quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Resenha O Morro Dos Ventos Uivantes.



Autor: Emily Bronte.
Editora: Lua de Papel.
Numero de páginas: 292.

Eu ganhei esse livro há um ou dois anos (minha mente para datas é um terror) de alguém que eu amei muito, então por isso sempre fiquei pensando se eu amei a história mesmo ou por ter ganhado dessa pessoa que amei, já que a maioria das pessoas que conheço (ou li a respeito) não gosta do livro, mas particularmente eu acho isso uma asneira (particularmente como disse, gosto é gosto e cada um tem o seu com todo o direito).
Tudo começa na fazendo que se chama Morro dos Ventos Uivantes, o proprietário tem dois filhos, um deles sendo Catherine, quando volta de uma de suas viagens trás Heathcliff com ele.
Hindley (irmão de Catherine) detesta dês do começo Heathcliff há quem o pai adora, mas Cathy não é uma garota muito meiga e boazinha.
Ela e Heathcliff crescem amigos e acaba sendo formado um grande amor entre eles, mas Cathy liga muito para aparências e depois que seu pai morre Hindley deixa claro que Heathcliff não é bem vindo colocando-o assim abaixo deles.
Quando Cathy conhece Edgar Linton vê que ele é o homem com quem deve se casar, assim terá estruturas e um nome e enquanto ela passa tempo com ele Heathcliff fica mais e mais enciumado.
Até que um dia ele ouve uma conversa de Cathy pela metade e entende que ela nunca poderia amá-lo já que ele não tem o que oferecer a ela e assim some da fazendo.
Catherine se casa com Edgar e passado alguns anos Heathcliff volta para a cidade, mas como um homem rico e volta a morar na fazenda de Hindley que agora é um bêbado inútil.
Agora eu não vou estragar a leitura de vocês contando o que acontece depois, porque é muita coisa! Digamos que amor e mágoa são coisas terríveis quando se juntam.
Eu acho lindo o amor deles, pois não importa eles terem feitos coisas horríveis, é como diz no livro Crepúsculo, a coisa de bonita que eles tem, o que salva eles é esse amor.
Imagino que algumas pessoas tenham achado o livro ruim, pois ele é intenso, não é o que se está acostumado, mas é encantador, compreende a alma das pessoas.
Nem sempre você será bom, e quando se ama não fica se analisando se está fazendo o certo ou o errado, é só sentimentos e lidando com sentimentos muitas vezes se acaba fazendo coisas horríveis e é isso que o livro mostra, como as pessoas podem não ser agradáveis, podem ser difíceis e egoístas e mesmo assim ter um sentimento tão bom e poderoso quanto o amor.
Sei que alguns aqui vão querer me matar, mas acho esse livro muito mais interessante que Romeu e Julieta, pois não trata de pessoas ilusórias que sempre farão o bem e te fazem apaixona pelos personagens, mas sim de personagens reais dos quais muitas vezes você não vai gosta, mas mesmo assim vai torcer por eles.
Uma curiosidade: até hoje não achei uma adaptação boa desse filme para o cinema, todas foram uma decepção.

4 comentários:

  1. ah eu tenho esse livro mas ainda nao pude ler ele viu

    ResponderExcluir
  2. Também amo esse livro, a história de amor de Catherine e Heathcliff é conturbado e lindo. Tem um filme de 1992 que é maravilhoso, você já viu?

    ResponderExcluir
  3. Eu comecei a ler este livro, há mt mt mt mt tempo. Não consegui terminar, mas essa nova edição é tão linda que acho que vou dar uma nova chance p ele

    ResponderExcluir
  4. Eu odeio essa capa, ela é ridicula, não tem nada a ver com o livro.
    Na verdade, eu não sou uma ótima pessoa para falar do livro pois eu não terminei de lê-lo, porque achei péssimo. Mas achei ridiculo colocar sobre Bella e Edward na capa.
    Adorei a resenha e realmente você foi a única pessoa que conheço que gostou KK

    ResponderExcluir