passado
É bom estar no alto
Observando tudo.

Vou dizer: vá ao inferno
No intimo você sabe
Caminha sozinho, você merece
No intimo você sabe
Você esta dos dois lados
Te vejo desabar
Como posso parar-lhe?
No intimo você sabe

Sorrisos escondendo verdades
Quantas vezes vamos cair nesta armadilha?
A imensidão nos espera
Como vamos fugir da realidade

Imagens nítidas me voltam a mente
Muitas vezes encobertas
Pelas belas frases
Como sobreviveremos?

O vazio persegue
O som da sua voz
Não adianta me enganar
Sonhos não fazem confiança!

Vou dizer: vá ao inferno
No intimo você sabe
Caminha sozinho, você merece
No intimo você sabe
Você esta dos dois lados
Te vejo desabar
Como posso parar-lhe?
No intimo você sabe

Agora a historia começa
Do meu jeito
Agora eu te pergunto
Você sabe
Isso é verdade?

O que você esperava?
Um eu te amo?
Claro, vá sonhando!
Você sabe

Você sabe
Vou dizer: vá ao inferno

Vou dizer: vá ao inferno
No intimo você sabe
Caminha sozinho, você merece
No intimo você sabe
Você esta dos dois lados
Te vejo desabar
Como posso parar-lhe?
No intimo você sabe

Letras: Flavio Haag / Carol


2 comentários:

  1. Acho que já li esses versos em outro post, ou eu ja to ficando doida. hehehe
    Mas de qualquer jeito, foram mt bem escritos

    ResponderExcluir
  2. A imagem com o peeta e a katniss deu totalmente certo com esse poema.
    Lindo!

    ResponderExcluir