quarta-feira, 25 de abril de 2018

Resenha Dois mundos de Simone O. Marques.


Título: Dois Mundos.
Autora: Simone O. Marques.
Editora: Butterfly.
Páginas: 256.
Ano: 2016.
Cortesia da Editora.


Sinopse: Num futuro distópico, Marina é uma jovem brasileira que carrega a força e os poderes de três grandes deusas celtas. Ela é aquela que cria, acolhe e mata. Protegida por guerreiros, perseguida por mortais e desejada por deuses, precisa encontrar os míticos tesouros da Tribo de Dana se quiser salvar o que restou do mundo... Ano de 2021. A Terra está devastada e poucos são os sobreviventes. No Brasil, grupos se reúnem em pequenas vilas em torno da água potável. O oásis neste caos fica na Chapada dos Veadeiros, na Fazenda Tribo de Dana, onde vive um povo guerreiro que acredita tudo ser parte dos planos da Grande Mãe. Neste paraíso vive Marina. Considerada o avatar de três grandes deusas celtas, precisa lidar com poderes diversos de cura, vida e morte. Ao abrir o véu que separa o mundo de mortais e deuses, a jovem liberta antigas divindades. E dois domínios distintos estão prestes a colidir quando ela descobre que detém nas mãos o destino da humanidade.

Opinião:



Pode ser que pelo fato de ler muitas distopias ache semelhanças que me levam a viajar para outros universos. Acredito que todo bom leitor tenhas seus pequenos/grandes mundos, personagens preferidos, lugares que gostaria de conhecer, etc... E tudo isso por conta de uma leitura que nos envolve e encanta.

Nesse sentido, com esse livro foi inevitável não imaginar tais coisas. Me recordou a obra "A maldição do tigre", pois a história é tão encantadora quanto, porém é escrita por alguém daqui, sim gente, essa autora é toda nossa!

Então o que posso contar para vocês é que o livro se passa no futuro, no ano de  2021, no qual a terra se encontra destruída, tendo ocorrido muitas mortes, levando as pessoas que sobreviveram a um mundo de medo e escuridão. 

O dia que a destruição aconteceu ficou conhecido como Dia da Aurora. E a responsável por tudo isso foi Marina, uma menina que na época tinha apenas 13 anos. Foi justamente nessa época que ela descobriu que era o avatar de três deusas celtas: Dana, a grande mãe; Brigith, a deusa da luz; Morrigan,  deusa da guerra e da destruição. Ela é muito poderosa, mas não tem domínio e muito menos noção do seu poder e não imagina os danos que pode causar apenas com a força do seu pensamento.

Ela também descobre que existe uma fazenda na Chapada dos Veadeiros e que lá tem a Tribo de Dana que abriga druidas, sacerdotisas e os guerreiros de Dana. E é nesse lugar que ela decide morar. As pessoas que lá vivem começam a chamá-la de Pequena Dana e todos a  respeitam e cumprem o trabalho de protegê-la.

Aos 18 anos, o respeito e a formalidade com que era tratada a incomodava demais, isso e o fato de estar sendo vigiada 24h por dia por um dos guerreiros, que ela chama de Sombras.

Então, tentando se livrar dessa vigilância, Marina acaba indo parar em uma espécie de caverna, Sídhe, o lugar dos mortos, um local proibido, e Brian e Artur, dois de seus guerreiros, acabam indo junto.  E é assim que começa de fato a sua aventura, pois ela vai parar em um mundo totalmente diferente e descobre que para sair dali e salvar seu povo ela terá que encontrar os Tesouros da Tribo de Dana. Dessa forma, eles começam a ir em lugares cada vez mais estranhos e encontrando seres mágicos. 

Dois Mundos é uma leitura rápida que mistura elementos fantásticos com realidade. É um livro  que tem ação, magia, mitologia e romance. A capa é linda e as páginas mais ainda, no início de cada capítulo elas são ilustradas. Também tem um mapinha para acompanhar onde fica cada lugar citado. A editora está de parabéns, acho que é o primeiro contato que tenho com obras deles, mas espero que não seja a última, pois "Dois Mundos" é o primeiro livro e quero a continuação...


Brian arqueou as sobrancelhas. Muitas vezes, ele não entendia o que Marina dizia. Era uma linguagem de fora da fazenda. a qual ele não tivera acesso algum, e ela parecia se divertir com aquilo.
Marina deu um passo pra trás quando a mulher passou por ela, ignorando sua presença, foi até a prateleira e se esticou, pegando um pequeno frasco com líquido de cor purpura e outro frasco de barro.
Ofegante Arthur entrou no quarto e encontrou Marina acordada, com o rosto pálido e assustado, mas parecia ser ela mesma novamente.

