quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Trechos de Livros... - A Maldição do Tigre.



“Ren se sentou diante de mim e disse:
- Boa noite, Kelsey. Dormiu bem?
- Dormi. E você?
Ele exibiu seu sorriso branco deslumbrante e assentiu levemente com a cabeça.
- Você está com algum problema? - perguntou, observando com uma expressão divertida minha tentativa de desembaraçar os cabelos.
- Não. Está tudo sob controle.
Eu queria desviar sua atenção do meu cabelo, então disse:
- Como estão suas costas e seu... braço?
Ele sorriu.
- Estão ótimos. Obrigado por perguntar.
- Ren, por que você não está usando branco? Até agora não tinha visto você com roupas de outra cor. É porque sua camisa branca rasgou?
- Não - respondeu ele. - Eu só quis usar alguma coisa diferente. Na verdade, quando mudo para a forma de tigre e volto, minhas roupas brancas reaparecem. Se eu mudasse para tigre agora e então voltasse à forma humana, estas roupas seriam substituídas pelas velhas brancas.
- Elas ainda estariam rasgadas e sujas de sangue?
- Não. Quando reapareço, elas estão limpas e inteiras novamente.
- Ah. Sorte sua. Seria bem embaraçoso se você aparecesse nu toda vez que se transformasse.
Tive vontade de morder a língua assim que as palavras saíram e corei de vergonha. Tentei encobrir minha mancada jogando o cabelo para a frente do rosto e lutando com os nós.
Ele sorriu.
- É. Sorte minha.
Puxei a escova pelo cabelo e me encolhi.
- Isso levanta outra pergunta.
Ren se pôs de pé e pegou a escova da minha mão.
- O que... o que você está fazendo? - gaguejei.
- Relaxe. Você está muito nervosa.
Ele não fazia idéia.
Colocando-se atrás de mim, Ren pegou uma mecha do meu cabelo e começou a escová-lo delicadamente. A princípio fiquei nervosa, mas suas mãos em meu cabelo eram tão quentes e reconfortantes que logo relaxei na cadeira, fechei os olhos e deixei a cabeça cair para trás.
Depois de um minuto de escovação, ele afastou uma mecha do meu pescoço, inclinou-se e sussurrou no meu ouvido:
- O que você queria me perguntar?
Levei um susto.
- Ah... o quê? - murmurei, confusa.
- Você queria me fazer uma pergunta.
- Ah, sim. Era... é... isso é gostoso.
Será que eu disse isso em voz alta?
Ren riu baixinho.
- Isso não é uma pergunta.
É, acho que disse.
- Era alguma coisa sobre eu me transformar em tigre?
- Ah, sim. Agora lembrei. Você pode mudar para uma forma e outra várias vezes por dia, certo? Tem um limite?
- Não. Não tem limite, desde que eu não assuma a forma humana por mais de 24 minutos a cada 24 horas.”

2 comentários:

  1. Ta aí uma série que quero mt ler.
    Primeiro por causa das capas, são lindas. Todos os livros são magníficos. Parabéns ao designer.
    Segundo, pq ouvi comentários mt positivos sobre ele.

    ResponderExcluir
  2. É algo que eu gostaria muito de ler, tudo parece envolvente. Desde a capa até o modo como o autor desenrola a história.

    ResponderExcluir