sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Lembranças.



Levanto um lençol nessa casa velha
Sinto as historias se espalharem
Enxergo seu sorriso como há anos
Seu perfume percorre a casa

Consigo ver tudo, cada detalhe opaco pelo tempo
Aos poucos as mentiras surgem
Empurrando-me para fora
Todo o tempo desperdiçado aparece
Mas então lembro...
Nossas brigas faziam sentido
Pois nossa historia se resume, eu amo

Às vezes amamos mais outras coisas
Amamos pertencer ao outro
Os sorrisos faziam tudo uma brincadeira

Mas corações não brincam
Corações se magoam...

Quando você partiu
Eu deixei as esperanças enterradas
Agora vasculho os destroços
Memórias mais importantes
Lhe vi aqui, lhe senti
Sinto minha alma tocando a sua

2 comentários:

  1. Versos um pouco tristes, mas muito bons.
    Tua sorte é que não ando deprimida essa semana, senão eu cortaria os pulsos e tu teria uma leitora a menos hehehe

    ResponderExcluir