Continue Lendo

sábado, 27 de janeiro de 2018

Resenha Vai lá e faz de Tiago Mattos.


Título: Vai Lá e Faz.
Autor: Tiago Mattos.
Editora: Belas Letras.
Número de páginas: 320.
Ano de lançamento: 2017.
Cortesia da editora.


Sinopse: O mundo está cheio de histórias de empreendedores que começaram do nada. Tiago Mattos, um dos maiores futuristas brasileiros, formado pela Singularity – a universidade erguida no Vale do Silício pelo Google em parceria com a Nasa – vai te mostrar neste livro que, sim, você pode criar uma empresa bem-sucedida do zero se tiver o mindset certo e entender como o mundo está mudando. Porque nunca foi tão fácil fazer. Nunca foi tão fácil fazer um livro, uma música, um filme, uma reunião dos colegas do ensino médio, uma passeata, um partido político, uma casa, um carro, uma declaração de amor, uma viagem ao redor do mundo. Nunca foi tão fácil fazer uma empresa. Nunca foi tão fácil entender que ninguém fará o mundo que você quer por você. Só você.

Opinião:

Esse livro é muito diferente do que estamos acostumados aqui no blog, pois ele não conta nenhuma história, ele é um livro de estudo, para quem quer aprender algumas coisas de como investir em um antigo ou novo negócio ou em como gerenciar seu tempo e ideias.

A obra contém muitas dicas para quem quer ser empreendedor. Mostra como as coisas estão mudando na era digital e o quanto é difícil e complicado tirar ideias do papel. O livro é direcionado inicialmente para quem está afim de abrir algum negócio. Ele analisa vários tópicos muito interessantes e é tudo muito bem ilustrado e com ótimos exemplos.

Caso você seja uma pessoas muito criativa, dona de uma ideia e que não sabe como colocar ela na prática, no livro são apresentadas várias ferramentas para organizar e gerenciar nossa forma de pensar. Ele ensina como dar os primeiros passos no empreendimento, como criar algumas metas, como identificar possíveis clientes. O livro te estimula e mostra que qualquer um com um pouco de iniciativa e vontade de crescer tem a capacidade de se tornar um bom empresário.

Conseguimos ver também a evolução do mercado e novos métodos de pesquisa, bem como a apresentação para o produto ou serviço que iremos oferecer, pois temos que saber analisar se determinada área não está saturada. Ainda, também é muito importante a parte de apresentação, afinal de contas hoje tudo se torna mais simples e fácil com o uso da nossa querida internet.

Agora se você não quer abrir uma empresa e é um estudante, dona de casa, profissional de alguma área específica, conseguimos identificar que é possível usar algumas das dicas e ferramentas para melhorar o seu desempenho, começando sempre com uma base infalível: o simples e  bom planejamento e organização. 

A leitura é muito interessante, embora um pouco arrastada, pois são muitas coisas que temos que prestar atenção. O livro é bem colorido e ilustrado deixando o mesmo bem dinâmico. A editora está de parabéns, pois as ultimas obras que recebi estão em um formato bem diferente de disposição nas páginas, deixando os livros muito bonitos.

Se dizer que o mundo mudou é discurso de muitos, responder o que mudou é uma tarefa que poucos se aventuraram a enfrentar. Essa é uma questão extremamente complexa. E com pelo menos três agravantes. Primeiro: porque o mundo não mudou. O mundo está mudando. Segundo: porque estamos dentro do fenômeno e somos parte relevante dele. Terceiro: como não cometer um erro de avaliação, quando – ao que tudo indica – o fenômeno está só começando? Como dar a dimensão exata do mar, se estamos surfando uma onda que mal se formou?
Já que estamos falando de uma mudança de Era, que tal mudarmos também a nossa fonte de consulta? Que tal, em vez de irmos para os livros de negócios, gestão e história, nós olharmos para dentro do próprio fenômeno? E se nós, por exemplo, consultássemos a Wikipedia para ver o que ela diz a respeito?  
Multidisciplinaridade é a capacidade de realizar várias atividades diferentes, que exigem skills diferentes. É a capacidade de mudar de chip. Mas se você quiser que elas sejam bem executadas, você deve fazê-las com concentração e dedicação, uma por vez. Multidisciplinaridade não é um polvo. É um camaleão. 


Clique na imagem para aumentá-la.

Continue Lendo

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Resenha Quando é inverno em nosso coração de Américo Simões.


Título: Quando é Inverno em nosso Coração.
Autor: Américo Simões.
Editora: Petit.
Número de páginas: 352.
Ano de lançamento: 2017.
Cortesia da editora.


Sinopse: Clara e Amanda são irmãs que cresceram num lar europeu, do final do século 19, quando os casamentos ainda eram arranjados pelos pais. Clara é apaixonada por Raymond, o jardineiro da família. Por ser a filha mais velha, se vê obrigada a se casar com o rico Raphael. Porém, às vésperas de suas bodas é acometida por uma doença desconhecida que a deixa à beira da morte. Para não interromper o acordo entre as famílias, Amanda se casa no lugar da irmã. Mas a troca das noivas não é bem recebida por Raphael, já que havia se apaixonado por Clara. O rapaz não supera a decisão, alheia à sua vontade, e passa a desconfiar de que a doença repentina da jovem é puro fingimento para evitar o matrimônio. Essa paixão não correspondida e um segredo inviolável marcarão para sempre a vida da jovem Clara e de todos que a rodeiam.

Opinião:

Sabe aquele tipo de livro que não conseguimos parar de ler e que ao mesmo tempo queremos parar de ler, pois são tantas coisas tristes que vão acontecendo ao longo da história que você fica pensando: "Por que tudo isso com só uma pessoa? Será que ela merece tanto sofrimento assim?"

Então a obra vai nos mostrando porque essas coisas estão acontecendo e que cada um tem apenas o que merece, nos fazendo refletir o motivo para determinadas circunstanciais acontecerem conosco.

Esse é mais um livro espírita que veio parar em minhas mãos e estou encantada com eles, pois cada história é mais interessante que a outra. Não sei se vocês acreditam nessas coisas, mas mesmo se não acreditarem, confiem e leiam como apenas uma história, pois é cativante e envolvente.

A história se passa a dois séculos atrás, quando os casamentos eram os arranjados e não interessava o que as partes envolvidas achavam disso, quem decidia e organizava tudo eram os pais. Assim, eram improvável alguém com dinheiro casar com um serviçal. E é ai que começam as complicações na vida de Clara, pois ela desde criança é apaixonada por Raymond, o faz tudo da fazenda onde ela vive, e esse amor é totalmente correspondido e também acobertado e apoiado por sua irmã Amanda.

Os anos vão passando e certo dia Clara descobre que fora prometida para Raphael, mas quando o jovem chega a casa das moças para conhecer sua futura mulher a primeira a encontra-lo é Amanda que fica perdidamente apaixonada por ele, achando injusto a situação de Clara que não nutre esses sentimentos pelo noivo e sim por Raymond. Acontece que esse acordo se firmou em função de uma dívida de família, então se faz gosto que o casamento ocorra o mais rápido possível e por incrível que pareça Raphael quer isso assim que bota os olhos em Clara.

Acontece que Clara adoece misteriosamente e os médicos informam que não sabem o que é e que infelizmente não podem fazer nada para ajuda-la e só resta a família esperar pelo pior. Então o pai das jovens rapidamente propõe a troca das jovens para quitar a dívida, enquanto Amanda fica realizada com essa noticia, Raphael fica inconformado, mas acaba obedecendo o seu pai. 

Ocorre que as coisas tem uma reviravolta. Enquanto o casal está em lua de mel, Clara milagrosamente começa seu processo de cura e volta a ter seu romance com o Raymond. Após, quando o casal retorna para casa, Rapahel começa a ter pensamentos negativos, insinuando que Clara estava fingindo sua doença, bem como descobre que ela tem esse romance secreto e começa a cercar a jovem, até que uma noite ele marca um encontro com a mesma fingindo ser o seu namorado e acaba que uma tragédia acontece, quando ficam cara a cara e ele cobra satisfações dela, enfurecendo-se e estuprando a jovem, dizendo que ela lhe devia isso por não ter cumprido a sua parte do acordo original.

Pouco tempo depois, Clara descobre que por conta dessa noite está grávida, então as coisas vão se complicando cada vez mais em sua vida, não bastando o trauma daquela noite ela está carregando o filho do marido da própria irmã. E nós, leitores, vamos vendo que Clara é sempre colocada a frente de diversos desafios, pois isso que está acontecendo é apenas o início das provações que ela terá que passar.

O livro mostra as várias dificuldades que uma jovem consegue enfrentar e nós vamos acompanhando e torcendo para as coisas irem tomando um caminho melhor para o fim dos sofrimentos e dificuldades.

A capa do livro é linda, mas achei as páginas meio amontadas, não tem o espaçamento que estamos acostumados a ver nos livros. Mas adorei a leitura e espero que vocês também gostem.



- Você me impediu de ser realmente feliz... Também não será feliz totalmente - riu com prazer. - Toda vez q se deitar com um homem vai me ver nos olhos dele. E verá em meus olhos, no mundo deles, o estrago que me fez, a felicidade que me roubou.
"Raphael era ", pensou Clara, "uma figura encantadora". Sim, era dessa forma que ela o via: uma figura. Não para ela, mas para outra mulher. Poderia até, com certeza, vir a se apaixonar por ele, se não tivesse conhecido Ray antes dele. Agora já era tarde. 
... numa cerimônia extravagante, Clara Bellmonte se casou com Octávio Dunfort, trajando um vestido de cetim branco, com buquê de rosas brancas, acompanhada de lindas damas de honra.
Clique na imagem para aumentá-la.


Continue Lendo

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Resenha: Heartbreaker de Ana Luiza Marriel.


Título: Heartbreaker.
Autora: Ana Luiza Marriel.
Editora: Independente.
Número de páginas: 187.
Ano de lançamento: 2017.
E-book cortesia da autora.


Sinopse: Lauren Williams é uma jovem bonita, com um coração frio e um passado terrível do qual ela não gosta nem de lembrar. Ela tem um trabalho incomum, mas que ama: ela é uma Heartbreaker, uma Destruidora de Corações. Seu trabalho consiste em ajudar outras mulheres a se vingar de caras que as fizeram mal. Shane Cristensen é um dos mais famosos empresários do ramo musical de LA. Muito bonito, com um charme irresistível, tem sua fama intensificada quando se trata de suas conquistas. Sempre é visto circulando pelas ruas da cidade com belas mulheres ao seu lado. Tudo ia muito bem, até Lauren ser contratada para seduzir e acabar com Shane. Quando se conhecem, ele sabe que precisa conquistá-la.... E talvez ter algo a mais. Ela precisa destruí-lo para cumprir seu trabalho... Isso se não se desviar do plano.

Opinião:

Oi pessoal... Livro curtinho, narrativa super rápida e fácil, ou seja, não demorei para ler. História fluida, embora me lembre muito os livros da Garota do Calendário, os quais li por curiosidade e como esse acabei gostando.

Por conseguinte, vou contar um pouquinho da história para vocês ficarem com gostinho de quero mais...

O livro conta a história de Lauren uma Heartbreacker (destruidora de corações) e muitas vezes também de relacionamentos. Vou explicar... No momento que uma mulher traída, ferida, ignorada ou mais uma infinidades de hipóteses que podem acontecer, decide se vingar do homem que a "iludiu" ou "enganou", procura uma agência que faz um serviço especial, onde uma mulher é contratada para fazer o homem se apaixonar por ela e consequentemente quebrar o coração do mesmo, independente do que ou quem esteja no caminho dela.

Assim, tudo começa quando Lauren é contratada por uma mulher para conquistar Shane, o que para ela seria mais um cliente normal acaba se virando contra ela, pois logo que o conhece, já surge um interesse a mais, coisa que ela nem imaginava poder acontecer, depois de tudo que ela passou em outra época da vida, que a tornou muito "dura" para novos relacionamentos. O mais interessante é que ela continua seguindo um protocolo padrão de execução no inicio do relacionamento entre eles, o que deixa Shane mais interessado ainda na moça. E esse protocolo inclui uma sumida estratégica da vida deste, deixando-o como louco atrás de noticias e tentando marcar novos encontros. 

Conduto, após esse período Lauren decide abandonar a agência, pois está muito envolvida nessa relação, só que ela não conta a Shane o verdadeiro motivo pelo qual os dois se conheceram, ou o porque de ela não assumir uma relação mais séria com ele... E isso irá gerar muitas confusões e aventuras ao longo de todas as descobertas que temos com o decorrer da leitura.


Ele estava parado na porta, observando a ruiva, usando apenas uma bermuda cinza, dando a Lauren a chance de apreciar seu físico incrível, e seus cabelos estavam úmidos.
Quando ele retirou os óculos escuros e revelou os olhos castanhos com pinceladas de verde, antes escondidos pelas lentes, ela realmente não pode negar que apesar de ser um tremendo babaca, ele era extremamente atraente.
O que os dois não podiam imaginar era que em cada canto da cidade, um estava sonhando com uma bela jovem de olhos verde-folha e cabelos ruivos e a outra com um homem de olhos cor de mel, mas também esverdeado, e cabelos castanhos. Os dois, a jovem e o homem, no sonho, estavam presos em um beijo.
Foi um beijo diferente para ambos.
Foi algo intenso, sexy e, ao mesmo tempo, calmo e confortável. As línguas se moviam em um ritmo frenético enquanto eles intercalavam os beijos na boca com beijos no pescoço e mordidas nos lábios.
Enquanto isso, um explorava o corpo do outro. Shane mantinha uma de suas mãos presas a coxa da jovem enquanto ela apertava seus braços fortes.
Então, quando percebeu que aquilo tudo estava tomando um caminho diferente, Lauren se soltou do abraço de Shane e ficou de pé, o deixando com um olhar frustrado e um biquinho.
Continue Lendo

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Resenha Selene e o Dragão de Marília G. Barbosa.


Título: Selene e o Dragão.
Autora: Marília G. Barbosa.
Editora: Editora PenDragon.
Número de páginas: 300.
Ano de lançamento: 2017.
Cortesia da Autora.


Sinopse: 


Em meio a uma guerra entre humanos e dragões, Selene foge de uma tragédia que destruiu sua vila e se vê frente a frente com um inimigo de sua espécie: um dragão, caído e vulnerável. Contrariando tudo o que conhecia e ainda com a dor da perda pesando no peito, ela toma uma decisão e usa magia para salvá-lo. Agora, Drake, o dragão, e Selene dão início a uma jornada para reconciliar ambas espécies. Porém, percebem que há muito mais em risco ao receberem uma missão de uma Deusa poderosa e temperamental. Todos têm objetivos ocultos, e o sucesso ou fracasso desta missão pode provocar mais consequências do que se imagina.

Opinião:

Estou completamente e irrevogavelmente apaixonada pela Selene e pelo Drake (o Dragão), porque eles são lindos, queridos, super bem descritos e fiquei encantada com a simplicidade com que a autora conseguiu me envolver no mundo deles, consegui viajar sem sair de casa e posso dizer por experiência própria que a obra é muito bem escrita, e que me surpreendeu por ser uma autora TODINHA nossa, brasileirinha, que não desistiu do seu sonho e nos presenteou com essa obra. Não, ela não é minha amiga para eu estar elogiando assim, mas é que devemos reconhecer quando temos um trabalho lindo nas nossas mãos. 

Então vou contar um pouco da história: Selene é uma jovem que mora em um pequeno vilarejo, ela mora com seus tios, pois já perdeu os pais a algum tempo, ambos foram mortos por dragões. Certo dia, quando ela estava afastada da vila, ela viu sinais de fumaça e um cheiro muito forte de madeira queimando, ela sai em disparada e quando chega na vila vê que tudo foi consumido pelo fogo, matando a todos que ela conhecia.

Em total desespero ela sai correndo sem rumo pela floresta, até que é surpreendida por um dragão da noite caído, enrolado em uma rede de caça e com um machucado muito grande em uma das asas. É nesse momento que ela decide que vai ajudá-lo, começando assim com o fim da rivalidade entre as raças. Para isso ela usa um feitiço (o que é proibido), para transformar o Dragão em humano. Quando isso acontece, ele informa a moça que na sua tradição para que eles fiquem quites ele precisa retribuir o salvamento duas vezes, e para que isso aconteça ele irá permanecer ao lado dela até pagar sua divida. 

Ao longo dessa convivência ambos vão entendendo que por mais diferentes fisicamente que sejam as espécies, elas compartilham dos mesmo sentimentos e vão aprendendo a se respeitarem e cada vez mais vai aumentando o desejo do fim dessa guerra. Certa noite, Selene é convocada por uma Deusa a cumprir uma tarefa, pois ela é uma jovem diferente, que vem sendo testada desde criança para conseguir executar a referida tarefa e lhe é explicado que com isso se dará o fim da guerra entre as raças. Então Selene e Drake se jogam de cabeça nessa aventura, se tornando grandes amigos e com o passar do tempo começa a surgir algum interesse romântico entre os dois... E o mais bacana é que vamos vendo isso através do olhar dos dois, pois cada capitulo é contado por um dos personagens.

Em alguns momentos notei referencias a outras histórias como por exemplo: (I) Drake não pode ser dragão o dia inteiro, então durante o dia ele anda como homem e a noite ele volta a ser dragão, estilo A Maldição do Tigre; (II) Selene gosta de contar lendas e uma delas ela fala de uma sereia que se apaixona por um humano, ou seja, lembra A Pequena Sereia; (III) as tarefas dadas por Deuses, sendo as pessoas obrigadas a cumprirem porque senão haverá consequências, lembrando Percy Jackson ou qualquer outra obra do Rick Riordam.

Por fim, afirmo que o livro está todo bem amarradinho, deixando a história simplesmente fascinante... E sim, eu quero o 2º livro, quero continuar nesse universo que a autora criou e pelo qual eu me apaixonei!!!

Espero que vocês gostem dessa indicação!!!!



Eu ainda lembrava o quão perto ela estava, como eu a segurava nos braços. Foi um pouco estranho como tudo ao meu redor começou a se apagar da minha mente. Mais estranho foi vê-la se aproximar de mim levantando-se sobre os pés. Mal acreditei quando senti que eu mesmo estava me curvando para ficar mais perto também.
Rolei os olhos. Sério? Comê-la? Por acaso ela sabe o gosto que os humanos têm? Bem, na verdade, nem eu sei porque nunca comi um, mas ouvi dizer que não é muito gostoso. Queria poder dizer a ela que não faria nada de mal, e como não podia fazer isso com palavras, tive de improvisar com os gestos.
Assim que entrei no salão atrás de Rose, senti que muitas pessoas me encaravam de um jeito esquisito. E ao observar todo mundo, logo entendi o motivo. Todos tinham o cabelo ruivo cor de cobre, com raras exceções de loiro dourado e branco prateado. Foi então que percebi como o meu cabelo castanho deixava evidente que eu não fazia parte do grupo deles.

Clique na imagem para aumentá-la.
Continue Lendo

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Resenha Um novo dia para amar de Célia Xavier de Camargo.


Título: Um novo dia para amar.
Autora: Célia Xavier de Camargo.
Editora: Petit.
Número de páginas: 392.
Ano de lançamento: 2016.

Cortesia da Editora.

Sinopse: Quem nunca ouviu da boca de uma criança histórias sobre seus amigos invisíveis ou relatos de experiências vividas em outro período na Terra? Nesta obra, Valéria, diretora de uma escola de crianças e adolescentes, nunca tinha presenciado nada incomum entre eles, quando, de repente, começam a apresentar comportamentos estranhos. Profissional comprometida com o trabalho, Valéria fica desorientada. Ao buscar ajuda, conhece o médico Maurício, que a levará a compreender que apenas conhecimentos pedagógicos e psicológicos não são suficientes para ajudar seus alunos. Paulo Hertz, o autor espiritual, faz parte da Colônia Céu Azul e há tempos trabalha com jovens nos dois planos. Ele nos traz este romance para orientar pais, psicólogos e educadores a lidar com uma nova geração, cuja presença em nosso planeta tem o objetivo de auxiliar a humanidade em seu processo evolutivo. Leitura indispensável para se entender esse processo de transição.


Opinião:

Confesso que estou adorando ler esse seguimento de livro, não participo dessa religião, doutrina, estudo, não sei bem como chamar, mas acho as histórias tão bem contadas, e com assuntos bem interessantes e a cada vez aprendo algo novo lendo essas obras.

O livro conta a história da Valéria, ela é dona e diretora de um colégio particular, e algumas coisas estranhas começam a acontecer com os alunos, tais como crianças falando coisas sem sentido para a idade delas ou então brigas começando sem motivo aparente no pátio e salas de aula, e quando questionados o porque das atitudes os alunos informavam a diretora que não tinham a certeza do porque, mas que no momento sentiam uma força maior que eles que os influenciavam a ter determinadas atitudes.

Certo dia no horário de almoço, Valéria encontrou sua amiga Cecilia acompanhada do médio cirurgião plástico Maurício, e assim começaram a conversar e trocar experiências sobre os acontecimentos no colégio e então Valéria foi convidada a participar de um centro espírita para entender o porque dessas coisas estarem acontecendo com ela, e junto disso ela começou um romance com o doutor.

Enquanto isso mais coisas sinistras foram acontecendo ao redor da escola e com a escola e vamos aprendendo como funciona a influencia de espíritos que estão desorientados ou com maus pensamentos e começam a dominar os  pensamentos das pessoas ao redor convencendo-as a fazer algumas coisas. 

Vemos o desenrolar de várias histórias relacionadas ao espiritismo e vamos aprendendo como lidar com esses assuntos. Sei que não é todo mundo que acredita nessas coisas, mas posso afirmar que os ensinamentos no livro são muito bons, e para quem não acredita, leia como se fosse uma fantasia, igual a leitura será muito boa e proveitosa.




O médico examinou os olhos e nada viu de diferente. Então, julgando que pudesse ser algo de natureza espiritual, fez uma oração, que Denise acompanhou de mãos postas. Após a prece, Valéria começou a se mexer, sinalizando que estava voltando ao normal.
- Provavelmente, Valéria. Você deve ter-se envolvido com crianças e não sabemos o que lhes fez. Talvez tráfico de menores. Quanto a Maurício, que já havia matado outras pessoas com requintes de maldade, retornou agora como médico, para trabalhar na cura de corpos e, especialmente, melhorar a sua aparência - disse a médium.
- Está pensando que vai ficar livre de nós? Nunca! Estamos juntos de você e não lhe daremos paz. Tornaremos sua vida um verdadeiro inferno! Você vai pagar por tudo o que nos fez sofrer. Não lhe daremos trégua! Onde você estiver, lá também estaremos nós! 

Clique na imagem para aumentá-la.
Continue Lendo

sábado, 26 de agosto de 2017

Resenha O Peso de um Segredo de Isabelle Fochier.


Título: O peso de um segredo.
Autora: Isabelle Fochier.
Editora: Chiado.
Número de páginas: 432.
Ano de lançamento: 2017.

Cortesia da Editora.


Sinopse: Duas vidas, destinadas a se encontrarem. Dois destinos, decididos a separarem. Laura Thompson sente-se prisioneira de uma noite que lhe modificou para sempre o percurso de vida.Numa noite, Christopher Russel vê o percurso da sua vida escapar-lhe perante as circunstâncias e seguir outro rumo, longe daquela que ele escolhera para amar a perder no tempo. Dez anos de sofrimento, de segredos e de erros, irão separar duas pessoas que por medo de enfrentar o destino, se refugiam cada um no seu mundo, edificando muros ao seu redor e comprometendo a felicidade.Mas no coração de alguns a perseverança persiste, o reencontro está iminente, longe de supor que ele os vai mergulhar numa espiral de desentendimentos e dor.Como agir perante um erro colossal que põe em perigo sentimentos verdadeiros? Onde encontrar força e sabedoria para afastar o rancor do amor?

Opinião: 

SIMMM... SIMM... SIM!!! Esse livro é a minha cara, pois adoro romances e esse me pegou de surpresa, foi tão lindo, complicado e fascinante.

A história começa com Laura esperando ansiosamente o próximo verão, quando sabia que seu amor platônico viria para sua cidade aproveitar as férias junto da família. Só que nesse ano Christopher acaba notando ela, uma menina de olhos verdes irresistíveis, e ao fim do verão eles acabam tendo uma noite de amor.

Acontece que no dia em que ele iria embora, Laura está a caminho da sua casa para se despedir e ouve ele e os amigos falando sobre uma aposta, a qual ele ganhou e ela fica desiludida com isso, pois fica achando que os garotos passaram o verão se divertindo a suas custas.

Christopher acaba indo embora, mesmo não conseguindo se despedir e muda-se para outro país para fazer faculdade e acaba por tentar várias vezes o contato. Contudo, Laura não o perdoando acaba por nunca atender seus telefonemas e com o passar das semanas ela acaba descobrindo que está gravida e decide não contar para sua família quem é o pai e nem ao Christopher que será pai.

Longos anos se passam, e Brian cresce, sendo um menino inteligente e clone do seu pai. Por conseguinte, a irmã de Laura descobre quem é o pai devida tamanha semelhança. E quando Laura já com a vida no lugar, trabalhando, com casa própria, tranquila com a criação do seu filho sozinha, descobre que o seu novo vizinho é nada mais nada menos que Christopher e as coisas começam a se complicar devido aos segredos de ambas as partes guardados a tanto tempo.

O livro é lindo demais. Salienta-se que a obra é escrita em português de Portugal, mas isso não interfere na história, mas tem algumas palavras que, para os brasileiros, são incompreensíveis na hora da leitura, sem um tradutor. Realmente indico para quem gosta de um romance bem contado, embora o livro assuste pelo tamanho e quantidade de páginas, eu li ele bem rapidinho.

Espero que vocês gostem da indicação!!!



Repentinamente, ele estendeu o braço na sua direção, mas Laura desviou-se, evitando que ele lhe tocasse o rosto. 
Assim que Christopher agarrou Brian, este rodeou-o pelo pescoço, ensonado, pouco desperto. Mas aquele gesto quase insignificante provocou-lhe surpreendentemente uma sensação agradável dentro do peito.
Christopher levou-a jantar num restaurante sossegado e discreto, num ambiente quase familiar e descontraído. 

Clique na imagem para aumentá-la.
Continue Lendo

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Resenha Mãe Sem Manual de Rita Lisauskas.


Título: Mãe sem manual.
Autor: Rita Lisauskas.
Editora: Belas Letras.
Número de páginas: 112.
Ano de lançamento: 2017.

Cortesia da Editora.

Sinopse: 

A gravidez é sinônimo de alegria e bem-aventurança instantâneas, está escrito na página zero do manual das mães das novelas, filmes e contos de fada. Você vai reluzir, cintilar, sentir-se plena e absoluta desde o momento em que descobriu que vai colocar uma criança nesse mundo. Mas pode não ser bem assim. Como estamos entre amigas, vamos falar a verdade aqui. Este é um antimanual: foi criado para mostrar que nem sempre há certo ou errado quando o assunto é maternidade. Para desconstruir (e rir) dos mitos que às vezes nos fazem sentir inseguras, culpadas ou nos fazem perder muitas noites de sono à toa. Este livro é um abraço apertado em cada mãe que às vezes erra, sempre querendo acertar, e às vezes acerta, tendo certeza de que, no fundo, está errando.

Opinião: 

Conforme o título do livro diz, esse não é um manual para as futuras mamães. Eu, por exemplo, não tenho filhos, mas acompanhando as situações do livro, vi o quanto nós que não estamos gerando um ser, podemos ser irritantes em pequenos comentários que fazemos e o quanto tem gente que passa dos limites na hora de opinar sobre a vida dos outros.

A autora conta de uma forma leve o que acontece a partir do momento em que a mulher descobre que está grávida e o que ela literalmente teve que enfrentar durante os 9 meses ou melhor 40 semanas (que são a mesma coisa). Porque a partir desse momento a mulher começa a contar com quantas semanas está e quantas faltam até descobrir o sexo e logo após até ver o rostinho do bebe tão esperado.

O livro também conta com vários comentários de médicos obstetras sobre pré-natal, sintomas de gravidez e o que grávidas podem e não podem fazer, comer, etc... Mas o foco do livro é mostrar as situações que ocorrem no dia a dia de uma mamãe de primeira viajem. As dúvidas que vão surgindo, os medos, as alegrias e também situações constrangedoras que acontecem durante a gravidez. Ela explica que as vezes um comentário pode levar muitas mulheres a duvidarem da sua capacidade de serem boas mães. 

Explica a escolha entre parto normal ao invés de cesárea. Ainda, mostra algumas estatísticas apresentadas no Brasil e o quanto tem gente chata, mal educada e principalmente mal informada, que fica tentando te levar em algumas direções, bem como o quanto existem médicos que optam por cesárea por ser mais rápida, prática e vantajosa financeiramente para eles e usam da super boa vontade da mãe para que isso aconteça, incutindo alguns medos e assim induzindo a esse caminho.

A obra também fala de situações que acontecem assim que a criança nasce, dizendo que o pós-parto é um show de heavy metal, e como com o tempo ela (a autora) aprendeu a reconhecer alguns choros do seu bebê. No fim do livro, ela mostra o calendário de vacinas e mais algumas informações.

O livro é muito lindo. A Belas Letras se superou, capa dura, bem colorido e com ilustrações fofas. Mesmo eu não sendo mãe ou planejando isso achei o livro muito legal e informativo, creio que da um tipo de segurança para as mamães vendo que não é só com elas que determinadas situações acontecem. Espero que vocês gostem do livro.




Será que o dinheiro vai dar para pagar uma creche legal? Será que meu relacionamento resiste a um filho? Será que eu vou conseguir voltar a antiga forma? Será que meu filho vai nascer saudável? Será que vou conseguir amá-lo?
Meu filho nasceu de cesárea, porque não tive dilatação. Fiz uma cesárea porque meu filho não encaixou. Não entrei em trabalho de parto e, para meu filho não passar da hora, tive de fazer uma cesárea.
"Nossa com esse peito tão pequeno você não vai ter leite", garante uma pessoa que, veja só, nunca te viu na vida. a) Tamanho não é documento; b) Boa parte do leite que o bebê mama é produzido na hora em que ele está sugando, ou seja, tanto faz o tamanho do peito; c) Todas as anteriores.
Se você respondeu a letra C, acertou.
Clique na imagem para aumentá-la.

Continue Lendo